Governo recua e inclui artistas maranhenses no São João 2018

Acabou com importante resultado a pressão de artistas maranhenses e a bancada de oposição na Assembleia Legislativa, imposta ao governador Flávio Dino (PCdoB).

A cobrança era para que a programação do São João 2018 valoriza-se artistas locais, e não apenas nacionais, como Agnaldo Timóteo, contratado para as festividades.

Na tarde de ontem o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (DEM) admitiu o recuo.

Ele informou que o Governo decidiu incluir cantores e compositores locais e revelou uma reunião marcada para hoje entre o secretário de Cultura, Diego Galdino com representantes de Danças Portuguesas – também para a participação nas festividades -.

“Beto Pereira, Mano Borges, César Nascimento… todos confirmados no nosso São João. Amanhã o Sec Diego Galdino terá reunião com os grupos da Dança Portuguesa e, dessa forma, as atrações estarão todas confirmadas”, informou.

O imbróglio sobre a programação das festas juninas começou quando artistas maranhenses renomados protestaram por estarem de fora. Ao mesmo tempo, se descobriu que dentre os contratados estava Agnaldo Timóteo, cantor de bolero.

Inicialmente, Timóteo estava escalado para apresentar-se no Arraial do Ipem. Mas, diante da pressão, o governo acabou modificando a agenda do artista, e colocando-o na programação do Arraial dos Aposentados, na Casa das Dunas.

Leia também: “São João 2018: Edilázio repudia desvalorização aos artistas locais”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *