Rede recorre de decisão que arquivou representação contra Aécio Neves

O partido Rede Sustentabilidade acaba de protocolar, na Secretaria do Conselho de Ética do Senado Federal, um recurso contra a decisão do presidente do Conselho, senador João Alberto Souza (PMDB-MA), que decidiu não admitir a representação em desfavor do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

João Alberto apontou que faltavam provas suficientes para a admissibilidade da representação.

O recurso contra a decisão do senador maranhense foi assinado pelos senadores titulares João Capiberibe (PSB-AP), José Pimentel (PT-CE), Pedro Chaves (PSC-MS), Lasier Martins (PSD-RS) e Antônio Carlos Valadares (PSB/SE).

O presidente do Conselho de Ética informou que irá cumprir o regimento e convocar reunião do colegiado com 48h de antecedência para a votação do recurso da Rede.

Caso o plenário do Conselho decida pela reprovação do recurso, a representação é arquivada em definitivo no Conselho de Ética.

Caso o plenário do Conselho aprove o recurso, a representação contra o senador Aécio Neves é admitida automaticamente e o presidente deverá notificar o representado para apresentar defesa prévia no prazo de 10 dias úteis.

“Para Roseana, Lava Jato é uma página do passado”, diz Kakay

kakay-advogadoO advogado Antônio Carlos Almeida Castro, o Kakay, que defendeu a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) no processo da Lava Jato, afirmou por meio de nota não ter dúvida de que o ministro do STF, Teori Zavascki acolherá o pedido da Procuradoria Geral da República e arquivará o inquérito contra a peemedebista.

Ele afirmou que Roseana foi investigada, exposta e constrangida por longos dois anos, sem que nenhuma das acusações fosssem provadas. Para ele, a delação de Paulo Roberto Costa foi uma “mentira deslavada”.

“Foi um período de 2 anos de investigações e com várias diligências expondo Roseana a um constrangimento desnecessário. Nada foi provado porque era uma mentira deslavada do delator [Paulo Roberto Costa]. Esse arquivamento, embora tardio, resgata, nesse ponto de vista, a verdade. Para Roseana, que ficou sendo investigada desnecessariamente, é uma vitória. Este era o único inquérito em que Roseana era investigada. Embora a demora nas investigações tenha causado um enorme prejuízo pessoal e político, para Roseana a Lava-Jato é uma página do passado”, destacou o advogado.

Com o arquivamento do inquérito contra Roseana Sarney, quem também sai beneficiado é o senador da República e ex-ministro Edson Lobão.