Wellington denuncia precariedade de rodovias estaduais

Asfalto de péssima qualidade, buracos e risco para os motoristas. Foi assim que o deputado estadual Wellington do Curso descreveu a situação das rodovias estaduais do Maranhão, após receber inúmeras solicitações de maranhenses que, diariamente, passam pelas estradas do Maranhão.

Na tribuna da Assembleia Legislativa, o  parlamentar lembrou da atual situação da MA-006, sobre a qual recebeu denúncias, e sobre a MA-119, que corta os municípios de Pedreiras, Trizidela do Vale, Bernardo do Mearim, Igarapé Grande e Lago dos Rodrigues.

“A situação das rodovias estaduais do Maranhão é precária. Quem percorre o Maranhão sabe: o que se verifica são buracos, estrada de chão e um risco imensurável para quem dirige. Percorremos a MA-119, que passa pelas cidades de Pedreiras, Trizidela do Vale, Bernardo do Mearim, Igarapé Grande e Lago dos Rodrigues. O que constatamos foi a situação precária das rodovias”, disse.

“Outro exemplo é a MA-006, por onde a economia do nosso estado passa diariamente. É uma das principais rodovias do Maranhão, indo de Cururupu até Alto Parnaíba, com mais de 700 km de extensão, passando por cidades como Grajaú, Arame, Fortaleza dos Nogueiras, Formosa da Serra Negra, entre outras. A população está se sentindo enganada por Flávio Dino. Eu vi a propaganda de investimento na rodovia. Só que eu visitei, eu percorri a rodovia e o que eu encontrei foi asfalto de péssima qualidade, a buraco e estrada de chão. Por isso, solicito que prestem contas!Para onde foi o dinheiro que deveria ser aplicado na recuperação das nossas rodovias?”, questionou finalizou.

Eleições 2018: Alexandre Almeida cumpre agenda em Imperatriz

O pré-candidato ao Senado mais jovem do Brasil, deputado Alexandre Almeida (PSDB), conversou com imprensa, participou de uma rodada de conversa com empresários, e foi apresentado a várias lideranças da cidade de Imperatriz no último fim de semana.

O parlamentar foi o primeiro nome para o Senado da chapa do pré-candidato a governador Roberto Rocha (PSDB) a ser anunciado num ato político que movimentou seu berço eleitoral, a cidade de Timon. O outro nome da chapa de Roberto Rocha é o ex-governador José Reinaldo Tavares.

Alexandre Almeida tem acompanhado Roberto Rocha nas andanças pelo Maranhão para divulgar sua pré-candidatura. Ele está em Imperatriz desde a última quinta-feira (4). No último sábado, junto a Roberto Rocha, Madeira e outros tucanos locais esteve na recepção do pré-candidato a presidente da República Geraldo Alckmim que no sábado, 7, sábado cumpriu agenda em Marabá, mas pernoitou em Imperatriz.

Na cidade, Almeida foram fez visitas para fortalecer seu projeto de se eleger senador da República.

Na manhã de quarta-feira ele visitou o ex-prefeito Madeira, esteve no Sistema Nativa de Comunicação (Arimatéia Jr, Edy Soares, Valdinei Lima, Michela Vieira) e concedeu entrevista ao jornalista José Filho (Jornal dos Municípios), e encerrou a manhã com uma visita aos diretores do Jornal O Progresso (Sérgio Godinho e Sérgio Henrique).

Na conversa com os diretores de O Progresso o tema “eleição 2018” só entrou quase no final da conversa. Alexandre se interessou pela impressionante trajetória do jornal nestes 48 anos de testemunha da vida da cidade, ressaltou o empreendedorismo da direção do veículo e ouviu dos diretores seus novos projetos para O Progresso que passa pela reformulação de um novo portal e a inclusão de uma TV e um rádio web.

Sobre sua pré-candidatura ao Senado, Alexandre Almeida ressaltou que aceitou o convite do PSDB por entender que há a necessidade da abertura de um novo caminho político no Maranhão.

“Entendemos que precisamos aproveitar a oportunidade dessa eleição para promover um debate em torno de políticas públicas, que de fato possa melhorar a vida do cidadão maranhense. Foi dentro desse ambiente que aceitei o convite” ressaltou.

Na manhã de sexta-feira, dia 6, o pré-candidato fez uma visita ao líder empresarial Marcone Marques e conheceu o vereador Hamilton Miranda.

Alexandre Almeida aos 34 anos de idade já foi vereador de Timon, foi duas vezes candidato a prefeito e exerce atualmente o segundo mandato de deputado estadual.

“Quero ser o porta voz dos projetos voltados para a melhoria da vida dos jovens, mas sobretudo um senador comprometido com a política que possa contemplar o interesse da população, e não interesses particulares” concluiu.

Com informações do blog do Elson Araújo

Imperatriz no radar

Dois dos principais pré-candidatos a governador do Maranhão escolheram a cidade de Imperatriz para testar popularidade na sexta-feira,6, fatídico dia da eliminação do Brasil da Copa da Rússia. E a movimentação mostrou que o governador Flávio Dino (PCdoB) tem muito com que se preocupar naquela região, que sempre serviu de base dos projetos esquerdistas para o Maranhão.

No dia da eliminação do Brasil, o senador Roberto Rocha, que concorrerá ao governo pelo PSDB, reuniu militantes tucanos e aliados regionais para uma reunião com o candidato do partido a presidente, ex-governador Geraldo Alckmin (SP). Com ele, estavam o deputado estadual Wellington do Curso, o ex-prefeito local Sebastião Madeira, e o deputado federal Waldir Maranhão – o ex-governador José Reinaldo não participou por estar, ainda, em recuperação de um acidente.

A presença de Alckimin e Rocha mobilizou centenas de populares ao escritório regional tucano.

Um dia antes, a ex-prefeita Maura Jorge (PSL) foi recebida em um evento suprapartidário de candidatos a deputado estadual que decidiram apoiar sua candidatura ao governo. E o encontro reuniu, ao menos, duas mil pessoas, mostrando que o desejo de mudança está em plena ebulição no segundo maior colégio eleitoral do Maranhão.

Somada à força da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), a presença festiva de Roberto Rocha e Maura Jorge confirma que o comunista não terá vida eleitoral fácil na Região Tocantina. Que deve ser fundamental para decidir o segundo turno.

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

A articulação de Edilázio na Caravana de Roseana…

O deputado estadual Edilázio Júnior, pré-candidato do PSD a uma vaga na Câmara Federal, demonstrou força política durante a última etapa da ‘Caravana da Guerreira’, como é chamada a agenda de pré-campanha da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), pré-candidata ao Governo do Maranhão.

Ao lado da emedebista, Edilázio percorreu 11 municípios e consolidou apoios à sua pré-candidatura: Lago do Junco, Lago da Pedra, Lago dos Rodrigues, Igarapé Grande, Bernardo do Mearim, Pedreiras, Trizidela, Lima Campos, Timon, Caxias e Codó.

Em três dos maiores municípios visitados: Lago da Pedra, Timon e Codó, Edilázio apresentou poder de articulação e força política.

No primeiro, foi recebido ao lado de Roseana, pelo ex-prefeito Luíz Osmani, que reuniu seu grupo político para o ato. Vereadores e lideranças da região também participaram, bem como o ex-prefeito Santa Inês, Dr. Cabral; o ex-prefeito de Pindaré Mirim, Paruru; o ex-prefeito de Igarapé Grande, Breado e o ex-prefeito de Lago do Junco, Haroldo Leda.

Em Timon Edilázio foi recebido com Roseana pela ex-prefeita Socorro Waquim e todo o seu grupo político, que organizou uma grande festa e em Codó foi recebido pelo ex-prefeito Biné Figueiredo.

Edilázio vai disputar uma vaga na Câmara Feeral na eleição do mês de outubro.

Othelino reúne lideranças em Monção e destaca ação parlamentar

A convite do presidente do PCdoB de Monção, Jesiel Araújo, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), pré-candidato à reeleição, participou, neste fim de semana, de um encontro de lideranças naquele município, evento que contou com a presença maciça da população local.

Othelino Neto agradeceu o convite e expressou sua satisfação em retornar a Monção, onde apoia o mesmo grupo político pela quarta vez consecutiva. “Eu estou muito feliz por voltar a Monção, cidade que sempre me recebeu e acolheu de forma carinhosa. É sempre um prazer estar aqui, ainda mais ao lado de amigos”, agradeceu.

Ao discursar, Othelino elencou alguns dos benefícios conquistados para Monção, por meio de emenda parlamentar, com o apoio do governador Flávio Dino, como a entrega de escolas, ambulâncias e viaturas.

Em seguida, o parlamentar anunciou mais melhorias. “Foram duas escolas dignas entregues e, agora, iniciamos a reforma e ampliação da maior delas, que é a Getúlio Vargas, um pedido nosso, realizado pelo Governo do Maranhão. Também conseguimos incluir Monção no programa ‘Mais Asfalto’. Não vamos parar por aqui, pois ainda faremos muito mais pelo nosso povo nos próximos anos”, frisou.

Jesiel Araújo, pré -candidato à Prefeitura de Monção, elogiou o trabalho de Othelino em prol da população do município. “O deputado tem correspondido às nossas necessidades, trazendo vários benefícios. Nós é que estamos de parabéns por tê-lo ao nosso lado . Esse momento é uma forma de agradecimento a tudo que ele tem feito pelo município”, enfatizou.

Os deputados federais Weverton Rocha (PDT)e Eliziane Gama (PPS), pré-candidatos ao Senado, estiveram no encontro. Ambos elogiaram a conduta de Othelino Neto, enquanto representante estadual de Monção.

“Fiquei muito feliz com o convite de conhecer a cidade ao lado de Othelino, que sempre teve votação expressiva nessa região. Foi muito bom ouvirmos, juntos, os anseios da população. Isso nos ajuda a destinar emendas mais objetivas, de acordo com suas necessidades”, disse Weverton.

Eliziane Gama complementou: “Othelino tem feito um grande trabalho, por isso, esse reconhecimento que Monção faz hoje é merecido”.

Júnior Lourenço, ex-prefeito de Miranda e pré-candidato a deputado federal, também presente no evento, não poupou elogios ao deputado. “Othelino já é um político tradicional. Acompanho a atuação dele como presidente da Assembleia e vejo seu compromisso em trabalhar forte, ao lado do governador , dando uma satisfação àqueles que o elegeram”, destacou.

Outras lideranças da região prestigiaram o encontro, como a ex-prefeita Paulinha Rezende e o vereador Mário Cardoso.

Revogada a decisão que determinava a soltura de Lula

O desembargador João Pedro Gebran, do TRF-4, relator da Lava Jato no tribunal federal, suspendeu o habeas corpus concedido pelo desembargador Rodrigo Favreto, no plantão, e que beneficiava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Com a nova decisão, Lula permanece preso em Curitiba.

Em seu despacho, Gebran Neto destacou ter estranhado o fato de o HC haver sido concedido pelo plantonista, “sem que fato novo verdadeiro houvesse”. Ele também pontuou que o desembargador Rogério Favreto – que havia concedido a liberdade provisória a Lula – foi levado a erro pelos advogados do ex-presidente.

“Despacho o presente feito em caráter excepcional, portanto, tendo em vista flagrante vício que está a justificar minha intervenção, vez que resta evidente que o desembargador de plantão foi induzido em erro pelos impetrantes, pois partiram de pressuposto de fato inexistente”, ressaltou.

Segundo o magistrado, os advogados que impetraram o habeas corpus o fizeram contra ato do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara da Justiça Federal em Brasília, quando a decisão pela prisão do petista foi tomada pela 8ª Turma do TR-4.

“Inexiste o suposto ato, vez que a ordem de prisão do ex-presidente partiu da 8ª Turma deste Tribunal Regional Federal da 4ª Região, tendo o magistrado de primeiro grau apenas e tão somente a cumprido. Não há qualquer conteúdo decisório proferido pelo Juiz impetrado, mas conteúdo vinculado à ordem da colenda Oitava Turma, determinando a expedição de mandado de prisão”, completou.

Gebran Neto ainda comentou o fato de os autores do HC não serem advogados constituídos pelo ex-presidente Lula.

“É importante assinalar que nenhum dos impetrantes tem representação válida com relação ao paciente. Nada obstante o habeas corpus poder ser impetrado por qualquer pessoa, quando se tratar de paciente notória e regulamente representado, deve-se ter cautela. Em casos semelhantes, tenho determinado a intimação dos representantes legais para que manifestem expressamente seu interesse no prosseguimento do feito, sobretudo para evitar possível incompatibilidade entre a ação dos impetrantes e o efetivo interesse processual do paciente”, assinalou.

Lula segue preso.

Roseana inicia caravana e reúne multidão em municípios

A pré-candidata ao governo Roseana Sarney (MDB) juntamente com o senador Edison Lobão (MDB) e comitiva visitou os municípios de Lago do Junco e Lago da Pedra ontem.

Foi o início da terceira etapa da caravana na capital. “Eu fiquei muito emocionada, tanto em Lago da Pedra como em Lago do Junco de ver a receptividade das pessoas e o carinho que me trataram. Em uma pré-campanha você fala o que sente e as pessoas dão opinião. Esta troca de palavras e de informações é muito importante” declarou.

Em Lago do Junco foram recebidos na Câmara Municipal. Já em Lago da Pedra na residência do ex-prefeito Luis Osmani. A multidão caminhou junto com Roseana e sua comitiva todo o trajeto.

Hoje e amanhã Roseana percorrerá outros nove municípios…

Edilázio afirma que Dino cometeu crime de responsabilidade

O deputado estadual Edilázio Júnior (PSD), autor do pedido de impeachment contra o governador Flávio Dino (PCdoB), protocolado na semana passada na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, afirmou que a peça aponta crime de responsabilidade cometido pelo chefe do Executivo.

Ele pediu celeridade no encaminhamento do pedido aos órgãos técnicos da Casa, a fim de que sejam considerados todos os requisitos de admissibilidade e abriu espaços para que outros colegas, se assim desejarem, subscrevam o pedido.

“Em conversa com um decano na advocacia do Estado do Maranhão, dr. Pedro Leonel Pinto de Carvalho, mostrei todas as notícias que haviam sido dadas pelos meios de comunicação, blogs, jornais e quando ele olhou ele ficou pasmo, com essa situação, com essa limitação de ir e vir, desse monitoramento que a oposição vem sofrendo no estado. Ele fez uma peça muito bem fundamentada, uma peça muito rica, processualmente falando e que foi protocolada por mim aqui na última quinta-feira”, disse.

De acordo com Edilázio, o crime de responsabilidade está caracterizado no caso – do monitoramento da Polícia Militar a adversários do comunista -, sob aquilo que determina a Lei do Senado 1.090, de 1950.

“A lei é bem clara quando diz no seu artigo 7º, com relação aos crimes de responsabilidade, que servir-se da autoridade – no caso o governador -, com os seus subordinados, e usar dessa subordinação para praticar o abuso de poder, e no caso foi isso que o governador fez quando deixou haver uma interferência da Polícia Militar, o crime está caracterizado”, explicou.

Ele ainda citou o depoimento de oficiais e a falta de transparência da PM na condução da sindicância – que até o momento não teve o resultado publicado -, fortalecem o pedido de impeachment.

“Fica aqui o meu apelo para que [o pedido] possa tramitar pela parte técnica da Casa o quanto antes e que possamos colocar em votação e, assim, saber o que cada parlamentar acha de o governador autorizar a Polícia Militar a investigar, fichar e perseguir aqueles que não rezam a sua cartilha”, finalizou.

Saiba Mais

O pedido de impeachment de Edilázio aponta ato de improbidade administrativa de Flávio Dino e crime de responsabilidade, no episódio que ganhou repercussão nacional e ficou conhecido como “espionagem da Polícia Militar” a adversários políticos do chefe do Executivo. Ele tomou como base ofícios da PM que ordenavam o monitoramento da oposição. A Circular n° 098/2018 determinava o fichamento de lideranças de oposição que pudessem provocar “embaraços” no pleito eleitoral de outubro.

OUTRO LADO

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (DEM), repudiou o pedido de impeachment e classificou o ato como uma manobra de “desespero” por parte da oposição. De acordo com Cafeteira, o pedido não dispõe de qualquer fundamento jurídico.

Licitação nebulosa

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão está diante daquilo que pode ser confirmado como o mais novo escândalo de corrupção no Governo Flávio Dino (PCdoB).

Trata-se de uma representação formalizada pela Quartzo Engenharia Ltda – ME, que questiona no tribunal a “licitação” que resultou na contratação de empresa para a conclusão dos serviços de infraestrutura na Unidade Mista do Maiobão, comandados pela Sinfra. O caso já foi tema de reportagem de O Estado.

O conselheiro de contas Osmário Freire Guimarães, relator da representação, já se manifestou pela suspensão do processo de licitação para a obra. Ele tomou por base a manifestação da Unidade Técnica do tribunal e do parecer técnico do Ministério Público de Contas (MPC).

A votação no Pleno da Corte de Contas, contudo, depende do posicionamento do conselheiro Nonato Lago, que pediu vistas do processo.

A licitação para a obra na Unidade Mista do Maiobão é nebulosa. A denúncia apresentada pela Quartzo relata desclassificação do certame fundamentada em procedimento não previsto em edital. A vencedora para um contrato de R$ 4,7 milhões foi a Athos Construções Ltda.

Mas o caso não para por aí.

Apesar de o contrato ter sido assinado somente no dia 28 de março, o governador Flávio Dino anunciou a conclusão do processo de licitação e assinou a ordem de serviço para a obra em solenidade realizada no dia 17 daquele mês, em Paço do Lumiar, ao lado do prefeito Domingos Dutra.

Outro detalhe curioso é que até o dia 15 de março o processo de licitação sequer estava concluído, daí a reação de concorrentes.

Portanto, indícios não faltam para um posicionamento enérgico, cirúrgico e técnico dos conselheiros de contas.

Diante ou não da pressão que tentará impor o Poder Executivo.

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão