Investigação por amostragem

coletiva-pf-ricardoA Polícia Federal deflagrou na última segunda-feira a operação “Sermão aos Peixes”, que tem por objetivo reprimir o desvio de verbas públicas federais no Maranhão.

A investigação apontou supostas irregularidades na gestão da passada da saúde do estado.

 Um detalhe intrigante em relação à operação, contudo, diz respeito ao período ao qual se limitou as investigações [2010 a 2013], principalmente sobre a participação de alguns dos institutos apontados como beneficiários do dinheiro público.

O Instituto Cidadania e Natureza (ICN), por exemplo, atua no estado desde o governo José Reinaldo Tavares (PSB), em 2006.

Passou pelos governos Jackson Lago (PDT), Roseana Sarney (PMDB) e acabou contemplado com novos contratos na gestão Flávio Dino (PCdoB). Ou seja, são 9 anos de atuação na saúde estadual.

Até ontem, quando por determinação judicial teve os seus contratos rompidos com o Poder Público, a entidade administrava 22 unidades de saúde de média e alta complexidade em todas as regiões do estado. [reveja aqui]

Mesmo assim, apenas o período que compreendeu a gestão do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad (PMDB), de 2010 a 2013, foi investigada. Sobre o fato, disse o superintendente da PF no Maranhão, Alexandre Saraiva:

“A investigação começou quando foi instaurado inquérito. Tão logo a polícia tomou conhecimento, instaurou inquérito. Não há nada de estranho nisso. Próxima pergunta”, resumiu.

Mais tarde, o superintende explicou que a investigação do período citado, que ocorreu em parceria com a CGU e o MPF, se deu por amostragem de contratos. Ou seja, de um montante X, apenas Y foram analisados com o levantamento de dados, ressalta-se que dentro do período proposto, somente.

A operação, segundo a PF, ainda está em curso…

Ibope: Flávio Dino 48% x 27% Lobão Filho

IBOPE-43A segunda pesquisa de intenções de votos Ibope/TV Mirante divulgada há pouco no JMTV 2ª edição, apontou para uma diferença de 21 pontos percentuais de Flávio Dino (PCdoB) para Lobão Filho (PMDB).

Se as eleições fossem realizadas hoje, de acordo com o instituto, Flávio venceria o pleito no primeiro turno por 48% x 27% da preferência do eleitorado.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão sob o protocolo MA-00052/2014.

Se comparado ao levantamento anterior, Flávio Dino subiu de 42% para 48%, enquanto Lobão Filho caiu de 30% para 27%¨das intenções de votos.

O total de eleitores que afirmou votar branco ou nulo também caiu, de 18% para 16% e o total de eleitores que não sabe/não respondeu, subiu de 5% do levantamento anterior para 8%.

Os demais candidatos: Zeluis Lago (PPL), Antônio Pedrosa (PSOL), Saulo Arcangeli (PSTU) e Josivaldo Corrêa (PCB) somaram 1% apenas.