Preso que havia acusado Flávio Dino muda versão em novo depoimento

depoimentoO preso de Justiça André Escócio de Caldas, afirmou ontem em depoimento à Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) – documento foi publicado com exclusividade pelo PCdoB -, de que teria recebido promessas de vantagens dentro do sistema prisional e uma “boa quantia” em dinheiro, para gravar o vídeo em que ele aparece acusando Flávio Dino (PCdoB) de integrar uma quadrilha especializada em roubo a banco.

No depoimento de ontem, não se sabe ainda em quais circunstâncias, ele afirmou ter incluído o nome de Flávio, Weverton e Patrícia após a garantia de que receberia regalias. Apesar disso, não fica claro, até o momento, quem garante as regalias ao criminoso. Não fica claro também, qual seria o montante em dinheiro pago a ele, após o depoimento.

O novo depoimento de André de Caldas foi colhido ontem pelo delegado da Seic Thiago Bardal e por membro do Ministério Público. Apesar de trechos do documento terem sido divulgados pelo PCdoB, a Polícia Civil não se manifestou.

Flávio Dino quer garantia de vida ao preso de Justiça que o acusou

Pelo twitter, Flávio "exigiu" garantias de vida ao preso de Justiça que o acusou

Pelo twitter, Flávio “exigiu” garantias de vida ao preso de Justiça que o acusou

O candidato a governador da coligação “Todos pelo Maranhão”, Flávio Dino (PCdoB), “exigiu” ontem, por meio de seu perfil no twitter, garantia de vida ao preso de Justiça André Escócio de Caldas, que o acusou em depoimento gravado, de ligação a uma quadrilha especializada a roubo a banco.

Dino alega que as acusações de André são fruto de uma armação política – ele acusa nominalmente e mesmo sem provas em outra postagem o senador José Sarney (PMDB) e o ministro Edison Lobão (PMDB) -, que tem como objetivo a alteração do processo eleitoral no estado.

“Forjaram um vídeo com um presidiário e colocaram na TV Difusora (SBT), pertencente à família Lobão. Exijo garantia de vida para esse preso”, declarou.

Mesmo sem ter como provar, Flávio acusa Sarney e Edison Lobão por montagem de farsa

Mesmo sem ter como provar, Flávio acusa Sarney e Edison Lobão por montagem de farsa

A coligação “Todos pelo Maranhão”, pediu investigação da Polícia Civil e da Polícia Federal sobre de onde e quem teria postado o vídeo em uma página de relacionamentos da internet.

Para a coligação, trata-se deum vídeo apócrifo, uma montagem grosseira, e o caso precisa ser esclarecido o quanto antes.

O preso foi identificado ontem a noite. Ele já possui condenação na Justiça Estadual.