Adriano afirma que comunistas omitiram dados para atacar Bolsonaro

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) criticou a postura da oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) no episódio que marcou o o aumento do salário mínimo no país.

Foi tão somente o Governo Federal anunciar reajuste no valor do salário mínimo para que a esquerda iniciar os ataques. O deputado federal Rubens Júnior foi um dos oportunistas.

“Orquestraram um ataque contra o presidente com base na ocultação de informações. Essa é a forma do comunismo agir: com base na mentira e na enganação do povo”, criticou.

“Essa foi a primeira de uma série de atitudes irresponsáveis que irão tentar jogar a opinião pública contra o novo governo. Vão fazer mais e vão fazer pior, só que a vida boa do esquerdismo acabou. Agora eles irão encontrar adversários dispostos a desmascarar suas mentiras”, disse o deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *