A grave denúncia de governistas sobre o uso da máquina na gestão Flávio Dino

São graves as acusações de deputados estaduais governistas, todos aliados do governador Flávio Dino (PCdoB), de que secretários de Estado têm utilizado a máquina pública em troca de apoio político para as eleições 2018.

Raimundo Cutrim (PCdoB), Vinicius Louro (PR), Sergio Frota (PSDB), Stênio Rezende (DEM), Júnior Verde (PRP) e Josimar de Maranhãozinho (PR), foram alguns dos parlamentares governistas que acusaram secretários de terem cometido crime eleitoral.

Mas, a constatação dos governistas – agora incomodados com a falta de espaço político no grupo comunista -, já havia sido feita pela oposição.

 

De acordo com as denúncias, ao solicitar convênios ou parceria institucional com o Executivo Estadual, prefeitos e vice-prefeitos – aliados destes deputados -, têm sido confrontados com a seguinte condição: apoio eleitoral para o secretário nas eleições 2018.

Na sessão de ontem os parlamentares declinaram o nome de um dos secretários: trata-se de Marcio Honaiser, titular da Secretaria de Estado da Agricultura, pré-candidato a deputado estadual pelo PDT.

E foram vários e assustadores os relatos.

Honaiser já se defendeu. Por meio de nota, negou as acusações. Disse não estar assediando prefeitos com o auxílio da máquina em troca de apoio eleitoral.

E o Ministério Público, até agora, segue em silêncio…