Arquivado pedido de afastamento do procurador Juraci Guimarães

O corregedor nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel Moreira, optou pelo arquivamento de pedido feito em julho deste ano pelo MDB de afastamento do procurador federal Juraci Guimarães Júnior.

O corregedor argumentou “inexistência de infração disciplinar ou ilícito penal”.

Na manifestação, o corregedor decidiu acolher integralmente o pronunciamento do Membro Auxiliar da Corregedoria Nacional. Para o MDB, o fato de a esposa do procurador estar no primeiro escalão do governo desde o início da atual gestão “ratificaria a relação de proximidade, pelo menos em sentido funcional, existente entre si [Juraci Guimarães] e a pessoa do atual Governador do Estado”.

O partido alegava falta de impessoalidade na atuação do representante da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) no Maranhão por suposta ligação com o governo Flávio Dino (PCdoB), que concorrerá à reeleição neste ano (relembre aqui)

Segundo o pedido de providências, a esposa de Juraci Guimarães, Lilian Régia Guimarães, é a atual secretária de Estado da Gestão e Previdência da administração comunista.

Com informações de Gilberto Léda

Wellington quer investigação da PF a perfis fakes

O deputado estadual e candidato à reeleição, Wellington do Curso, protocolou ofício na Polícia Federal na tarde de ontem, com pedido de identificação de uma suposta rede criminosa de perfis fakes em rede social que tem divulgado mentiras sobre o parlamentar.

Recentemente, houve uma decisão de membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), de exclusão de perfis de rede social.

Agora, o objetivo é identificar quem administrava os perfis fakes, para então, puni-los pelos crimes contra a honra já praticados.

“Trabalhamos diariamente para termos o respeito dos maranhenses. Trabalhamos de forma séria, honesta e sem mentiras. Continuamos firmes lutando por um Maranhão melhor e sem baixarias. Enquanto eles mentem, a gente segue trabalhando em defesa da população. Em 2016, nas eleições para prefeito, sofremos inúmeros ataques pela internet: mentiram, inventaram situações e usaram a máquina pública para divulgar essas mentiras. Agora, em 2018, criaram perfis fakes tentando manchar a nossa imagem. Isso já está sendo investigado, para que possamos punir aqueles que jogam tão baixo e cometem crimes contra a honra de quem trabalha de forma séria”, disse.

Ascom

O desrespeito às decisões judiciais

*Deboche comunista

Imagem meramente ilustrativa do Pleno do TRE-MA

É certo dizer que a postura do Tribunal Regional Eleitoral e da Procuradoria Regional Eleitoral tem sido correta nestas eleições maranhenses, com decisões técnicas e fundamentadas no entendimento legal e na interpretação das leis, punindo, em mesma escala, qualquer ator envolvido no processo.

Essa postura já garantiu, por exemplo, várias condenações ao governador Flávio Dino (PCdoB) – inclusive a decretação, em primeira instância, de sua inelegibilidade por oito anos, por decisão da juíza Anelise Reginato – e aos seus principais aliados, como o vice-governador Carlos Brandão (PRB).

Mas é certo também que a onipotência almejada por Flávio Dino durante os quatro anos do seu mandato – que se traduziu no autoritarismo como exerceu o poder contra adversários, contra a imprensa e contra os próprios órgãos de controle – se elevou à enésima potência neste processo eleitoral.

Flávio Dino simplesmente dá de ombros às decisões judiciais contra ele, ignora solenemente as recomendações estabelecidas nas sentenças e debocha do posicionamento de juízes e desembargadores que compõem o Pleno do Tribunal de Justiça.

A postura do governador do estado já foi fruto de diversos comunicados de adversários e até de posicionamentos orais na tribuna do TRE, mas o comunista continua a ignorar os desígnios da Justiça. Condenado ontem mais uma vez, e multado em mais de R$ 5 mil por conduta vedada, ao utilizar redes sociais do governo em proveito pessoal, Dino continuava, mesmo após a decisão, a extrapolar os seus limites legais. Até quando continuará o deboche comunista?

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

Maranhão desenhado

Bancada formada pelos jornalistas Linhares Júnior, Gilberto Léda e Marco D’Eça

Encerrada ontem, com todo o sucesso esperado, a Sabatina O Estado com os candidatos a governador do Maranhão apontou o norte que deverá ser tema de debates no decorrer da campanha eleitoral. Do início – com Ramon Zapata (PSTU) – ao desfecho – com Roseana Sarney (MDB) -, as entrevistas conseguiram revisitar o passado, analisar o presente e projetar o futuro político do Maranhão em todas as suas nuances, o que nem mesmo o hiato da fuga do governador Flávio Dino (PCdoB) conseguiu impedir que saltasse aos olhos.

E o que ficou nesses seis dias de programa é uma visão de um Maranhão que não avançou e precisa ser recolocado nos trilhos do diálogo, dentro de um ambiente de liberdade, para voltar a ter perspectivas de desenvolvimento.

Os candidatos Ramon Zapata e Odívio Netto (PSOL) optaram por analisar o Maranhão pelo aspecto da Educação. E tiveram a contribuição da emedebista Roseana para um diagnóstico sombrio: o projeto atual “é uma farsa” – palavras de Zapata -, apenas 20% dos professores têm salário considerado de nível nacional e 40% da categoria vive com contratos precários e salários reduzidos.

O senador Roberto Rocha buscou o elemento econômico para estabelecer que “a única indústria que cresceu no Maranhão foi a do medo”. Neste aspecto, Maura Jorge (PSL) apontou o atual governo como “um grande engodo”. Roseana também contribuiu nesse discurso ao desenhar um governo “perseguidor” não apenas de políticos, mas de empresários, comerciantes e trabalhadores.

Para rebater esses argumentos e contrapor os números apresentados, ao comunista que ora ocupa o Palácio dos Leões foi oferecido o mesmo espaço de tempo, com as mesmas regras e o mesmo tom, mas ele preferiu ignorar, dar de ombros, fugir. Perdeu, portanto, a chance de convencer, o que se torna mais difícil quando vê cinco argumentos contrários. Esquivar-se não vai adiantar.

Da Coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

Rádio Mirante AM começa a entrevistar candidatos ao Senado

A partir desta segunda-feira (27), a Rádio Mirante AM vai entrevista todos os onze candidatos ao Senado Federal pelo Maranhão.

As entrevistas serão feitas no programa Ponto Final, apresentado pelo jornalista Roberto Fernandes e terá a duração de uma hora, sempre das 10h às 11h.

A ordem dos entrevistados foi definida através de sorteio e o primeiro entrevistado é o candidato Saulo Pinto (PSOL).

Os ouvintes, através do WhatsApp da Rádio Mirante AM (98) 99142-5060, poderão encaminhar, por meio de mensagem de texto, perguntas aos candidatos ao Senado. Veja abaixo a relação dos candidatos e respectivas datas.

Segunda-feira (27/08) – Saulo Pinto (PSOL)
Terça-feira (28/08) – Alexandre Almeida (PSDB)
Quarta-feira (29/08) – Saulo Arcangeli (PSTU)
Quinta-feira (30/08) – Iêgo Bruno (PCB)
Sexta-feira (31/08) – José Reinaldo Tavares (PSDB)
Segunda-feira (03/09) – Sarney Filho (PV)
Terça-feira (04/09) – Weverton Rocha (PDT)
Quarta-feira (05/09) – Preta Lú (PSTU)
Quinta-feira (06/09) – Eliziane Gama (PPS)
Segunda-feira (10/09) – Samuel Campelo (PSL)
Terça-feira (11/09) – Edison Lobão (MDB)

Othelino inaugura comitê em Grajaú

O candidato à reeleição, deputado Othelino Neto (PC do B), foi recebido com uma grande festa pelos grajauenses, na noite de sábado (25), durante a inauguração do comitê de seu grupo político, na cidade de Grajaú.

O parlamentar é autor de emendas que permitiram investimentos nas áreas de infraestrutura e educação no município. No evento, Othelino demonstrou otimismo com a inauguração do comitê. “Foi um lançamento empolgante, cheio de energia positiva e certamente é com esse clima que faremos uma campanha vitoriosa em Grajaú”, disse.

Várias lideranças estiveram presentes na inauguração. O candidato a deputado federal e presidente estadual do PC do B, Márcio Jerry, acompanhou Othelino e falou sobre o desempenho do parlamentar à frente da Assembleia Legislativa. “Ele vem fazendo um excelente trabalho no parlamento estadual e ao lado do governador Flávio Dino, o que me faz sentir em ótima companhia em nossa campanha neste município”, afirmou.

Simone Limeira, outra importante liderança do PC do B, também demonstrou apoio à reeleição do deputado. “Faz tempo que Othelino Neto não mede esforços para ajudar Grajaú e agora chegou a nossa vez de retribuir essa dedicação”, acentuou a presidente municipal do partido.

O representante da União da Juventude Socialista, Pedro Lucas Araújo, destacou as emendas que beneficiaram jovens carentes. Segundo ele, o trabalho deve continuar. “Nós devemos ficar ao lado de quem olha para os que mais precisam. Sei que o deputado Othelino Neto é autor de várias emendas, entre elas, a que isenta estudantes com deficiência ao pagamento de taxas escolares. Com ele, eu acredito que iremos construir um Maranhão mais justo”, disse.

Já o vereador Marquinhos Jorge enfatizou as medidas que garantiram benefícios à população, por meio de emendas parlamentares, a exemplo das obras de pavimentação na cidade. “Ele já conseguiu poços artesianos em comunidades, melhoria na estrada que liga Grajaú a Arame, entre outros benefícios. Por isso, é importante estar ao lado dele para que ele possa continuar a trabalhar por nossa Grajaú”, finalizou.

Assessoria Othelino Neto

Roberto Rocha mobiliza multidão em Bacabal

O senador Roberto Rocha, candidato do PSDB ao Governo do Maranhão, surpreendeu ontem (25) no seu primeiro grande ato de rua nesta campanha eleitoral.

Em Bacabal, o tucano levou uma multidão às ruas durante uma carreata.

Na cidade, ele inaugurou um comitê eleitoral.

Se é verdade que Rocha demorou a dar o pontapé inicial da sua campanha, também o é que ele começou com força.

Aguardemos os próximos 40 dias…

Informações de Gilberto Léda

Flávio Dino não comparece à Sabatina O Estado

Bancada formada pelos jornalistas Linhares Júnior, Gilberto Léda e Marco D’Eça, esperou o candidato, que não compareceu ao estúdio da TV Mirante

O candidato da coligação “Todos pelo Maranhão”, governador Flávio Dino (PCdoB) não compareceu à Sabatina O Estado.

A entrevista estava marcada para as 10h.

Representantes do candidato haviam participado da reunião que definiu a ordem de sorteio das entrevistas, realizada na sede do Grupo Mirante, no dia 9 de agosto. Depois disso, no dia 16, a assessoria do comunista recebeu as regras em material impresso e mídia digital.

Apesar disso, faltando apenas 9 minutos para o início do programa de hoje, transmitido ao vivo pelo site de O Estado, a assessoria do comunista informou que ele não iria mais ao programa.

O Estado lamentou a ausência e seguiu com a transmissão do programa para informar ao internauta da decisão do candidato de não mais participar da sabatina.

A candidata Maura Jorge será a sabatinada de amanhã.

Duarte Júnior doou R$ 310 mil à própria campanha

Relatório do sistema Divulgacand, da Justiça Eleitoral, que registra candidaturas e contas eleitorais, mostra que o ex-presidente do Procon no Maranhão, Duarte Júnior, doou a si mesmo R$ 310 mil para serem utilizados na campanha eleitoral.

Duarte é candidato a deputado estadual pelo PCdoB, mesmo partido político do governador Flávio Dino.

O relatório também mostra que o candidato já contratou R$ 314 mil em serviços já tendo pago R$ 152 mil.

Com informações de Gilberto Léda

Justiça obriga Governo a entregar documento que garante verba a projeto de música em Timon

O deputado estadual Alexandre Almeida, candidato do PSDB ao Senado, comemorou decisão judicial que deve garantir ao Instituto Cocais (Icocais) – entidade sem fins lucrativos de Timon que desenvolve o projeto “Aprendendo Música” – pelo menos R$ 205 mil em patrocínios para suas atividades.

A decisão é do juiz Weliton Souza Carvalho, da Vara de Fazenda Pública de Timon, e foi proferida na semana passada. Ele atendeu a um pedido de liminar do ICocais e obrigou a Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) a fornecer um certificado de mérito cultural para que a entidade possa captar recursos na iniciativa privada, por intermédio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

O projeto já tinha os R$ 205 mil aprovados desde agosto de 2017, mas a pasta não liberava o documento que autoriza o instituto a receber o valor da empresa patrocinadora. Por conta disso, as aulas do projeto chegaram a ser paralisadas, conforme denúncia formulada nos autos do processo.

“Diante de todos os fatos apresentados e do iminente prejuízo que poderá sofrer o Instituto autor, entendo satisfeitos os pressupostos para o deferimento da tutela de uergância pretendida. A ‘probabilidade do direito’ encontra-se presente e confirmada pelos próprios dados e provas anexos nessa exordial, inclusive pela publicação da aprovação em Diário Oficial na data de 03 de agosto de 2017. O requisito do perigo de dano se apresenta bem delineado pelos dispositivos legais e o prejuízo causado ao ICocais, vez que o projeto encontra-se parado, apesar de já ter garantido o patrocínio do referido valor”, destacou o magistrado em seu despacho.

Ao comentar a decisão, Alexandre Almeida, que apoia a iniciativa em Timon, disse que ele próprio chegou a solicitar da Sectur a liberação do documento, sem sucesso.

“O governo se negava a entregar um documento. Fui pessoalmente cobrar esse documento do secretário estadual de Cultura, e ele me disse que tinha ordens para não entregar”, afirmou.
Para ele, “a justiça fez o seu papel”.

“Apesar de ainda haver esse jeito de se fazer política, que leva muito mais em consideração partidos e políticos, do que os interesses das pessoas, nós temos motivos para comemorar”, completou.