Deputados fazem 1 minuto de silêncio em homenagem a Robert Lobato

No início da sessão ordinária desta terça-feira (26), os deputados, em plenário, fizeram um minuto de silêncio pela morte do blogueiro Robert Lobato, vítima de afogamento, no último domingo, em Brasília.

“Deixo a minha solidariedade aos familiares e aos amigos do Robert Lobato. Que Deus o acolha na sua nova morada”, acentuou o deputado Wellington do Curso (PSDB), autor do pedido de um minuto de silêncio.

No último domingo, logo que foi noticiada a morte de Robert Lobato, vários parlamentares divulgaram Nota de Pesar em suas páginas pessoais nas redes sociais e, também, no site da Assembleia, lamentando o ocorrido e solidarizando-se com os familiares do blogueiro.

“Robert Lobato era um profissional bastante atento às notícias sobre o Estado. Nossas sinceras condolências à família e aos amigos por esta inestimável perda”, manifestou-se o presidente Othelino Neto, por meio de Nota de Pesar.

O deputado Zé Inácio (PT) também se manifestou em Nota de Pesar: “Robert exerceu com maestria a profissão de jornalista. A sua morte inesperada não me parece justa. Fará falta não apenas aos seus familiares, mas também aos seus amigos e a todo o jornalismo maranhense”,

“Grande entusiasta do meu trabalho e projetos políticos, tínhamos bons e constantes diálogos. Robert foi um excelente profissional e tinha uma visão diferenciada da política. Ele deixa sua marca na cobertura jornalística maranhense. Difícil de acreditar”, disse, por meio de nota, o deputado Neto Evangelista.

Assembleia Ascom

Adeus, Robert

Um homem seguro em seus posicionamentos, ponderado nas discussões e reflexivo quanto à vida.

Que defendia os seus ideais, fazia do jornalismo – apesar de ser administrador por formação -, uma ferramenta para a expressão de pensamentos e que analisava a política como poucos no estado.

Saiu de uma militância no PT para um trabalho profissional como assessor de um senador do PSDB.

Era um cara do bem, mas que incomodava.

Tinha excelentes textos e forma inteligente de criticar.

Não éramos amigos, é verdade. Mas bons colegas.

Que Deus conforte a família e guarde os seus filhos.

Ausência de nome de candidato impede divulgação da pesquisa Econométrica

A Justiça Eleitoral do Maranhão barrou a divulgação do resultado da pesquisa de intenções de votos do Instituto Econométrica, contratada pelo blog do jornalista John Cutrim, porque o levantamento excluiu o nome do candidato Zeluis Lago (PPL).

O candidato teve o seu registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral, mas ingressou com recurso, o que o credencia, até o julgamento do mérito, à disputa.

A Econométrica seria divulgada hoje, com exclusividade pelo blog de Cutrim.

Até o próximo sábado, estão previstas as publicações de três pesquisas de intenções de votos. Uma do instituto DataM. Outra da Perfil e uma terceira do instituto Escutec, que será divulgada com exclusividade por O Estado do Maranhão na edição especial de fim de semana. A edição estará sábado nas bancas.

De volta

Depois de alguns dias de merecido descanso, o titular do blog retoma os trabalhos.

Durante o período da minha ausência, houve a divulgação de nova pesquisa Escutec/OEstado [dia 17.09.16], que mostrou a consolidação de Edivaldo Júnior (PDT) e Wellington do Curso (PP); a intensa mobilização dos candidatos nos bastidores para tentar neutralizar seus adversários e a movimentação de campanha na capital e no interior do estado.

O blog retomará hoje a cobertura das eleições 2016 e apresentará aos seus leitores o balanço da campanha de cada candidato em São Luís.

Acompanhe.

Cristiana França abre novo espaço de discussão política na web

Cristiana França passa a editar um blog próprio que trará notícias de política e bastidores

Cristiana França passa a editar um blog próprio que trará notícias de política e bastidores

A competente jornalista Cristiana França iniciou hoje um novo trabalho na área da “blogosfera” maranhense, que tem como foco o leitor conectado à internet e que busca atualização diária dos fatos.

Ela criou um blog para tratar especificamente de política, bastidores e atualidades, com avaliação de cenários, discussões a respeito do campo administrativo tanto do Executivo Estadual quanto do Executivo Municipal e abordagem da disputa político-partidária no estado.

Com larga experiência na área de assessoria de comunicação, onde acumulou bons resultados e referenciais, Cristiana agora encara um novo desafio profissional, com a edição diária do blog, que pode ser acessado no seguinte endereço: www.cristianafranca.com.br.

Bem relacionada com a imprensa, e atenta aos bastidores políticos, Cristiana tem todos os ingredientes para se destacar no jornalismo político. O blog a parabeniza e deseja sucesso na nova jornada.

Férias

Blog de férias até o fim do mês de março / imagem: google

Blog de férias até o fim do mês de março / imagem: google

Desde a última quinta-feira, dia 13 de março, o blog do Ronaldo Rocha havia deixado de publicar os textos diários. Isso ocorreu por causa das férias do titular – que trabalha no Jornal O Estado do Maranhão. A intenção, na verdade, era manter o blog atualizado com pelo menos dois textos por dia, mas não foi possível por esses quatro dias.

O titular resolveu viajar e desfrutar com a família momentos de maior descontração, comunhão e proximidade, o que o dia a dia do trabalho acaba impedindo que ocorra com maior frequência, por isso a não atualização de posts.

O blog pede desculpas e compreensão aos leitores, e agora sim, informa que as postagens continuarão em ritmo lento até o fim deste mês, para que seja possível a dedicação de um tempo maior à família.

Continuarei acompanhando os bastidores da política no ano eleitoral e mostrando aquilo que é de interesse da sociedade no âmbito estadual e dos municípios, com respeito aos agentes públicos e sobretudo ao leitor. Mais uma vez peço a sua compreensão e até a próxima atualização.

Prefeito de Caxias move 12 ações contra blogueiro

Leo Coutinho é prefeito de Caxias

Leo Coutinho é prefeito de Caxias

Do blog do Saba – Os tempos foram mudando e hoje o número de profissionais de comunicação assassinados caiu consideravelmente. Mesmo assim, o perigo ainda existe.

Alguns políticos tentam a cooptação, oferecendo dinheiro, muito dinheiro para calar comunicadores que fazem o dever de cidadão de denunciar e esclarecer a opinião pública contra atos irregulares ou ilegais. Este blogueiro já perdeu a conta de quantas vezes foi oferecido dinheiro para mudança de postura nas matérias que faço desde o distante ano de 1992.

Alguns políticos, por acreditarem que, pela influência, o poder e o dinheiro conseguem tudo, atacam membros da imprensa através da justiça, por meios de ações judiciais que tentam intimidar comunicadores e calar vozes divergentes.

Já respondi inúmeros processos judiciais por danos morais por conta de matérias que produzi ao longo de mais de 20 anos atuando no jornalismo em Caxias. Jamais fui condenado nesses processos. A justiça dos homens me inocentou em todos eles.

Para minha surpresa e indignação, o prefeito de Caxias, Léo Coutinho, está movendo contra mim o maior ataque contra um profissional de imprensa que se tem notícia na história do Maranhão.

O titular do blog está sendo alvo de 12 ações na justiça impetradas pelo chefe do executivo caxiense. Continue lendo aqui…

Blog se solidariza a Marco D’Eça

marco d'eçaEsse blog se solidariza ao amigo, colega de trabalho, pai de família e jornalista Marco D’Eça e sua família, alvo de ataques de César Bello e de um outro rapaz de quem nunca ouvi falar, mas que escreve em blog que nem merece ter nome citado. Aliás, não se tem notícia de que esse rapaz tenha frequentado qualquer academia de comunicação. Mas se tiver pelo menos iniciado, prova que já começou carreira profissional (se assim podemos afirmar) de maneira equivocada. Só lamento por ele e tantos outros que acabam enveredando por esse caminho.
Sem mais, segue o texto abaixo publicado por Marco…

Quem tem honra faz assim

Marco D’Eça – Foram concluídas as peças com as quais interpelarei cível e criminalmente os senhores Leandro Miranda, titular do blog apócrifo Marrapá, e César Bello, que edita o próprio, pelos crimes de calúnia, difamação, injúria e também por danos morais.

Nas conversas com os advogados, pedi apenas que a ação possa ter possibilidade de resultados imediatos – com medidas cautelares ou liminares – para que seja garantida a reposição imediata da verdade de quem tem a honra de pai de família amoroso, marido correto e profissional íntegro em mais de 20 anos de carreira.

Os dois agressores terão duas opções: provar as injúrias, calúnias e difamações que perpetraram covardemente contra mim – o que sei não ser possível, já que sabidamente falsas – ou se desmentir publicamente, revelando motivos e mandantes das agressões.

Por isso nas ações foram incluídos os pedidos de medidas cautelares e de liminares.

Peço desculpas aos meus leitores -apoiadores e críticos – por ainda não ter respondido às infâmias pessoais, profissionais e até familiares que venho sofrendo sistematicamente, há mais de dois meses, por estes dois covardes com os quais nunca mantive qualquer tipo de relação.

Aliás, um deles – o senhor Leandro Miranda – nunca vi na vida; duvidava até de sua existência, razão pela qual é difícil entender tanta agressão e covardia.

O silêncio periódico foi orientação dos advogados, até que se juntasse todas a documentação que desmentirá os agressores – na Justiça e perante o público.

Mas decidi falar agora por que as agressões extrapolaram todos os limites da canalhice, e começaram a atingir minha família – mãe e pai já em adiantada idade; esposa e filhas; irmãos, irmãs e primos – que acabam sofrendo constrangimentos e humilhações por causa da irresponsabilidade de covardes fracassados.

A família, que não convive na trincheira da política, não entende que as agressões têm apenas um motivo: me intimidar e calar as críticas que este blog fez, faz e continuará fazendo ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) e ao seu tutor, Flávio Dino (PCdoB).

Em respeito à minha família e a você, leitor, garanto, peremptoriamente, serem falsas, covardes, absurdas e criminosas as acusações que me fazem, sem razão pessoal alguma – a menos que estejam movidos pela inveja – os senhores César Bello e Leandro Miranda.

Também em respeito a você, leitor, assumo compromisso público de, caso provada verdadeira qualquer uma das acusações –ainda que seja a mais insignificante –publicar aqui mesmo neste blog.

Mesmo por que, quem lê este blog sabe que nunca escondi que minha esposa atuava como assessora da Prefeitura de São Luís desde a primeira gestão de Tadeu Palácio (PP). E que decidiu, por si só, se desligar da referida função quando da vitória de Edivaldo Júnior (PTC), simplesmente por que não acreditava em sua capacidade de administrar São Luís.

E esta atitude digna ela tomou ainda em dezembro do ano passado.

Aliás, se fosse correto, o titular da Seconzinha, Márcio Jerry – um dos insufladores das agressões perpetradas –teria confirmado que ela pediu seu desligamento, por não acreditar na gestão que se iniciava. Nem ela, nem eu.

Aliás, em uma sexta-feira de janeiro, no extinto bar Rout 66, reiterei para que ele exonerasse minha mulher. Testemunhas: Weverton Rocha, Caio Hostílio, Rodrigo Costa, e o próprio Marcos Murad, proprietário da casa, entre outras pessoas não ligadas à política.

Chega a ser ridícula a acusação de que critico Holandinha por que ele demitiu minha mulher. Ora, o Maranhão inteiro sabe que me posicionei contra a candidatura do atual prefeito desde quando ela foi definida.

E como mostrado acima, a decisão da minha mulher era a de pedir pra sair se ele vencesse, como de fato ocorreu.

Esta história foi contada no blog – em posts ou comentários. E também compõe o escopo do processo por calúnia, injúria e difamação.

As demais acusações soam até absurdas, tanto quanto as perpetrações covardes contra o finado Décio Sá, logo após a sua morte. Me deram tantas assessorias, que, fossem reais, me tornariam um milionário, com a incrível renda de mais de R$ 200 mil por mês.

Aliás, ainda se fosse verdade, não consigo vislumbrar nenhum tipo de crime em prestar consultoria e assessoria para quem quiser. Inclusive os dois covardes, se tivessem credibilidade, teriam esta opção de trabalho.

Mas, submetidos que são, preferem dar verniz de crime a uma atividade perfeitamente lícita.

Em respeito a você leitor, afirmo com a dignidade de quem tem história no jornalismo maranhense – história absolutamente vitoriosa, diga-se: nunca recebi um tostão de nenhuma secretaria do governo municipal de São Luís, seja nesta ou em gestões anteriores; seja em folha oficial, suplementar ou mesmo por meio de fantasmas, como afirmam os agressores.

Aliás, desafio mais uma vez Márcio Jerry –insuflador das agressões contra este blog –a mostrar a lista de fantasmas que estariam sob meu comando. Se existisse, ele teria acesso e poderia fazê-lo.

Não faz por que não tem como fazer; por que sabe serem mentirosas as informações que fez plantar nos dois covardes.

Mesmo assim, estou encaminhando à Procuradoria-Geral do Município, pedido de declaração oficial se há qualquer tipo de funcionário SP ligado a mim – ou se existia entre os demitidos pelo prefeito Edivaldo Holanda, ainda que pelo laço mais tênue possível.

O documento da PGM também comporá a ação contra os dois covardes.

Minha renda mensal se compõe do meu salário no jornal O Estado do Maranhão, da assessoria que mantenho na Câmara Federal – e esta também publica – e dos anúncios deste blog. E tenho orgulho de dizer que são rendas acima da média-padrão do mercado maranhense, por que conquistadas ao longo de 20 anos de credibilidade.

São estas rendas, somadas às da minha mulher, uma profissional gabaritada na área da Educação e da construção civil, que me permitem viver com dignidade junto à família que escolhi.

Mas esta não é uma condição exclusiva minha.

Há muitos outros jornalistas no Maranhão, respeitados, com credibilidade audiência comprovada, que também têm um padrão de valor para os anúncios publicados em seus blos e para o serviço que prestam, como profissionais liberais que são.

Mas são jornalistas que se dedicam à profissão, e não aventureiros, que apenas veem no jornalismo uma forma de se dar bem.

Estes não duram muito tempo, como muitos que aparecem e desaparecem rotineiramente.

É por respeito a você leitor, pela minha dignidade profissional, que faço hoje este comunicado-desabafo.

Tenho convicção que, para aqueles que são da minha convivência, não preciso explicar nada; e para os que não são, não adianta explicação.

Mas a você leitor, faço questão de garantir: sou profissional crítico, polêmico, mas correto e leal. Tenho orgulho de estar onde estou por mérito pessoal, competência e reconhecimento profissional, atributos que certamente invejam os medíocres e fracassados.

E sou ainda mais orgulhoso de saber que minha família e meus leitores – apoiadores ou críticos – confiam em mim…

Blog supera a marca de 11.000 visitações únicas

Em apenas 1 ano no “ar”, dos quais sete meses efetivos em publicações regulares, este blog alcançou hoje a marca de 11.000 visitações únicas. O mês de maior movimentação foi novembro do ano passado, com 3.169 visitas únicas [quando cada uma vem de um mesmo terminal]. Com o objetivo de trazer a informação clara, sincera e democrática ao leitor, o blog tem conquistado – a cada mês – um número maior de seguidores, visível é a sua credibilidade. Quero então agradecer a todos que de uma forma ou de outra contribuem para a expansão desta ferramenta, que busca dar informações de relevância local e nacional. Muito obrigado e continue a acompanhar as atualizações, que a partir da próxima semana terão seu ritmo acelerado. Grande abraço do companheiro e lutador Ronaldo Rocha.