Maura Jorge também se destacou no debate da TV Mirante

A candidata da coligação (Renovação de Verdade), Maura Jorge (PSL), a exemplo do senador Roberto Rocha (PSDB), também se destacou no debate realizado na noite de ontem pela TV Mirante.

Firme em seus posicionamentos e com questionados formulados para cada uma das respostas dadas pelo governador Flávio Dino, Maura Jorge conseguiu chamar a atenção do eleitorado.

Ficou nítida também a estratégia da candidata de alinhar-se ao presidenciável Jair Bolsonaro, também do PSL e que lidera todas as pesquisas de intenções de votos no país.

Na visão do blog, contudo, Maura errou na mão, nos dois últimos blocos, ao exagerar na referência a Bolsonaro e deixar, ao mesmo tempo, de abordar temas importantes no embate contra os adversários.

No final do debate a avaliação é de que a candidata, apesar de alguns tropeços e do nervosismo inicial, foi bem.

A expectativa da coordenação de campanha de Maura é de que ela consiga subir alguns pontos na disputa.

É aguardar…

Desempenho de candidatos no debate pode definir a eleição

Em 2016 Eduardo Braide conseguiu se destacar no debate o que se refletiu nas urnas

A exemplo do que ocorreu em 2012, quando deputada Eliziane Gama (PPS) obteve excelente desempenho na disputa pela Prefeitura de São Luís e em 2016, quando o também deputado estadual Eduardo Braide (PTN) conseguiu levar a eleição municipal para o segundo turno, o debate de hoje entre os candidatos ao Governo do Maranhão, realizado pela TV Mirante, poderá definir os rumos do pleito de domingo.

Líder em todas as pesquisas de intenções de votos, o governador Flávio Dino (PCdoB), candidato à reeleição pela coligação  “Todos pelo Maranhão”, pode usar o debate a seu favor para sacramentar uma eventual vitória no primeiro turno, ou sucumbir num também possível baixo desempenho, e perder a chance de decidir o pleito.

Roseana Sarney (MDB), candidata pela coligação “Maranhão quer Mais”, também pode usar o debate a seu favor e crescer na disputa.

Mas, a expectativa nos bastidores está em relação a ex-deputada estadual e ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL).

Candidata pelo partido do presidenciável Jair Bolsonaro, ela deve tentar vincular-se ainda mais ao líder nas pesquisas nacionais de intenções de votos para alavancar o seu nome na disputa.

Maura vai tentar repetir o que conseguiram Eliziane Gama e Eduardo Braide, em 2012 e 2016, respectivamente, o que poderia resultar numa ascensão ao segundo turno.

Vale aguardar…

Eduardo Braide afirma que debate o credenciou ao segundo turno

braideO candidato a prefeito Eduardo Braide (PMN) afirmou ontem, logo após o término da votação, num pronunciamento feito aos militantes do PMN e apoiadores, no Comitê Central, no Olho d’Água, que os debates foram decisivos para a sua ida ao segundo turno nas eleições municipais.

Ele citou os debates da TV Guará e da TV Mirante. Este último, da afiliada à Rede Globo, que ocorreu na última quinta-feira, para analistas políticos foi o que o credenciou ao segundo turno.

“Nada substitui o debate. Na propaganda política se você erra, tem como gravar novamente. Há uma equipe técnica e vários assessores o auxiliando. No debate não. É você e os seus adversários. Lá o eleitor conhece quem é quem de verdade”, disse.

Eduardo Braide afirmou que participará de todos os debates possíveis no segundo turno e assegurou estar confiante da vitória sobre Edivaldo Júnior (PDT). “Hoje [ontem] o povo de São Luís fez história. Escolheu um candidato que tinha apenas 10 segundos na propaganda política. Escolheu um candidato que saiu sozinho, pelo PMN, sem coligação ou apoio político. O povo de São Luís tomou uma decisão importantíssima hoje [ontem]”, finalizou.

Braide disputará o segundo turno contra Edivaldo no dia 30 de outubro.

TV Mirante define data para debate com candidatos a prefeito de São Luís

mirante.jpegA direção de jornalismo da TV Mirante reuniu-se ontem com representantes de candidatos a prefeito de São Luís e definiu a data e as regras para o debate a ser realizado pela emissora. O programa, ao vivo, será exibido no dia 29 de setembro, logo após a novela “Velho Chico”

No encontro com o diretor de jornalismo, Roberto Prado, e com a chefe de redação da TV, Eveline Cunha, ficou acertado que o debate terá 1h20 de duração, e será realizado em quatro blocos – sendo os dois primeiros de temas livres e os dois últimos de temas definidos por sorteio.

Combate à corrupção será tema obrigatório em todos os debates realizados pela TV Globo. Em São Luís, os demais temas definidos foram Orçamento Municipal, Saúde, Saneamento Básico, Creche, Esporte e Lazer, Mobilidade Urbana, Feiras e Mercados, Cultura, Turismo, Plano Diretor, Segurança, Emprego, Lixo, Habitação e Meio Ambiente.

O mediador será, novamente, o jornalista Tonico Ferreira, da Rede Globo de Televisão – ele retorna a mediar debates no Maranhão após as eleições de 2010 e de 2012.

Em entrevista a O Estado, Roberto Prado explicou as regras para participação. “Participarão aqueles candidatos de partidos que têm representatividade na Câmara, ou seja, mais de nove deputados federais, e aqueles, como assim decidiu a Globo, que tiverem 5%, ou mais, na última pesquisa do Ibope que vai ser divulgada no dia 28 de setembro”, destacou.

Com isso, já têm presença garantida o prefeito Edivaldo Júnior (PDT), da coligação “Pra seguir em frente”, o vereador Fábio Câmara (PMDB), da coligação “Coragem pra fazer”, a deputada federal Eliziane Gama (PPS), da coligação “São Luís de verdade”, e o deputado estadual Wellington do Curso (PP), da coligação “Por amor a São Luís”.

O Estado do Maranhão

Alexandre Almeida promete investir na Saúde de Timon durante debate na TV

almeida-timonO candidato a prefeito de Timon da coligação Unidos Somos mais Fortes, Alexandre Almeida (PSD), participou de um debate promovido pela TV Meio Norte (canal 7) ontem e se mostrou preparado para o embate com o seu adversário, o prefeito Luciano Leitoa (PSB). Alexandre demonstrou o domínio de conteúdo nas perguntas levantadas e alcançou bom desempenho.

Inicialmente, Alexandre Almeida fez questão de informar ao eleitorado timonense sobre os projetos viabilizados por ele, enquanto parlamentar, como o sistema de videomonitoramento, a primeira escola de música do município e a promoção de eventos esportivos para o desenvolvimento dos ideais de cidadania. Ele voltou a garantir ainda ao eleitor, por exemplo, a execução do projeto Vale Futuro (de apoio à formação profissional dos mais jovens) e a construção de um novo hospital.

“Quero dizer que, enquanto o meu adversário alega apenas que não tem dinheiro, que não tem como fazer, eu garanto a vocês que vou fazer. Estou em contato com investidores, tenho apoio de Brasília e quero pedir uma chance e o seu voto para transformar a nossa querida Timon”, afirmou.

Em seguida, no bloco de perguntas feitas por membros da bancada de vereadores da Câmara, Alexandre foi alvo de questionamento sobre as emendas que não teriam sido atribuídas por ele para a cidade. Como resposta, Alexandre disse que sempre destinou investimentos para Timon. “O povo sabe da minha história e do que fiz enquanto parlamentar. O atual sistema de videomonitoramento, por exemplo, é de minha autoria e fui eu o responsável por trazer este importante instrumento para a segurança da nossa querida cidade. Infelizmente, este meu esforço não foi acompanhado pela atual gestão de Timon, que não fez os investimentos devidos neste setor”, enfatizou.

Ele também comentou a declaração de seu adversário nas eleições, que chegou a confirmar, em uma das respostas do debate, que “a saúde de Timon precisa melhorar”. Segundo Alexandre, é preciso passar do discurso para a prática.

“Vamos recuperar, ainda, as atuais unidades de saúde que assistem mal a nossa população, como o pronto-socorro Dra. Fátima. Vamos melhorar ainda o hospital Alarico Nunes”, garantiu Alexandre. O candidtao também apontou, como solução para a segurança, investimentos na juventude. “De acordo com dados oficiais, jovens de 16 a 18 anos de idade estão entre as faixas etárias com maior número de pessoas acusadas de cometer crimes. Isto precisa mudar com urgência e a minha gestão, caro timonense, fará isto”, afirmou Alexandre.

Alexandre é candidato a prefeito pelo PSD.

Alexandre Almeida se destaca em debate de TV em Timon

alexandre almeidaO candidato da coligação “Unidos Somos mais Fortes” à prefeitura de Timon, Alexandre Almeida (PSD), segue se destacando a cada dia na campanha eleitoral. Durante debate promovido pela TV Antena, canal 10, no programa Fogo Cruzado, contra o adversário Luciano Leitoa (PSB), Alexandre chamou a atenção pela segurança em que respondeu a cada questionamento e por tecer críticas justas ao seu adversário na eleição. Após a saída do debate, Alexandre foi aclamado por eleitores e apoiadores na chegada a Timon.

Em formato de debate que lembrou o estilo norte-americano de transmissão, Almeida – que esteve de pé e com postura elogiável a cada tema tratado por ele – deu soluções, expôs problemas e voltou a pedir uma chance ao eleitor. Uma nova oportunidade para, de fato, transformar a cidade de Timon, que desde 1992 é administrada pelo mesmo grupo político que nada fez enquanto esteve no poder. “Não cheguei aqui por acaso. Tenho uma história de vida que fala por si só. Sou um homem empreendedor e, ao mesmo tempo, que ama e que tem orgulho de ser de Timon. Por isso, estou aqui para pedir a sua colaboração, o seu gesto de confiança, rumo a uma cidade definitivamente diferente”, disse Almeida.

Entre os projetos políticos abordados, durante a entrevista, Alexandre citou – por exemplo – o Vale Futuro (que promoverá em sua gestão a qualificação profissional dos jovens e o encaminhamento ao primeiro emprego). “O atual prefeito desta cidade destinou apenas cinco mil reais, conforme orçamento participativo encaminhado recentemente à Câmara, para o desenvolvimento de projetos ao público mais jovem. Não é possível que ainda ocorra esta falta de investimentos em uma área tão importante. Na minha gestão, você jovem, terá oportunidade para ser alguém na vida”, garantiu Alexandre.

Ele também questionou a atual parceria para a oferta do serviço de transporte na cidade de Timon. Alexandre prometeu, ainda, a construção de uma quarta ponte que ligará Timon à Teresina, contribuindo com a integração entre os municípios vizinhos e melhorando o fluxo diário de veículos. “Não sou de prometer o que não posso cumprir. Tenho um canal direto com o Governo Federal e farei uso disso para a vinda de investimentos à Timon. Este é apenas um de muitos projetos para nossa cidade”, disse Alexandre.

O candidato do PSD também voltou a citar a saúde e educação como problemas de Timon. Ele citou, ainda, proposições feitas por ele enquanto parlamentar e que garantiram, por exemplo, a vinda de novas viaturas para a Polícia Militar em Timon e a abertura do projeto Aprendendo Música, idealizado por Alexandre. “Além destes projetos, temos outros nas áreas de esporte, com a promoção da maior competição de futebol de areia do Brasil, que foi a Copa Beach Soccer. O esporte usado para a promoção de cidadania. Isto ocorrerá em minha gestão”, afirmou.

Por fim, nas considerações finais, Alexandre Almeida falou sobre a sua história de vida e o que motivou a sua candidatura. “Quero ser prefeito de Timon, inicialmente, por me sentir preparado. Segundo, por não concordar com a atual gestão, que não adota as políticas necessárias que a cidade tanto precisa. E terceiro, por amar a minha cidade. Por isso, peço o seu voto e o compromisso de mudança da nossa Timon”, finalizou.

Neste domingo (4), Alexandre Almeida cumprirá agenda de campanha, visitando localidades da zona rural da cidade (Castelo Velho, Cachimbo, Vertente, Jacaré e Castelo). Na próxima semana, ele intensificará as reuniões com os aliados de campanha e fará contatos com a comunidade.

ONG reabre debate sobre pacto com facções em presídio de São Luís

pedrinhasO Estado – A divulgação de um relatório da entidade de direitos humanos Conectas, sobre vistorias realizadas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, reacendeu o debate sobre a existência de um suposto acordo entre o Governo do Maranhão e facções criminosas para a garantia da tranquilidade no sistema penitenciário estadual.

Os depoimentos dos presos, fotos e vídeos que compõem o documento oficial divulgado na terça-feira, 1º, estão compilados no relatório “Violação Continuada: Dois Anos da Crise em Pedrinhas”, e referem-se, segundo a entidade, a inspeções feitas nos anos de 2014 e 2015.

A mais recente visita ocorreu em novembro do ano passado, segundo a Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), que também participou da vistoria.

Foi durante essa passagem por Pedrinhas que detentos entrevistados por membros da Conectas, da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão (OAB-MA), da ONG Justiça Global e da SMDH, falaram até em “leis” criadas pelas facções que controlam os presídios maranhenses para acabar com a série de mortes dentro do sistema.

Eles reclamam, no entanto, que mesmo assim a administração penitenciária diminuiu o “bandeco” e tirou “nossas coisas”.

“Eles falaram que eles tiraram nossas coisas por causa dessa briga que tava tendo, dessa guerra doida aí, entendeu? Não tá tendo mais isso aí, não, entendeu?”, disse um dos presos, em vídeo disponibilizado pela Conectas.

“Todo mundo aqui é unido, não tem mais esse negócio, não. Não rolou mais morte. Tá todo mundo puxando sua cadeia aí de boa”, completou outro.

Um terceiro detento, então, fala de supostas “leis” impostas pelo crime dentro do sistema prisional, e cobra pelo cumprimento de um suposto acordo.

“Por que eles não colocam nossas coisas de volta? Tá todo mundo de boa aí. Nós mesmo botamos uma lei que não ia haver mais isso no sistema e agora eles estão oprimindo nós mais ainda”, afirmou.

Concessões – Os relatos sugerem, pela primeira vez, existência do que entidades de Direitos Humanos classificaram, no início do ano, de “pacto” entre Governo do Maranhão e facções criminosas para conter a onda violência em Pedrinhas.

Em janeiro, o ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-MA e agora presidente do PSol no Maranhão, advogado Luis Antonio Pedrosa, afirmou que o governo fez concessões às facções.

“Desafio qualquer pessoa a visitar os presídios e reafirmar isso publicamente. As mortes do sistema foram controladas na base das concessões a facções criminosas e aos setores mais retrógrados do sistema. A sociedade paga um preço muito alto com isso aqui fora, com a diversificação das ações criminosas, onde as facções operam os assaltos a ônibus, os latrocínios e as explosões de banco com muito maior intensidade”, declarou.

Outro lado

Por meio de nota, o Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Sejap), não chegou a comentar diretamente o relatório da Conectas, mas informou que, “pautado na aplicação da Lei de Execuções Penais (LEP), alcançou, em 14 meses de gestão, […] resultados nunca antes registrados em toda a história do sistema prisional maranhense”. A lista de “resultados” inclui 13 itens, dentre os quais destacam-se “expressiva diminuição no número de homicídios (-76,47%) e fugas (-72,16%), no Complexo Penitenciário de Pedrinhas” e nenhum registro de motins ou rebeliões em 2015.

Superficialidade no debate da Mirante

Debate da TV Mirante foi realizado na noite de ontem entre Lobão Filho, Flávio Dino e Pedrosa

Debate da TV Mirante foi realizado na noite de ontem entre Lobão Filho, Flávio Dino e Pedrosa

Foram superficiais os candidatos ao Governo do Estado Lobão Filho (PMDB), Flávio Dino (PCdoB) e Antonio Pedrosa (PSOL), no debate eleitoral realizado na noite de ontem pela TV Mirante, filiada à Rede Globo.

Tão superficiais, e em alguns momentos até perdidos, que pouco foi a repercussão positiva do debate. Nenhum dos três se sobressaiu aos seus adversários.

Flávio Dino entrou com uma estratégia definida – parece até ter estudado o formato o debate -, de não fazer nenhuma pergunta a Lobão Filho. Todos os questionamentos de Dino foram direcionados a Pedrosa.

Com isso, nas poucas vezes em que houve o embate direto entre ele e o peemedebista, foi o comunista quem ficou com a última palavra, uma vez que cabia à ele a tréplica, nas perguntas levantadas pelo peemedebista. A postura de Flávio nesse sentido foi ridícula e evidenciou o seu despreparo para um debate de alto nível.

Lobão perdeu a oportunidade, em alguns momentos, como na discussão da mobilidade urbana, de mostrar os feitos de seu grupo e as as obras realizadas na capital pelo Governo do Estado. Ele poderia ter usado São Luís como exemplo, listar os investimentos da administração Roseana Sarney (PMDB) e fazer o contraponto com a apatia e incompetência administrativa de Edivaldo Holanda Júnior (PTC), mas não o fez.

Pedrosa tentou esquivar-se da disputa particular do peemedebista com o comunista, mas com respostas complexas e extensas, não conseguiu obter um bom desempenho. De tão complexo que ele tentou ser, acabou deixando escapar o tempo e não conseguiu completar a última pergunta feita a Lobão Filho.

Flávio Dino sentiu o golpe quando confrontado por Lobão logo no primeiro bloco. Gaguejou, atacou o adversário e até mentiu a respeito de um processo em tramitação no Tribunal de Contas da União (TCU) por ter aditivado um contrato na Embratur, mas se manteve ali no mesmo nível de seus adversários, sem grandes prejuízos.

No fim das contas, o debate não empolgou, mas pode ter servido para que pelo parte do eleitorado que ainda estava indeciso, tenha optado por um dos três lados. O resultado disso poderá ser analisado domingo, na apuração das urnas.

Lobão Filho apresenta propostas à classe empresarial do Maranhão

Lobão pregou um Maranhão de desenvolvimento no encontro com a classe empresarial

Lobão pregou um Maranhão de desenvolvimento no encontro com a classe empresarial

O candidato da coligação “Pra Frente Maranhão”, Lobão Filho (PMDB), participou na noite de ontem (10), na sede da Federação do Comércio de Bens e Turismo do Maranhão, FIEMA, do Encontro da Classe Empresarial. O evento promovido pela Fiema, Associação Comercial do Maranhão (ACM), Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) e Federação da Agricultura do Estado do Maranhão (Faema), teve por objetivo, a apresentação de propostas do candidato para o setor. Ele contrapôs as sugestões de Flávio Dino (PCdoB), também presente no encontro.

O peemedebista disse chegar à casa dos empresários de forma muito ‘tranquila e confortável’ já que há sete anos no Senado sempre procurou ouvir os anseios do setor e antecipou que Governador do Maranhão vai atuar de forma energética para buscar os incentivos para o que chamou de “valorização do empresário maranhense”.

Lobão Filho ratificou que como empresário sabe ‘construir e não destruir’ e que seu propósito de vida ‘não é corrupção, poder ou enriquecimento’ e sim de empreendedorismo em prol de quase sete milhões de maranhenses.

“Pregam por aí um Maranhão miserável onde não há investimentos. Nos últimos anos o Estado recebeu cerca de 60 bilhões em investimentos de pelo menos 45 empresas que se instalaram aqui”, questionou o peemedebista.

Ao mencionar as ferrovias que atravessam o estado, malha rodoviária extensa e o melhor porto do país, Lobão Filho disse ser o momento sim de rediscutir políticas públicas para promover ainda mais o desenvolvimento com distribuição justa de riquezas.

Questionado sobre o tema de incentivo às micro e pequenas empresas, o candidato ressaltou que em seu Plano de Aceleração do Maranhão, PAM, o pequeno empresário terá assegurado o acesso ao crédito e um complexo de benefícios para o desenvolvimento de sua atividade.

“No meu governo o micro empresário terá acesso ao crédito, capacitação profissional, venda direta dos produtos, incentivo para sair da informalidade além de internet banda larga, que aliás será uma realidade para o todo o Maranhão. Agora é importante ressaltar, tudo isso feito com os pés no chão e sem falsas promessas, porque depois a conta não fecha”, alertou.

O peemedebista foi aplaudido em vários pelos empresários que estavam presentes no evento. E não precisou levar uma claque, para que houvesse reconhecimento às suas propostas.

“Por mim faria o debate com meu adversário ainda hoje”, diz Lobão Filho

Lobão Filho conversa com os jornalistas Ronaldo Rocha, Marco D'Eça, Gilberto Léda, Carla Lima, Jorge Aragão e Ribamar Corrêa. Silvia Moscoso também acompanhou bate-papo

Lobão Filho conversa com os jornalistas Ronaldo Rocha, Marco D’Eça, Gilberto Léda, Carla Lima, Jorge Aragão e Ribamar Corrêa. Silvia Moscoso também acompanhou bate-papo

O pré-candidato ao Governo do Estado pelo PMDB, senador Lobão Filho (PMDB), afirmou não temer e estar preparado para o debate contra o seu adversário nas eleições de outubro, o comunista Flávio Dino (PCdoB).

O peemedebista propõe ao eleitor a comparação de ideias, da postura ética e profissional, da história de vida, da relação familiar e de experiências adquiridas no campo administrativo. Convicto de que a eleição poderá ser decidida ainda no primeiro turno, Lobão Filho afirmou que já aguarda com ansiedade o embate político com o seu adversário.

As considerações e análises do atual cenário político foram feitas pelo pré-candidato durante visita de cortesia à Redação de O Estado na manhã de ontem. O senador foi recepcionado pelo diretor de Redação, Ribamar Corrêa, e participou de um bate-papo com toda a equipe de política do jornal.

Para Lobão Filho, o confronto de ideias e de projetos propostos para a administração pública será fundamental para a disputa eleitoral, polarizada entre ele e Flávio Dino. E é justamente o debate entre ambos, o que mais o motiva para o enfretamento público.

Para ele, o eleitorado precisa comparar e conhecer mais profundamente cada um dos candidatos, levando em consideração todos os aspectos. “As pessoas precisam entender quem é o Edison Lobão Filho e quem é Flávio Dino. O eleitor precisa comparar os dois, comparar a experiência, o discurso, comparar a capacidade de promover as mudanças. As pessoas precisam analisar quem é realmente o novo: se sou eu ou se é o meu adversário”, disse.

Lobão Filho afirmou não ter dúvida de que leva vantagem sobre Dino, principalmente, segundo ele, pelo fato de o comunista sustentar um discurso cansado, que apenas critica o oponente e não apresenta soluções para a administração pública estadual.

“Eu tenho uma visão empreendedora, de estipular metas e cobrar resultados. É a minha visão de gestão, uma visão empresarial e que pode elevar a economia do nosso estado. Portanto, entendo ser eu a novidade dentro do estado do Maranhão. O outro, representa a política na essência, com o discurso fácil da crítica, da esculhambação. É fácil esculhambar, você não precisa ter densidade para isso. E ele, ainda por cima, se cerca de tudo que nós já conhecemos na política maranhense”, enfatizou.

Debate – Se dependesse do peemedebista, o debate entre ele e Flávio Dino já poderia ter sido iniciado. “Se fosse por mim, o debate começaria hoje. O maranhense vai poder comparar tudo, o meu caráter, minha personalidade e a minha vida com a dele. O eleitor vai poder comparar o que sou eu para a minha família e o que é ele para a família dele. Tem de analisar o caráter porque governante tem de ter caráter, isso precisa ser avaliado. Um governador influi na vida de todas as pessoas, sejam elas servidoras públicas ou não. O governo está presente na vida de todos, por isso a importância do debate e da comparação dos candidatos pelo eleitor”, completou.

Ao final do bate-papo, Lobão reafirmou o entusiasmo e unidade de seu grupo político, informou que permanece em diálogo com os deputados estaduais e prefeitos e assegurou que a sua relação com a governadora Roseana Sarney (PMDB) é a melhor possível.

De O Estado do Maranhão