Andrea Murad quer a renúncia do comando do PMDB no Maranhão

Andrea Murad 2A deputada estadual Andrea Murad utilizou o seu perfil em rede social para afirmar que caso seja confirmada a denúncia de fraude na ata de uma suposta reunião do diretório estadual do PMDB que teria ocorrido no dia 11 de setembro deste ano, exigirá a renúncia do comando da sigla no Maranhão.

A denúncia foi levantada pelo deputado federal Hildo Rocha, em entrevista ao jornal O Estado do Maranhão.

“Ciente do que está se passando no PMDB, em que existe a forte suspeita de fraude em uma ata sobre as eleições do partido, lamento profundamente o ocorrido, mas que precisa ser reparado. Eu e o deputado Hildo estamos estupefatos com o fato da reunião do dia 11 de setembro sequer ter existido, ou seja, uma reunião fantasma. Se não houver resposta ao requerimento que fizemos, iremos buscar na direção nacional do PMDB e na justiça a suspensão da eleição para o novo diretório marcada para próxima sexta, dia 30. E se for comprovada fraude, devemos exigir a renúncia imediata da atual direção”, afirmou a parlamentar.

Andrea Murad e Hildo Rocha registraram a chapa “Renovar para Crescer” na semana passada. Mas pedem o adiamento da eleição. Sustentam que o estatuto do partido determina que qualquer convenção estadual e mudança de comando deve ser comunicada com 45 dias de antecedência, com edital publicado em veículo de comunicação. Para os parlamentares, o estatuto, não foi cumprido e a eleição que ocorrerá no dia 30 pode acabar invalidada.

O senador João Alberto, presidente estadual da sigla, ainda não se posicionou sobre a denúncia de fraude na ata da reunião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *