Eliziane mostra força popular em ato de campanha no Centro

eliziane 1Demonstrando apoio popular e força na corrida eleitoral, a candidata à prefeita de São Luís da coligação São Luís de Verdade, Eliziane Gama(PPS-23), promoveu nesta sexta-feira (26) grande ato popular no Centro. A atividade intitulada Caminhada da Paz contou com a participação de representantes da sociedade civil, além do vice-governador do Estado, Carlos Brandão, do deputado Neto Evangelista e do vice na chapa, José Joaquim.

A concentração do ato ocorreu na praça João Lisboa. Depois, o grupo percorreu o principal centro comercial da cidade. Com bandeiras e gritos de “É 23!”, a caminhada quebrou o protocolo do encerramento do expediente na via.

No percurso, a candidata recebeu o apoio dos eleitores e demonstrou confiança na vitória nas urnas. “É por este povo ludovicense que vou lutar. Vamos trabalhar todos os dias, por uma São Luís melhor. Uma cidade mais digna e justa para todos”, enfatizou Eliziane.

eliziane 2Ela também, quando cumprimentada por eleitores, fez questão de ressaltar as diretrizes de sua futura gestão. “A cidade possui necessidades evidentes, especialmente na saúde e educação. O nosso governo terá estes setores como prioridade”, afirmou Gama.

A caminhada encerrou na Praça Deodoro, onde contou com grande mobilização popular. O vice de Eliziane também convocou a população para a construção de uma nova cidade. ” É com orgulho que estou neste projeto, que prevê uma cidade mais justa para todos”, disse Joaquim.

Justiça Eleitoral tira tempo de rádio e de TV da coligação de Leitoa

alexandre e lucianoBlog de Ludwig – A coligação “Unidos somos mais fortes” impetrou com um Mandado de Segurança pedindo providências no sentido de incluir o tempo de propaganda do Partido dos Trabalhadores em favor da mesma. Tal medida foi tomada após o PT Nacional decidir que a sigla em Timon fica com a coligação citada anteriormente que tem como candidato a prefeito o deputado Alexandre Almeida.

Na decisão, o relator mantém o tempo de propaganda ao candidato Alexandre Almeida e determina suprimir o tempo de propaganda das coligações denominadas “Juntos pra fazer muito mais” e “juntos para continuar crescendo” (proporcional), do candidato Luciano Leitoa.

“Com essas considerações, DEFIRO A LIMINAR PLEITEADA, para reconhecer como válida a decisão do Diretório Nacional do PT, e, via de consequência, retirar o tempo referente ao Partido dos Trabalhadores das coligações adversárias, ora litisconsortes, denominadas “JUNTOS PRA FAZER MAIS” (majoritária) e “JUNTOS PARA CONTINUAR CRESCENDO” (proporcional), determinando ao Juízo Eleitoral da 94ª Zona que realize nova audiência de geração de mídia”, diz a decisão judicial.

Impressões sobre o primeiro programa eleitoral dos candidatos de São Luís

eliziane programa eleitoralO primeiro programa eleitoral dos candidatos a prefeito de São Luís, que foi ao ar na TV às 13h de hoje, deixou a impressão de que poderia ter sido melhor produzido.

Na avaliação do blog, os destaques foram Edivaldo Holanda Júnior (PDT), Wellington do Curso (PP), Eliziane Gama (PPS) e Fábio Câmara.

Sem tempo para quase nada, Eduardo Braide (PMN), Rose Sales (PMB), Valdeny Barros (PSOL) e Cláudia Durans (PSTU), puderam tão somente apresentar os seus respectivos nomes para a disputa.

Zeluis Lago não apresentou programa.

edivaldo-6Eliziane, Wellington e Fábio Câmara, optaram pela tradicional cartilha de primeiro programa eleitoral, com a predominância de suas histórias de vida e trajetória política e profissional. O de Wellington apresentou qualidade de áudio e vídeo inferior aos dos concorrentes.

Edivaldo conseguiu fugir desse manual robótico, e apresentou as obras e projetos desenvolvidos por ele nos 3 anos e meio de gestão.

wellington-2Em linhas gerais, o titular do blog confessa que esperava um pouco mais do programas. Foram tímidos, protocolares. Faltou ousadia.

A expectativa é de que a partir do segundo programa, os quatro candidatos que dispõem de tempo: Eliziane, Wellington, Edivaldo e Fábio, consigam dar uma melhorada nos vídeos. Em relação aos demais, até pelo tempo diminuto disponível, infelizmente, não dá para esperar muita coisa.

Edilázio: “O legado de Flávio Dino é dar continuidade às obras de Roseana”

Edilázio print Facebook

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) cobrou do governador Flávio Dino (PCdoB), o reconhecimento às obras e projetos gigantescos deixados, no Maranhão, pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

Ele citou os hospitais macrorregionais de Pinheiro, Caxias, Imperatriz e Santa Inês – todos construídos e equipados pela gestão anterior, a estação de tratamento de esgotos do bairro Vinhais, e o Programa Viva Maranhão, segundo ele, reduzido ao Mais Asfalto.

Para o parlamentar, o maior legado de Flávio Dino, queira ele reconheça ou não, é a “continuidade das obras do governo Roseana”.

E finaliza, “a história e os fatos não mentem”.

Roberto Rocha ataca Flávio Dino e Edivaldo Júnior

roberto rocha twitter

O senador Roberto Rocha (PSB) atacou o governador Flávio Dino (PCdoB) e o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), ao publicar uma imagem da chapa “Por Amor a São Luís”, representada pelo candidato Wellington do Curso (PP) e Roberto Rocha Júnior (PSB).

Na publicação, ele escreveu: “São Luís quer um prefeito com atitude para comandar, e não fazer da prefeitura um puxadinho do Palácio dos Leões”.

Foi uma crítica dura sobre a relação entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís. O que Rocha disse, foi que falta autonomia à administração municipal.

Roberto Rocha só esqueceu de lembrar o eleitorado que foi eleito vice-prefeito de São Luís em 2012, ao lado do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Também esqueceu de afirmar que chegou tanto ao Executivo Municipal, quanto no Senado, apoiado por Flávio Dino, alvo agora de suas críticas.

 

“Não serei omisso”, diz Eduardo Braide ao apresentar plano de governo

eduardo braide plano de governoO candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN), recebeu os profissionais da imprensa em um café da manhã ontem, para apresentar os 33 itens do seu Plano de Governo. O presidente municipal do Partido da Mobilização Nacional, Fernando Salim, acompanhou Braide.

“Meu plano foi elaborado de forma consciente e respaldado no princípio de que absolutamente tudo o que está nele, é possível de ser realizado. Foi feito ouvindo as pessoas nas ruas e profissionais das áreas. Projetos consistentes e, em sua maioria, de rápida execução”, concluiu o candidato.

Entre os profissionais presentes, blogueiros, radialistas e jornalistas que atuam no impresso e na televisão puderam ao final fazer perguntas, como o caso do radialista Álvaro Luiz, da Rádio Educadora AM, que perguntou sobre o esporte nas comunidades.

Eduardo Braide respondeu que como deputado estadual já tenta resolver certos problemas da comunidade e citou a lei estadual n° 10.003/2014 de sua autoria que permite que as escolas estaduais coloquem suas áreas de esporte, recreação ou de formação e cultura à disposição das comunidades.

“Essa lei demonstra claramente o que podemos fazer para melhorar a vida da comunidade. O nosso Plano de Governo é conciso justamente para que possamos colocá-lo em prática”, completou.

A mobilidade urbana, a saúde e a educação também foram apontados pelo candidato do PMN como pontos principais do Plano de Governo. “Na saúde, por exemplo, defendo as parcerias com instituições como o Hospital Aldenora Bello, APAE e Santa Casa. Não adianta dizer que vou fazer um grande hospital e passar o mandato sem tê-lo feito. É preciso atitude e diálogo”, enfatizou.

Na educação, Eduardo Braide destacou que é preciso não só pensar no tempo integral de aulas, mas no reforço do ensino regular. “Antes de pensar em tempo integral é preciso falar e resolver a regularidade das aulas nas escolas. Não podemos admitir que nossas crianças passem novamente 100 dias sem ter aulas, como aconteceu na atual gestão”, ressaltou.

Sobre a mobilidade, Eduardo Braide garantiu já ter conversado com a Secretaria das Cidades sobre a viabilidade de projetos concretos para São Luís. “Estive conversando com a secretária das Cidades, Flávia Alexandrina, para entender o mapeamento feito das necessidades de São Luís. Projetos viáveis, de baixo custo e rápida execução, já estão sendo desenhados para que os problemas da mobilidade urbana sejam minimizados, especialmente na região da Forquilha e da avenida Jerônimo de Albuquerque”, assegurou.

Ao final do encontro, Eduardo Braide disse que a população de São Luís pode ficar tranquila em relação à sua posição como prefeito. “Não serei omisso. Terei atitude para resolver aquilo que precisa ser resolvido. São Luís tem jeito não é apenas um slogan”, concluiu.

Wellington promete acabar com a “prática do apadrinhamento” em SLZ

wellington rádioO candidato a prefeito da coligação “Por Amor a São Luís”, Wellington 11 (PP), apresentou hoje, durante entrevista concedida à Rádio Universidade FM, ações que ele implantará para resgatar o setor cultural de São Luís.

De acordo com Wellington, a cultura da capital maranhense foi totalmente esquecida nestes últimos quatro anos, assim como todos os agentes que a fazem.

“O cenário, hoje, é desolador. A atual administração renega as leis municipais que norteiam o setor e, por conta disso, não ocorreram investimentos corretos. Muito pelo contrário. O que se vê são as manifestações culturais sem nenhum apoio; festas tradicionais, como Carnaval e São João, sendo desprezadas; e as pessoas que fazem a cultura sendo humilhadas com o não pagamento, por parte da prefeitura, de caches, por exemplo”, afirmou o candidato no programa Santo de Casa, comandado pela radialista Gisa Franco.

Wellington garantiu que sua gestão à frente da prefeitura de São Luís desenvolverá uma política cultural que respeita e cumpre o estabelecido nas leis – plano municipal de cultura, sistema municipal de cultura e lei municipal de incentivo a cultura –, de proximidade com todos os atores do setor visando fomentar a atividade e torná-la efetivamente uma economia criativa geradora de emprego e mais renda.

Além da realização e divulgação de eventos tradicionais do calendário anual, como Carnaval e São João, o candidato disse que investirá em projetos de valorização nas mais diversas áreas (teatro, cinema, dança, dentre outros); revitalização de espaços públicos, como o Circo Cultural Nelson Brito, no Aterro do Bacanga, para que neles ocorram produções diversas; e expansão das atividades do setor para que cheguem nas regiões mais distantes, como os bairros da zona rural.

“Cultura está acima de qualquer diferença. Pensamos a cultura como um setor que deve produzir; que deve gerar renda e emprego. No nosso governo, serão banidas as práticas de apadrinhamento. Cultura é para todos e todos os seus setores e agentes serão incentivados por nossa administração”, finalizou.

STF dá a emissoras a liberdade para definir regras de debates eleitorais

Sabatina O EstadoO Supremo Tribunal Federal definiu há pouco, por maioria dos votos, novo entendimento em relação às regras que norteiam os debates eleitorais em todo o país.

A partir de agora, as emissoras de rádio e TV poderão convidar, a seu critério, qualquer candidato para participar dos debates.

A medida favorece as emissoras e, em outras palavras, atinge candidatos, sobretudo dos chamados partidos nanicos.

Isso porque até ontem, as emissoras eram obrigadas a chamar todos os candidatos de partidos que tivessem o mínimo de 10 deputados na Câmara Federal. Para aumentar o número de participantes numa edição de debate, era necessário que houvesse o consentimento de pelo menos dois terços dos candidatos registrados na Justiça Eleitoral. As regras, portanto, eram definidas num consenso entre candidatos e emissoras.

Não será mais assim. A partir de agora, as emissoras é quem escolherão, a seu modo, tempo e critério, quem poderá participar dos debates – além daqueles que já possuem a prerrogativa assegurada -, ou seja, os que pertencem a partidos polítocos com representatividade de pelo menos 10 deputados federais.

Em São Luís, por exemplo, as emissoras podem chamar os quatro com representação – Edivaldo Júnior (PDT), Eliziane Gama (PPS), Wellington do Curso (PP) e Fábio Câmara(PMDB) – e estabelecer um critério para convidar outros, se assim quiser.

E a decisão da emissora não poderá mais ser questionada…

PCdoB desiste de Dilma e ensaia aproximação a Michel Temer

dino e dilmaColuna Radar On-line – O PCdoB não recebeu bem a notícia de que o PT apoiará um candidato do PSDB no Maranhão. O pedido foi feito pela presidente afastada Dilma Rousseff em uma tentativa de angariar votos contra o impeachment.

Interlocutores garantem que após a definição do processo os comunistas irão buscar um espaço no governo que era considerado, até outro dia, golpista.

Não por menos, o governador do estado, Flávio Dino (PCdoB), cansou de brigar em favor de Dilma e passou a trabalhar uma ponte para que o seu partido faça parte do novo governo.

Uma das pontes que Dino tem articulado é com o prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, irmão de Renan.

A ideia é que o espaço do PCdoB seja dado na virada do ano. Dessa forma, Renildo, ao fim de seu mandato, seria o nome forte do partido no governo Temer.

Eduardo Braide apresenta programa de governo à imprensa

O deputado estadual Eduardo Braide, candidato a prefeito de São Luís pelo PMN, apresentou há pouco a imprensa o seu plano de governo.

Antes da apresentação do documento, ele ofereceu um café da manhã aos profissionais e participou de uma espécie de bate-papo com repórteres que fazem a cobertura política na  capital.

O plano de governo possui 11 principais pontos, com 32 itens detalhados.

Braide foi o primeiro candidato a prefeito de São Luís a tomar essa iniciativa.