Dividido por dois…

Após tantas idas e vindas, encontros e desencontros, o ex-governador José Reinaldo Tavares finalmente encontrou o seu porto partidário para disputar o Senado Federal. Vai se filiar ao PSDB, que tem o senador Roberto Rocha como candidato a governador.

Mas, Tavares chega ao ninho tucano com uma proposta tão inusitada quanto inédita no Brasil: vai fazer campanha tanto para Roberto Rocha quanto para o também candidato a governador Eduardo Braide (PMN). O anúncio, feito pelo próprio ex-governador, soou tão estranho que gerou uma onda de especulações nos bastidores políticos.

Estaria José Reinaldo chegando ao PSDB com a missão de atrair o partido para a candidatura de Braide? Ou estaria Braide já convencido por Tavares a abrir mão da candidatura, fechando com Roberto Rocha?

José Reinaldo é tido como excelente estrategista da política maranhense, sobretudo pelas suas articulações vitoriosas de 2006 e 2014, quando elegeu Jackson Lago (PDT) e Flávio Dino (PCdoB). Mas desde que rompeu com Dino, ele dá sinais de confusão em sua observação política, com declarações desconexas e atos atabalhoados.

Mas, pode ser também parte da estratégia para vencer – como já declarou – aquele que ele inventou para a vida pública. O PSDB tem o controle de Roberto Rocha e do ex-prefeito Sebastião Madeira, que são os que decidem seus destinos. Resta saber se Tavares combinou com eles.

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *