O incoerente Flávio Dino e a “ajuda” ao Aldenora Bello

O governador Flávio Dino afirmou hoje, em seu perfil no twitter, que “diferentemente dos outros governos”, sempre ajudou e ajudará o Hospital do Câncer Aldenora Bello.

Disse isso após a Fundação Antônio Jorge Dino – mantenedora do hospital -, ter anunciado a descontinuidade de atividades e depois de o deputado Eduardo Braide ter cobrado do chefe do Executivo, a liberação de mais de R$ 3 milhões disponíveis no Fundo Estadual de Combate ao Câncer.

E faltou com a verdade.

Em  2017, por exemplo, Dino vetou mais de R$ 12 milhões em emendas da oposição para a Saúde. Desse montante, mais de R$ 1 milhão daria suporte especificamente ao Hospital Aldenora Bello.

Na ocasião, o comunista vetou as emendas de Andrea Murad (R$ 200 mil), Edilázio Júnior (R$ 200 mil) e Eduardo Braide (R$ 700 mil) para a unidade, referência em tratamento de câncer no estado.

E foi duramente criticado pela oposição naquela oportunidade [reveja aqui].

Os deputados já alertavam para um possível colapso no hospital, que agora se confirma.

Não tem como agora, portanto, Dino tentar sustentar o discurso de que sempre ajudou o hospital.

Não mesmo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *