O Estado completa 58 anos e tem credibilidade apontada por maranhenses

Ao longo de 58 anos, o jornal O Estado manteve sua postura de comprometimento com temas que mobilizam a vida dos maranhenses. Com apuração precisa e seriedade, o jornal se consolidou como uma das mais importantes fontes de informação dos maranhenses.

A credibilidade do jornal construída em 58 anos é ressaltada pelo deputado Adriano Sarney (PV). “Certamente, o jornal presta um relevante serviço à sociedade, fazendo um jornalismo sério, apurado, que ouve as partes. Neste sentido, não só apoia como fortalece a democracia, pois traz denúncias importantes que geram cobrança e resultam em melhoria nas gestões do legislativo e executivo”, destaca o deputado.

A deputada Andrea Murad (PMDB) frisa o papel fiscalizador do matutino. “O jornal O Estado tem sido um importante instrumento, não apenas no cumprimento do seu papel como veículo impresso e digital detentor de notícias de utilidade pública, entretenimento, cultura e demais editorias, mas por ser, principalmente, um instrumento que fiscaliza e contribui para a transparência das ações dos atuais Poderes, cuja sociedade precisa tomar conhecimento de suas realidades e formar opinião”, enfatiza Andrea Murad.

As notícias destacadas em O Estado pautam outros veículos de comunicação. Um exemplo foi o caso de ciberbullying sofrido pelo técnico portuário de 36 anos, Robson David Viana Barros, após publicar uma foto sua em uma rede social. O caso rendeu mensagens de solidariedade e desencadeou também uma reflexão sobre os crimes praticados na internet.

A foto de David Viana, replicada por um internauta, originou uma montagem que o comparava ao boneco de um filme. A “brincadeira” mudou a rotina de David, levando-o à reclusão. Após a reportagem de O Estado, outros veículos procuraram Robson Barros, que foi personagem de outras pautas que suscitaram o bullying virtual.

Aluguel

Outro caso com grande repercussão foi o que ficou conhecido como “aluguel camarada”. Publicada em O Estado em janeiro deste ano, a reportagem, assinada pelo repórter Gilberto Léda, mostrou que o governador Flávio Dino (PCdoB) pagava, desde 2015, R$ 9,5 mil por mês pelo aluguel de um imóvel na Aurora pertencente a um membro de seu partido. A informação, bem como a pesquisa de dados na internet, a busca de fontes e apuração foi mérito da equipe do matutino.

A história do imóvel, que continuava fechado mesmo estando, à época, alugado há quase dois anos para a Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) – subordinada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) -, ganhou destaque nos discursos de parlamentares como a deputada Andrea Murad e Adriano Sarney, entre outros da oposição. A ampla repercussão ao caso teve como desdobramentos, a exoneração do dono do prédio que ocupava alto posto na Empresa Maranhense de Administração Portuária e o recuo do governo do Estado em relação ao prédio, que será desalugado em dezembro, após acordo com a comunidade do bairro da Aurora.

O editor de Política de O Estado, Marco D’Eça, destaca o empenho da equipe do periódico em levar ao leitor informações relevantes. “Todos os dias, a nossa equipe transita nos três Poderes em busca de informações que, na maioria das vezes, acaba pautando a cena política do estado. Não é incomum o jornal ser citado como fonte de informações na Assembleia Legislativa, por exemplo. Além, claro, de ser citado nas redes sociais e nos bastidores do poder. Toda a equipe que faz a editoria de Política sente que a cada dia cumpre o papel essencial do jornalismo: o de informar a sociedade com seriedade e comprometimento com a verdade”, diz D’Eça.

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) também destaca o papel do matutino. “Sou leitor assíduo do jornal O Estado. Acompanho as notícias diárias e posso afirmar, com propriedade, que sou testemunha do comprometimento do jornal com a notícia, com os fatos, com a verdade. O Estado tem se destacado ao longo dos anos por sua cobertura nas mais diversas áreas, sobretudo, na política. São inúmeras as repercussões de notícias que alcançam o Maranhão e o país. É diferenciado”, observa Edilázio Júnior.

O deputado Wellington do Curso (PP) destacou o compromisso com a informação e a responsabilidade do jornal em matérias de caráter investigativo. “Tendo como uma de suas missões levar informação ao cidadão, recentemente, O Estado mostrou de forma detalhada e abrangente, temáticas sociais relevantes, como o aumento de impostos e o adiamento do prazo de finalização das obras da BR-135. Esse caráter investigativo do jornal tem se destacado nas denúncias apresentadas diante dos descasos da administração pública. Parabéns não apenas pelos 58 anos, mas por desenvolver a função de levar informações e, ao mesmo tempo, pressionar o poder público em benefício da população”, parabeniza o deputado.