Hildo Rocha denuncia Duarte Júnior ao Ministério Público

Do blog do Gilberto Léda – O deputado federal Hildo Rocha (MDB) protocolou uma denúncia contra o presidente do Procon-MA, Duarte Júnior, após o episódio em que o auxiliar do governo Flávio Dino (PCdoB) engrossou um coro de vaias e protesto contra o parlamentar na BR-135, na semana passada (reveja).

Na ação, o emedebista aponta improbidade administrativa do titular do órgão, que levou funcionários do Procon-MA para também protestar contra adversários políticos do chefe do Executivo estadual que participaram do ato de entrega da duplicação da rodovia, no Campo de Perizes.

Para Hildo, como se tratava de um “evento político” – que começou por volta das 9h30 e estendeu-se até as 12h30 -, não havia justificativa para a presença dos fiscais do órgão no local. Todos “identificados com os COLETES DO PROCON, em número de aproximadamente 23 a 25”.

Na ação, ele destaca, ainda, que o episódio envolvendo o órgão na BR-135 pode ser um prenúncio do uso da máquina estadual para fins eleitorais em 2018.

“As eleições se avizinham e os fatos noticiados denunciam, desde já, que a máquina do estado será, conforme ocorreu no caso presente, despudoradamente usada para finas eleitorais”, destaca o deputado.

A representação foi protocolada na Promotoria de Justiça da Comarca de Rosário, que foi o município onde ocorreu o fato.

Outro lado

Procurado pelo blog, o Governo ainda não se manifestou sobre a denúncia.

 

Wellington diz que vai cobrar conclusão de obra na BR-135

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) esteve presente no ato de entrega e liberação do primeiro trecho de duplicação da BR-135, que vai da Estiva até Bacabeira, compreendendo o Vampo de Perizes. Após quase 2 anos de reuniões e cobranças para que a obra fosse concluída, Wellington destacou que continuará na luta para que haja a conclusão da duplicação até Miranda do Norte, conforme projeto.

Na ocasião, Wellington destacou que a duplicação da BR-135 é um dos pontos de sua defesa, nos limites de sua competência de deputado estadual, desde o início do mandato, ainda em 2015.

“Participamos da entrega e liberação do primeiro trecho de duplicação da BR-135, que vai da Estiva até Bacabeira, compreendendo o Campo de Perizes. Essa é uma luta nossa, nos limites da competência de deputado estadual, desde o início do mandato. Destacamos, também, a atuação e comprometimento da Bancada Federal com ações e emendas de Bancada, que possibilitam a realização da obra. Continuaremos o trabalho, fiscalizando e solicitando que a duplicação seja feita em toda a Rodovia. Embora a BR-135 seja de competência federal, nós não nos omitimos na Assembleia Legislativa e atuamos de forma permanente junto ao DNIT e a Bancada Federal. Continuaremos na luta para que haja a conclusão da duplicação até Miranda do Norte. Contem conosco!”, disse Wellington.

Ascom

Nova promessa…

Deputados federais e estaduais estiveram pela enésima vez vistoriando as obras de duplicação da BR-135, na última segunda-feira. E maios uma vez ouviram do DNIT a promessa de entrega, de pelo menos um trecho de 7 quilômetros, em até 10 dias.

Já tem um sem-número de vezes que o Ministério dos Transportes e o seu braço local, o DNIT, prometem entregar a obra, que deveria ter ficado pronta ainda em 2014. São três anos de atraso, portanto.

A duplicação da BR-135 – no trecho entre São Luís e Miranda do Norte, passando por Bacabeira, Santa Rita e Itapecuru-Mirim – é, na verdade, uma batalha antiga da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), desde o seu primeiro mandato, ainda nos anos 90. A confirmação da obra foi uma luta intensa também do ex-deputado e ex-senador Chiquinho Escórcio (PMDB), que pressiono tanto o ministério dos Transportes quanto o DNIT para a realização da duplicação.

Desde que a obra começou, nos idos de 2010, apenas parlamentares ligados ao grupo da ex-governadora – primeiro Chiquinho, depois Hildo Rocha e Pedro Fernandes – têm se desdobrado na pressão aos órgãos interessados. Outros que mobilizam céus e terra são os deputados estaduais Eduardo Braide (PMN) e Wellington do Curso (PP).

Curiosamente, não se viu nenhuma mobilização do governador Flávio Dino (PCdoB) e, principalmente, do prefeito Edivaldo Júni9or (PDT) em torno da obra. Mas certamente os dois estarão presentes na inauguração deste trecho de 7 km. Isso se ocorrer, de fato.

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

Deputados aprovam moção de repúdio ao Governo Michel Temer

Eduardo Braide foi autor de requerimento de moção de repúdio

A Assembleia Legislativa aprovou há pouco, na sessão ordinária, moção de repúdio ao Governo Michel Temer (PMDB).

O protesto dos deputados estaduais se dá pelo atraso na entrega das obras de duplicação e modernização da BR-135, que tinha previsão de conclusão para o mês de julho.

Pelo novo prazo dado pelo Dnit, as obras somente poderão ser entregues em 2018.

O requerimento que resultou na moção de repúdio ao deputado Eduardo Braide (PMN).

Em março do ano passado a Assembleia Legislativa já havia aprovado um primeiro requerimento de moção de repúdio, direcionado a então presidente Dilma Rousseff (PT), por atrasos nas obras da BR-135. A aprovação do requerimento se deu por unanimidade no Plenário naquela ocasião.

Eduardo Braide e Júnior Verde foram os autores da proposta.

“Descaso com a BR-135 continua o mesmo”

O deputado Eduardo Braide, um dos políticos que mais tem cobrado melhorias para a BR-135, apresentou, nesta sexta-feira (07), requerimento, em nome da população maranhense, manifestando repúdio ao Governo Federal por mais um atraso na entrega das obras de duplicação da BR-135.

“Do início das obras para cá o Brasil já mudou até de presidente, mas o descaso com as obras da BR-135 continua o mesmo”, afirmou o deputado.
O Requerimento ainda aponta que no início deste ano, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, esteve no Maranhão para vistoriar as obras da rodovia.

“Em janeiro, o ministro veio aqui para dizer que as obras seriam entregues em abril. Mas ao constatar os atrasos, remarcou o prazo para meados de junho ou julho – palavras dele. E agora, sem justificativa nenhuma, o Dnit adia mais uma vez esse prazo para 2018?”, questionou Eduardo Braide.

Não é a primeira vez que o deputado questiona o prazo de entrega das obras de duplicação da BR-135. Em março do ano passado, Eduardo Braide teve um requerimento aprovado pela Assembleia Legislativa, já repudiando o descaso com as obras de duplicação da rodovia.

“Tomamos todas as providências. Fizemos audiências públicas, vistorias, reuniões… A população maranhense e quem trafega todos os dias pela BR-135 não aguentam mais esperar por essa duplicação. Não bastam tantos acidentes, tantas mortes que já aconteceram na BR pela falta dessa duplicação? Governar é eleger prioridades. Será que a BR-135 não é prioridade para o Governo Federal?”, indagou o parlamentar.

Wellington do Curso cobra recuperação da BR-135

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) continua percorrendo os municípios do Estado através do Gabinete Móvel com o projeto: Ouvindo o Maranhão. No último fim de semana, o progressista visitou a cidade de Paraibano, no Leste Maranhense, a 502 quilômetros da capital reunindo uma série de proposições para apresentar na Assembleia Legislativa.

Em seu percurso na estrada, o deputado Wellington se deparou com uma cena nada agradável na BR-135, no perímetro urbano da cidade de Presidente Dutra. Um lamaçal entre crateras que põe em risco a vida de motoristas, motociclistas e até pedestres.

“É uma cena de descaso. Como pode a principal rodovia que corta todo o Estado está em péssimas condições? A BR é uma das principais rodovias que cortam o estado do Maranhão, ao sair da capital podemos observar sérios problemas. O intenso fluxo de carros e a sua infraestrutura ultrapassada são os principais obstáculos que enfrentamos. Com essas condições, se tem horas de engarrafamento, insegurança e precariedade. Por isso, solicitamos que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Maranhão realize obras de recuperação asfáltica do trecho da BR-135 no perímetro urbano da cidade de presidente Dutra e evite graves problemas na BR”, disse Wellington.

O deputado Wellington ainda solicitou ao DNIT, que também, realize obras de recuperação asfáltica do trecho da BR-135 do km 080 ao km 090, próximo ao posto da Policia Rodoviária Federal (PRF), no povoado São Francisco, entre Santa Rita e entroncamento.

Wellington concluiu, “Ainda solicitamos que o Superintendente do DNIT no Maranhão, a convite da Assembleia Legislativa do Maranhão, esclareça a atual situação da BR-135, especificamente, dos trechos citados em Presidente Dutra e Santa Rita”.

Assembleia vai formalizar pedido para que Exército conclua obra na BR-135

BR-135O Estado – O deputado Eduardo Braide (PMN) revelou ontem a O Estado que apresentará um requerimento que, se aprovado em plenário, possibilitará o encaminhamento de um pedido formal ao Ministério dos Transportes para que a obra de duplicação da BR-135 seja delegada Departamento de Engenharia e Construção (DEC) do Exército Brasileiro.

O parlamentar decidiu fazer esse encaminhamento após uma reunião com o comandante do 24º Batalhão da Infantaria Leve (BIL), tenente-coronel Azevedo, ainda na semana passada, antes da tragédia (leia mais).

“Ele me disse que o Exército tem todas as condições e efetivo para executar essa obra. Apresentaremos um requerimento para que seja encaminhada essa solicitação ao Ministro dos Transportes, para que ele possa fazer essa mudança. Tenho o maior apreço pela iniciativa privada, mas com essa situação da BR-135 não dá mais para conviver”, destacou.

Segundo Braide, o que mais chama atenção no caso é que, apesar da lentidão na obra, não há atrasos no pagamento das medições.

“Antes de fazer essa sugestão, eu tive a preocupação de verificar se havia algum pagamento em atraso para esse consórcio de empresas que está executando a duplicação. E a grande surpresa é que não há nenhum pagamento em atraso. Portanto, está faltando fiscalização e, mais do que isso, está faltando boa vontade por parte das empresas que venceram a licitação””, comentou.

Eduardo Braide quer que Exército assuma duplicação da BR-135

eduardo braideDiante de mais um acidente trágico na BR-135, ocorrido no fim de semana, o deputado Eduardo Braide sugeriu, nesta segunda-feira (04), que as obras de duplicação da BR-135 sejam assumidas pelo Exército Brasileiro.

“Desde 2011 tentamos por meio de audiências públicas, reuniões com ministros e representantes do DNIT, além de vistorias feitas na BR-135, que a duplicação da rodovia seja, de fato, realizada. Mas diante de mais uma tragédia é necessária uma medida urgente, uma vez que o Governo Federal não consegue entregar essa que é uma obra indispensável para que vidas sejam preservadas. Tenho certeza que podemos contar com o Exército Brasileiro para essa missão”, destacou Eduardo Braide.

Na semana passada, o deputado esteve reunido com o comandante do 24° BIL, Tenente-Coronel Azevedo, tratando dentre outros assuntos, das obras de duplicação da BR-135.

“Fiquei muito satisfeito com a disponibilidade do Exército em assumir as obras de duplicação da BR-135, uma vez que a corporação já está executando o melhoramento e a recuperação em uma de nossas estradas. Obras que estão em ritmo acelerado, o que demonstra o compromisso e a responsabilidade com o Maranhão e os maranhenses”, ressaltou Braide.

No mês de abril, o Comando Geral do Exército Brasileiro e o Governo do Estado firmaram uma parceira para a execução das obras de melhoramento e pavimentação da MA-034, que liga os municípios de Passagem Franca/São João dos Patos. Os serviços estão sendo executados pelo Departamento de Engenharia e Construção (DEC) do exército e acompanhados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra).

“A ação do Exército Brasileiro nas obras de duplicação da BR-135 deve ser avaliada não como uma opção, mas como uma solução definitiva para que a principal rodovia de acesso à São Luís seja concluída. É preciso uma intervenção rápida e eficiente, como a que está sendo feita na MA-034. Não podemos mais admitir que vidas sejam perdidas por causa de atrasos, descaso e falta de compromisso”, finalizou Eduardo Braide.

Edilázio volta a apontar incoerência de Flávio Dino

Edilázio JúniorO primeiro secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado estadual Edilázio Júnior (PV), apontou incoerência nos discursos do governador Flávio Dino (PCdoB).

Ele citou os diferentes posicionamentos do comunista em relação às promessas de campanha; a uma solução à falta de infraestrutura da BR-135; a crise política e econômica nacional e em relação ao juiz federal Sergio Moro, que é quem conduz a Operação Lava Jato.

Sobre o primeiro aspecto, Edilázio lembrou que durante a campanha eleitoral, em 2014, Dino prometia utilizar voos comerciais para se deslocar de São Luís, e não jatinhos e helicópteros pagos por dinheiro público. “Ele agora é governador e não sabe mais o que é andar de carro pelas rodovias estaduais e federais no Maranhão. Diferentemente do que pregou na campanha e logo após ter sido eleito, quando posou para um selfie dentro de um voo comercial, ele agora gasta milhões com jatos e helicópteros. É um falastrão”, afirmou.

Já em relação a situação precária da BR-135, Edilázio também lembrou que no ano passado, o governador se posicionou contrário à emenda da bancada federal para a continuidade da obra de duplicação da rodovia.

“Flávio Dino foi contra a emenda de bancada. Depois da morte da bailarina Ana Duarte, ficou comprovado mais uma vez que o governador Flávio Dino é inoperante e não tem prestígio com o Governo Federal, uma vez que ele precisa entrar na Justiça contra o Dnit – e não mais para fazer a obra, como havia dito antes -”, disse.

Edilázio também relacionou às críticas de Dino àqueles que se colocam favoráveis ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“Nós não podemos ser extremistas. Flávio Dino se porta como mulçumano do Estado Islâmico, como um talibã, um extremista. Quem não é a favor da presidente Dilma não presta, é golpista, é facista. E isso ele fala dos próprios aliados. Quando ele fala que todo mundo é golpista, ele está falando do seu vice-governador e de vários secretários de estados, de vários deputados federais que o ajudaram”, enfatizou.

Edilázio finalizou, ao lembrar do posicionamento confuso de Flávio Dino, em relação ao juiz Sergio Moro. “Há dois anos, quando Alberto Yousseff foi preso num hotel aqui na capital, o governador Flávio Dino, à época ainda na Embratur, falou muito bem do doutor Sergio Moro, ele enalteceu o trabalho do juiz. Agora já mudou totalmente o discurso, ele afirma que o juiz age politicamente. Por isso que o atual presidente da Ajufe, deu uma regulada no governador. Flávio Dino é hoje uma grande decepção para os juízes federais que o tinham como colega”, finalizou.

Faltou coragem, Flávio Dino

flavio carrancudoFlávio Dino (PCdoB) parece ter encontrado uma forma de tentar se desvencilhar e ao mesmo, desviar da presidente Dilma Rousseff (PT), o foco do abandono em que se encontra a principal rodovia do Maranhão, entrada e saída de São Luís: BR-135.

No fim de semana, após ser cobrado pela imprensa e pela população para providenciar, junto ao Governo Federal, uma solução à falta de infraestrutura de trecho da estrada onde a bailarina Ana Duarte foi covardemente assassinada num assalto, Dino passou a culpar o Dnit pela situação da rodovia.

Foi a senha deixada à mídia alinhada ao Palácio dos Leões, para tentar amenizar o desgaste à imagem do comunista.

Oportunista, o militante partidário Flávio Dino, não tem coragem de cobrar efetivamente uma resposta do governo Dilma Rousseff em relação à paralisação das obras de duplicação da BR-135 e de serviços de recuperação de trechos hoje intrafegáveis.

Por isso usa o Dnit como alvo.

Não há um passo sequer de Dino, que fuja do roteiro de interesses partidários.

Dino é político. Não é gestor público.

Por isso não consegue oferecer algo além da política.

E o ataque ao Dnit e a isenção ao governo Dilma, neste momento, reflete de forma cristalina isso.

Ou não?