Campanha da Fraternidade é lançada no Castelinho

dom José Belisário é arcebispo de São Luís

dom José Belisário é arcebispo de São Luís

O arcebispo de São Luís, dom José Belisário fará a abertura oficial daqui a pouco, no Ginásio Castelinho, da Campanha da Fraternidade 2015, que levará como tema “Igreja e Sociedade”.

No período da manhã de ontem, dom José Belisário, que vai celebrar missa a partir das 17h no local do evento, concedeu entrevista coletiva no Palácio Arquiepiscopal, ao lado da Igreja da Sé, no qual falou sobre o tema da campanha.

Na ocasião, ele explicou a intenção é lembrar da vocação e a missão dos cristãos, bem como da comunidade em geral, com os excluídos da sociedade.

O lema da Fraternidade 2015 é “Eu vim para servir [MC 10,45]”. “Nós reconhecemos que a nossa sociedade ainda nega direitos básicos a uma grande parcela da população. A igreja também está preocupada especificamente com duas coisas, que são a reforma política e o combate à corrupção”, afirmou, após citar que a igreja prima por dignidade humana, bem comum e a justiça social.

A Campanha da Fraternidade é realizada anualmente pela Igreja Católica Apostólica Romana no Brasil, sempre no período da Quaresma. Seu objetivo é despertar a solidariedade dos seus fiéis e da sociedade em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira, buscando caminhos de solução. A cada ano é escolhido um tema, que define a realidade concreta a ser transformada, e um lema, que explicita em que direção se busca a transformação. A campanha é coordenada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Sobre os ataques a cristãos

A intolerância ao cristianismo e a falta de amor matam. E é isso que está ocorrendo na Nigéria e na Costa do Marfim nos últimos dias. Circula na internet um vídeo que leva até o mais insensato dos seres humanos, a refletir sobre o valor que é dado a vida, a família.

Muito se fala em intolerância ao homossexualismo. Muito se fala também em racismo. Mas não podemos negar que algo talvez até mais grave ocorra com os cristão nos dias atuais. Na Nigéria, homens, mulheres e crianças estão sendo queimados vivos por pregarem o Evangelho. O vídeo é de 2010, mas a crueldade continua acontecendo.

Mais de 100 pessoas foram mortas desta forma na última semana por terroristas armadas, um grupo extremista islâmico chamado Boko Haram, segundo reportagem do portal Gospel Prime, republicada na edição online do Jornal Pequeno e no portal Terra Brasil.

Um absurdo, uma crueldade sem fim, um massacre. Mas, tudo o que ocorre já está escrito na própria Bíblia, que fala em diversos livros, capítulos e versículos sobre a perseguição a quem prega o Evangelho. Apenas mais uma prova de que Deus existe e de que a Bíblia é a Sua Palavra.

O vídeo é forte e tem cenas cruéis, portanto, só assista se você se julgar preparado.