A repercussão nacional desastrosa da entrevista de Flávio Dino à Folha

Foi desastrosa, voraz e absolutamente negativa, a repercussão nacional da entrevista concedida pelo governador Flávio Dino (PCdoB) ao jornal Folha de S. Paulo, publicada na edição da última segunda-feira.

Jornalistas da rádio Jovem Pan e do site O Antagonista – um dos mais conceituados de Brasília -, para ficar apenas nesses dois exemplos, ridicularizaram Flávio Dino.

Para definir o comunista católico do Maranhão, os analistas políticos utilizaram termos como “malandro de quinta categoria”, “mentiroso”, “sem-vergonha”, “mais um da linhagem do Renan Calheiros” e “penico público”.

 

Motivo: o oportunismo de Flávio Dino na defesa do ex-presidente da República Lula (PT) [vale lembrar que Dino formou chapa majortiária com o PSDB para se eleger governador]; as críticas ao Judiciário e à condução da Lava Jato; a defesa do Comunismo e a tentativa de criar a dicotomia na política maranhense entre ele e o grupo Sarney.

As críticas foram tão ácidas, tão fortes, que restou outra saída, a não ser atacar a imprensa – mais uma vez -, em seu perfil em rede social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *