Corpo de Epitácio Cafeteira é sepultado no Cemitério do Gavião em São Luís

Foi sepultado na manhã de hoje, no Cemitério do Gavião, em São Luís, o corpo do ex-governador do Maranhão Epitácio Cafeteira (PTB). O corpo havia desembarcado na tarde de ontem na capital, transladado de Brasília, onde o líder político morreu no último domingo, aos 93 anos de idade, em virtude de seu estado delicado de saúde.

O corpo de uma das maiores lideranças da história política do estado foi levado ao cemitério num carro do Corpo de Bombeiros com as honras de um ex-chefe de Executivo.

Cortejo foi feito por familiares, amigos, ex-secretários da gestão Cafeteira, admiradores, eleitores e políticos do estado – da Assembleia Legislativa -, onde estava ocorrendo o velório, até o local do sepultamento, no bairro da Madre Deus.

Viúva de Cafeteira, Isabel lamentou a perda. Bastante comovida e amparada por familiares, ela agradeceu o carinho e a solidariedade no momento de dor.

“Eu tenho certeza que ele está em paz e a gente também fica em paz de poder ter trazido ele para cá [São Luís]”, disse.

Sobrinho do ex-governador, o deputado Rogério Cafeteira (DEM) agradeceu aos profissionais da imprensa e aos amigos que se solidarizaram à família.

“Eu queria só agradecer a atenção de vocês e o carinho de todos que de ontem para cá estiveram conosco e mais uma vez repito: com certeza se o governador Cafeteira pudesse deixar uma mensagem era de agradecimento ao povo do Maranhão pelo carinho e pela confiança que sempre depositaram nele. Mais uma vez obrigado a todos pela atenção e pelo carinho”, finalizou.

Cafeteira foi governador, senador e prefeito de São Luís

O ex-governador Epitácio Cafeteira (PTB) consolidou-se na política maranhense na década de 1960 com uma das principais lideranças do estado. Natural da Paraíba, ele exerceu o primeiro mandato entre os anos de 1965 e 1969 na Prefeitura de São Luís.

De 1975 a 1987 exerceu mandato de deputado federal. Foi senador da República entre os anos de 1991 e 1999 e depois de 2007 a 2014.

Sua eleição como governador, em 1986, foi uma das mais tranquilas na história do Maranhão: apoiado pelo então presidente da República José Sarney (MDB), ele obteve 81,03% dos votos, contra apenas 16,52% de João Castelo, então no PDS.

Em 2006, também ao lado de Sarney – como companheiro de chapa da ex-governadora Roseana -, voltou a derrotar Castelo, na disputa pelo Senado.

Essa eleição, por sinal, marcou o definitivo estreitamento dos laços entre o ex-senador e o ex-presidente da República.

Cafeteira era contabilista e bancário, tendo sido funcionário do Banco do Brasil.

Foi dele, à frente do executivo Estadual, a obra de revitalização da Praia Grande, no Centro Histórico de São Luís. O chamado “Projeto Reviver” alicerçou o processo que levou a capital do Maranhão, anos mais tarde, a ser reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *