“Flávio está aprendendo a fazer política”, diz Gardênia Castelo

Gardênia falou sobre a conjuntura política ao titular do blog

Gardênia falou sobre a conjuntura política ao titular do blog

A deputada estadual Gardênia Castelo (PSDB), aproveitou a entrevista com o titular do blog na manhã de hoje na Assembleia Legislativa, para dar aquilo que podemos classificar de “beliscada” em Flávio Dino (PCdoB).

Além de afirmar que a aliança de seu partido político com Flavio ainda não pode ser classificada de “fato consumado”, Gardênia disse que somente agora Dino começou a aprender a fazer política.

“Isso é uma resposta de que o Flávio começou agora a fazer o seu dever de casa, começou a valorizar o PSDB, ou seja, está aprendendo a fazer política”, disse.

O PSDB, até então um pouco distante das discussões do processo eleitoral 2014, entrou de vez no jogo após a desistência de Luis Fernando Silva (PMDB) e da candidatura de Edison Lobão Filho (PMDB).

É o principal pivô na crise entre o PCdoB e o PDT, que exige espaços na chapa majoritária de Dino.

Marcio Jardim desmoralizado…

Flávio fechou aliança política com Aécio Neves para a eleição 2014

Flávio fechou aliança política com Aécio Neves para a eleição 2014

Definitivamente quem deve ter ficado com cara de bobo desolado foi o petista Marcio Jardim, que armou um verdadeiro circo no último domingo, com a realização de um tal encontro do PT com Flávio Dino (PCdoB).

Marcio e uma minoria, que se intitulam membros da ala de uma tal resistência da sigla, ficou desde o ano passado remando contra a maré e tentando levar o PT – ou pelo menos passar essa ideia à população -, para o palanque de Flávio.

Marcio Jardim inventa apoio do PT a Lula e acaba desmoralizado

Marcio Jardim inventa apoio do PT a Lula e acaba desmoralizado

E o que foi que o comunista fez três dias depois de todo esforço de Jardim e do tal “encontro”, que inclusive utilizava em banners, indevidamente, a imagem do ex-presidente Lula e de Dilma Rousseff? Fechou aliança com o PSDB, principal adversário político do PT no Congresso Nacional e nas eleições de outubro. Uma verdadeira rasteira no aliado.

E agora, o que fará Marcio Jardim? Pedirá votos para Flávio Dino e para Aécio Neves em outubro. Ou escolherá Eduardo Campos (PSB)?

Que venha a mudança então! Não é mesmo companheiro?

As implicações da escolha de Dino

Flávio fechou aliança política com Aécio Neves para a eleição 2014

Flávio fechou aliança política com Aécio Neves para a eleição 2014

Com a aliança política consolidada junto ao PSDB de Aécio Neves, o pré-candidato ao Governo Flávio Dino, afasta de vez o sonho de ter a presidente Dilma Rousseff (PT) em seu palanque.

Dino tentava até domingo atrair a atenção do PT, mas percebeu que não seria tão fácil assim arrancar apoio da legenda em detrimento do candidato governista, Edison Lobão Filho (PMDB).

Caso não tivesse feito a escolha pelos tucanos, ainda havia a possibilidade – sugerida por alguns membros da direção nacional do PT -, de uma certa neutralidade de Dilma e Lula em relação a eleição no Maranhão. Não será mais assim. Dilma deverá sim desembarcar no palanque de Lobão Filho no estado e tratará Flávio como adversário. Esse é o cenário.

 Outra implicação nessa história diz respeito ao PDT. Se o acordo com o PSDB for o de indicação do candidato a vice, o PDT de Weeverton leva um verdadeiro golpe do comunista, que não cumpre o acordo de 2012.

E se isso acontecer, a promessa de Weverton é lançar candidatura própria ao Governo do Maranhão.  Se terá coragem para tomar essa decisão, isso é outra história. O fato é que uma crise pode ter sido instalada no “grupo” oposicionista. Vale aguardar o desenrolar…

Dino fecha aliança com Aécio Neves

O pré-candidato à Presidência da República, Aécio Neves, fechou aliança política hoje com o pré-candidato ao Governo pelo PCdoB, Flávio Dino. O acordo havia sido anunciado pelos jornalistas Marco D'Eça e Gilberto Léda ao longo da tarde de hoje, e foi consolidado no início da noite. Com a definição pelo PSDB, Dino desiste de uma vez por todas do PT e também deve deixar a ver navios o PDT de Weverton Rocha. Mais sobre o cenário amanhã, no blog

O pré-candidato à Presidência da República, Aécio Neves, fechou aliança política hoje com o pré-candidato ao Governo pelo PCdoB, Flávio Dino. O acordo havia sido anunciado pelos jornalistas Marco D’Eça e Gilberto Léda ao longo da tarde de hoje, e foi consolidado no início da noite. Com a definição pelo PSDB, Dino desiste de uma vez por todas do PT e também deve deixar a ver navios o PDT de Weverton Rocha. Mais sobre o cenário amanhã, no blog

230 presos de “saída temporária” na Semana Santa

Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Portaria conjunta assinada pelas juízas Ana Maria Almeida Vieira e Sara Fernanda Gama, respectivamente titular e auxiliar da 1ª Vara de Execuções Penais de São Luís, autoriza a saída temporária de 230 apenados para “visitar os familiares em comemoração à Semana Santa”.

Os apenados cujos nomes constam da relação serão beneficiados com a saída temporária “se por outro motivo não estiverem presos”, destaca o documento.

“Muitos deles estão cumprindo pena no regime semiaberto, mas têm outros processos em curso. Se nesse ínterim sair um mandado de prisão por condenação nesses processos, eles não têm direito ao benefício”, explica a titular da 1ª Vara de Execuções Penais.

As saídas temporárias têm base na Lei de Execuções Penais (artigos 122 a 125). De acordo com a lei, “a autorização será concedida por ato motivado do juiz da execução, ouvidos o Ministério Público e a Administração Penitenciária e cumpridos os seguintes requisitos: comportamento adequado; cumprimento mínimo de um sexto da pena, se o condenado for primário, e um quarto, se reincidente; compatibilidade do benefício com os objetivos da pena”.

Termo de compromisso

A saída dos beneficiados acontece após reunião designada pela portaria para as 10h da manhã desta terça-feira (15), que servirá para repassar advertências, esclarecimentos complementares e assinatura de termo de compromisso pelos presos. O retorno deve acontecer até as 18h do dia 21 de abril.

O retorno dos beneficiados e eventuais alterações devem ser comunicados pelos dirigentes de estabelecimentos prisionais à 1ª VEP até as 12h do dia 28 de abril.

TJMA

Lobão Filho sobre o pastor Bel no Senado: “entendeu errado”

Pastor Bel espera assumir mandato no Senado

Pastor Bel espera assumir mandato no Senado

O senador Edison Lobão Filho (PMDB), pré-candidato ao Governo do Maranhão, afirmou ter havido um mal-entendido por parte do segundo suplente de senador, Heber Waldo Silva Costa, o pastor Bel (PEN), que na semana passada anunciou já ter a garantia de que assumirá em breve mandato no Senado Federal.

Lobão Filho explicou ao blog que de fato prometeu se licenciar e automaticamente abrir espaços para o pastor Bel, mas isso somente após eleito governador do estado.

- Ele entendeu errado. Vai assumir sim, mas só depois da vitória -, disse.

Bel e o presidente estadual do PEN, deputado Jota Pinto, afirmaram a O Estado na última sexta-feira, que o caminho natural da sigla é apoiar Lobão ao Governo do Estado, mas em troca exigem o afastamento imediato do pré-candidato do Senado, para que o segundo suplente assuma.

Tanto que Bel deixou claro que a sua intenção é se apresentar aos líderes evangélicos antes das convenções, já na condição de senador da República.

Mas pelo visto, isso pode não acontecer tão cedo.

E agora Marcio Jardim?

Lula assegura apoio a Lobão Filho

Lula assegura apoio a Lobão Filho

Não adiantou em absolutamente nada o pré-candidato ao Governo pelo PCdoB, Flávio Dino, ter articulado junto ao petista Márcio Jardim, um encontro pintado de oficial no último fim de semana com alguns poucos petistas.

O encontro, divulgado com alarde por parte da imprensa de São Luís, teria servido para “a confirmação de apoio do PT” a Dino. O que todos sabem, não é verdade.

Tanto não é, que a resposta política veio ontem, de forma robusta, com o encontro do senador Edison Lobão Filho (PMDB) e o seu pai, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), com o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No encontro, além de assegurar apoio ao peemedebista para a eleição de outubro, Lula

Marcio Jardim inventa apoio do PT a Lula e acaba desmoralizado

Marcio Jardim inventa apoio do PT a Lula e acaba desmoralizado pelo ex-presidente

rechaçou qualquer tipo de parceria com Flávio Dino, a quem criticou pelo modelo de política adotado.

Lula, líder nacional do PT, ficou entusiasmado com a candidatura de Lobão Filho, e descartou subir no palanque de Dino.

O posicionamento da figura mais expressiva do PT no Brasil, veio como um balde de água fria em Flávio Dino, que tenta passar à população, a imagem de que é apoiado tanto pelo PT, quanto pelo PSB e PSDB no Maranhão.

O posicionamento de Lula também desmoralizou Márcio Jardim, que distribuiu na última semana um folder coma imagem de Lula, Dilma e Flávio. Um papelão…

Lula critica “modelo político” de Flávio Dino

Flávio Dino é criticado por Lula

Flávio Dino é criticado por Lula

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez duras críticas à postura e ao modelo de fazer política adotado pelo ex-presidente da Embratur e pré-candidato ao Governo do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). De acordo com o senador Edison Lobão Filho (PMDB), no encontro de ontem, Lula classificou Dino de antiético e rechaçou apoio ao comunista na eleição de outubro.

“Ele foi muito claro e isso eu posso falar para você sem problema nenhum, de que não há a menor hipótese de ele apoiar o Flávio Dino. Lula não acredita ser correta a posição de Flávio, de oferecer palanque para vários candidatos presidenciais. Ele acha isso falta de ética. Agora, no meu palanque só subirá Dilma. Não subirá Aécio ou Eduardo Campos, será um palanque puro sangue”, disse.

A crítica de Lula está no fato de Flávio Dino ter consolidado aliança, ainda em 2012, com o PSB, comandado pelo presidenciável Eduardo Campos, e mesmo assim ainda estar negociando espaços na chapa majoritária com o PSDB e tentando atrair o PT para o seu palanque.

A postura de Dino já provocou inclusive crise no seio do grupo político que apoia a sua candidatura, justamente pelo fato de o espaço negociado por Dino, ter sido prometido ao PDT.

“Não há possibilidade de apoio a Flávio Dino”, diz Lula

Lobão Filho, Lobão e Lula em encontro político

Lobão Filho, Lobão e Lula em encontro político

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) demonstrou entusiasmo com a candidatura ao governo do Maranhão do senador Lobão Filho (PMDB). Os dois tiveram um encontro ontem na sede do Instituto Lula, em São Paulo, durante o qual discutiram a atual conjuntura política do estado e a eleição do mês de outubro. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), também participou da reunião. Foi ele quem articulou o encontro. Lobão Filho assegura ter a garantia de apoio “incondicional” de Lula e do PT à sua candidatura.

O peemedebista classificou de “fantástica” e muito proveitosa a reunião com o ex-presidente da República e líder do PT no Brasil. Ele afirmou ter mostrado o potencial econômico e produtivo do estado e apresentado propostas para vários segmentos, o que deixou Lula convencido de que este é o melhor projeto para a eleição de outubro.

“Eu falei muito do nosso Maranhão e mostrei para ele, com detalhes, o estado com um potencial que, às vezes, quem está de fora não consegue enxergar”, disse.

Lobão Filho afirmou ter saído bastante satisfeito do encontro, que, segundo ele, ocorreu de forma descontraída e serviu tão somente para confirmar a tese de reedição da aliança do PT com o PMDB no Maranhão.

“O encontro foi fantástico, na verdade, o Lula é sempre fantástico. Além de conversarmos bastante sobre política e sobre o estado do Maranhão, fiquei impressionado com o carinho que ele tem pelo meu pai. Ele mostrou ter bastante respeito e admiração à trajetória do ministro de Minas e Energia”, completou.

A reunião com Lula foi o ponto alto do início da pré-campanha do senador do PMDB. Em apenas uma semana como candidato, ele conseguiu movimentar a cena política do Maranhão e demonstrou prestígio nacional ao ser recebido pelo ex-presidente na sede do seu instituto.

Articulação – O encontro de Lobão Filho com Lula, articulado pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, teve como principal objetivo alicerçar o apoio do PT ao candidato do PMDB no Maranhão.

Logo após a desistência do ex-secretário de Estado de Infraestrutura e então candidato do grupo às eleições de outubro, Luis Fernando Silva (PMDB), a direção estadual do PT sugeriu a rediscussão da aliança política, tendo em vista a mudança do projeto eleitoral.

“Lula ficou bastante entusiasmado com a minha candidatura e disse que o seu apoio e o apoio da presidente [Dilma Rousseff PT] serão incondicionais ao meu nome. O nosso palanque será de puro sangue, essa é a garantia”, afirmou.

Lobão Filho está de licença médica do Senado após ter sido submetido a duas cirurgias em Brasília e desembarcará em São Luís na próxima semana, logo após o feriado da Semana Santa. Na capital, ele vai se reunir com partidos políticos para discutir aliança para a eleição e com a direção estadual do PMDB.

O pré-candidato também será recebido pela governadora Roseana Sarney (PMDB), que na semana passada afirmou estar “confirmadíssima” a candidatura do senador.

Lobão Filho deve chegar ao Maranhão após a Semana Santa, quando deverá ser recebido pelas lideranças dos partidos que fazem parte da coligação com o PMDB no estado.

 De O Estado

Para JP, Dino precisa se transformar em Sarney

Flávio Dino deve virar Sarney para JP

Flávio Dino deve virar Sarney para JP

O grupo Sarney sempre teve um líder inquestionável. Nos momentos mais difíceis e conturbados, a voz de Sarney sempre chegou para colocar ‘ordem na casa’ e conscientizar a todos sobre a importância da marcha unida por um objetivo único; a vitória. Quando a voz não era suficiente, o ‘murro na mesa’ resolvia. E foi assim que durante quase 50 anos, ouvindo o seu líder maior nas horas decisivas, esse grupo conseguiu conquistar as vitórias que conquistou; questionadas ou não.

É desse líder que a oposição sempre se ressentiu, motivo de muitas desuniões e brigas em momentos decisivos. E é nesse líder que Flávio Dino precisa se transformar agora, para que a oposição vença as eleições de outubro. E não tem momento mais importante para provar isso do que agora, quando alguns oposicionistas que não pensam no Maranhão, mas apenas nos seus interesses pessoais, ameaçam um projeto da maior importância para esse estado.

É hora de Flávio Dino mostrar que é líder. E tem todo respaldo popular para isso; afinal, é o homem que grande parte do povo maranhense está vendo, hoje, como a esperança de dar um fim a esse império que domina o estado há quase 50 anos.

Um murro na mesa e ele acaba com essa briga estúpida pela candidatura a vice-governador. Nada melhor para acabar com esse ‘balaio de gatos’ do que ele, Flávio Dino, escolher quem ele quer para compor a sua chapa. (Informe JP)