Edivaldo empossa 10 auditores de controle interno em São Luís

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) deu posse hoje a 10 novos auditores de Controle Interno do Município de São Luís. A iniciativa visa fortalecer as políticas municipais de transparência, imprimindo ainda mais responsabilidade no controle interno da gestão no que diz respeito à aplicação dos recursos públicos e observância às leis que regem as finanças da municipalidade. O ato de posse aconteceu no auditório Reis Perdigão do Palácio de La Ravardière, sede da Prefeitura de São Luís, sob a condução da Controladoria-Geral do Município (CGM).

Com a posse dos novos auditores, a atual gestão dobra o quadro de profissionais da área, atendendo a uma demanda antiga do setor, após quase 10 anos sem que tenha havido qualquer concurso para a função no município. “Com a posse dos novos auditores de controle interno do município, além de concretizar o nosso compromisso assumido com a população de governar com transparência e responsabilidade, combatendo a corrupção e aplicando o dinheiro público da melhor forma possível, estamos também fortalecendo ainda mais os instrumentos de controle da gestão pública, otimizando a administração e garantindo à sociedade mecanismos que possibilitam maior transparência na gestão dos recursos públicos”, disse o prefeito Edivaldo.

Falando diretamente aos novos auditores empossados, o prefeito Edivaldo conclamou o empenho de todos eles na busca pela probidade administrativa. “Cabe a vocês, que hoje tomam posse, a missão de zelar com independência e isenção pela mais absoluta transparência e aperfeiçoando os instrumentos que já desenvolvemos nos últimos anos”, disse.

compromisso com a sociedade, que exige cada vez mais rigor no controle e eficiência na aplicação dos recursos públicos”, frisou Jackson Castro.

Prefeitura impede na Justiça o reajuste de passagem de ônibus

Jorge Aragão – A Prefeitura de São Luís conseguiu, nesta segunda-feira (23), mais uma importante vitória na Justiça para barrar um possível aumento de tarifa do transporte público da capital maranhense.

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) já havia afirmado que não concederia o reajuste, mas foi mais além e não ficou apenas nas promessas. A Prefeitura de São Luís foi a Justiça e ingressou com uma ação na Vara de Interesses Difusos e Coletivos.

A Prefeitura de São Luís solicitou que as empresas sejam obrigadas a cumprirem integralmente os termos dos contratos de concessão em pleno vigor, garantido a continuidade integral e regular dos serviços de transporte público, sem qualquer interrupção, bem como seja declarada a inexigibilidade de qualquer reajuste ou recomposição tarifária antes do período de doze meses a contar da data base.

O juiz Douglas Martins acatou a solicitação da Prefeitura de São Luís e deu publicidade a sua decisão nas redes sociais.

Continue lendo aqui

Eduardo Braide pede cassação de Edivaldo; prefeito reage

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN), candidato derrotado a prefeito de São Luís nas eleições 2016, ingressou com uma ação na Justiça Eleitoral, ontem, para pedir a cassação do diploma e do mandato do prefeito reeleito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Ele sustenta que o seu adversário foi beneficiado pelas máquinas públicas do Estado e Município e por uma emissora de rádio e tv durante a disputa eleitoral, o que teria provocado desequilíbrio no pleito.

Para ele, houve abuso de poder nas eleições do mês de outubro deste ano, como “nunca na história política da capital”. “Situações claramente de uso da máquina pública, no caso da Prefeitura, uso de uma emissora de TV e rádio de forma altamente tendenciosa, assim como parcerias realizadas entre o Governo e a Prefeitura que demonstraram claramente o uso da máquina para que pudesse desequilibrar o pleito que deveria ter sido legítimo e não foi por conta desses medidas e ações que aconteceram ao longo da disputa”, disse.

Reação – Edivaldo Júnior, diplomado ontem prefeito reeleito, reagiu à ação de Braide e assegurou ter sido eleito de forma “limpa”. Durante o ato de diplomação, confrontado por O Estado a respeito da ação judicial, ele ainda afirmou não ter sido notificado.

 

“Oficialmente eu ainda não fui informado de nada. Estou sabendo através de você. Nossa eleição foi limpa, a população acompanhou. Uma eleição em que nós levamos as nossas propostas, fomos julgados pelos nossos quatro anos de trabalho”, disse.

Edivaldo gastou 4 vezes mais que Eduardo Braide na campanha

edivaldo carreata 2O prefeito reeleito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) foi o candidato que apresentou maior gasto de campanha na eleição 2016 de São Luís. O pedetista ultrapassou a marca de R$ 1 milhão com despesas, montante cerca de quatro vezes superior ao gasto pelo seu adversário no segundo turno, deputado estadual Eduardo Braide (PMN).

Em números absolutos, Edivaldo Júnior, da coligação “Pra Seguir em Frente”, conseguiu arrecadar R$ 1.473.300,00 de partidos políticos e pessoas físicas.

O pedetista contratou despesas de R$ 1.236.525,54 e efetuou o pagamento de R$ 1.203.525,54. Este último valor é o que foi gasto segundo o último relatório de prestação de contas apresentado à Justiça Eleitoral.

Já o deputado Eduardo Braide, que disputou o pleito sem apoio de partidos políticos, arrecadou apenas 171.000,00, contratou despesas de R$ 290.829,37 e deste montante, já informou gastos de R$ 32.219,70.

Ranking – O ranking de despesas de fornecedor elaborado pela Justiça Eleitoral, revela que Edivaldo Júnior teve maior gasto na campanha com a J.C.M Mesquita e Companhia Ltda – ME. Ao todo, foram gastos R$ 300 mil para a produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, jingles, vinhetas e slogans utilizados durante o período. Foram três os contratos assinados pelo prefeito com a empresa.

A empresa que levou a segunda maior fatia dos gastos da campanha pedetista foi a Criativa 360 Criação & Marketing Ltda – ME, com 21% do total ou exatos R$ 265.052,63. Na descrição, há dois contratos com despesas com pessoal.

Embalac Indústria e Comércio Ltda – ME foi a terceira empresa com maior fatia de gastos da campanha de Edivaldo: 15% do total ou R$ 180.000,00. A empresa produziu publicidade por materiais impressos para a campanha.

No que diz respeito ao ranking de gastos de Eduardo Braide, não há contrato assinado com valor igual ou superior a R$ 100 mil.

A empresa que levou maior fatia de gastos foi a Gráfica Minerva Ltda – EPP, com contrato de R$ 91.800,00 ou 32% das despesas informadas pelo deputado. A gráfica foi contratada para o serviço de publicidade por material impresso.

A WTour Ltda – ME consumiu 28% das despesas de Braide, com contrato de R$ 80.000,00 para serviço de publicidade por carros de som e a Duplicar, Comércio & Serviços Ltda – EPP, foi a que levou a terceira maior fatia das despesas de Braide, com contrato de R$ 53.628,00 para serviços de publicidade por materiais impressos.

Mais

No que diz respeito à arrecadação da campanha, Eduardo Braide (PMN) declarou ter utilizado de recursos próprios, R$ 60 mil, ou 35,09% do total arrecadado para a campanha. Já Edivaldo Holanda Júnior (PDT) não investiu dinheiro do próprio bolso na campanha eleitoral.

Clique aqui e veja detalhes da prestação de campanha dos candidatos

Edivaldo é reeleito prefeito de São Luís

Caminhada de Edivaldo no Caratatiua (19)O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), candidato da coligação “Pra Seguir em Frente”, foi reeleito para mais 4 anos de mandato em São Luís.

Ele derrotou o adversário Eduardo Braide (PMN) na disputa de segundo turno.

O pedetista obteve 53,94% dos votos válidos, contra 46,06% do seu adversário. Ao todo, 285.242 eleitores optaram pela reeleição de Edivaldo. Outros 243.591 votaram em Eduardo Braide.

Depois de 100% das urnas apuradas, o sistema de divulgação de resultado das eleições do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou um comparecimento às urnas de 553.535 (83,90%) eleitores em São Luís, de um total de 659.779 aptos ao voto. Do total de eleitores que compareceram às urnas, 8.758, ou 1,58% votaram ‘Branco’ e outros 15.944, ou 2,88% optaram por anular o voto.  A abstenção foi de 16,10%, com 106.244 eleitores faltosos.

Waldir Maranhão declara apoio a Edivaldo Júnior

waldir-maranhaoO deputado federal Waldir Maranhão (PP) – centro de uma polêmica entre candidatos a prefeito no  primeiro turno -, resolveu manifestar-se em relação à eleição 2016 na capital.

Ele postou para foto com o prefeito eleito de Pinheiro, Luciano Genésio, e declarou apoio a Edivaldo Holanda Júnior (PDT), candidato à reeleição em São Luís pela coligação “Pra Seguir em Frente”.

Inserção de Flávio Dino em favor de Edivaldo é suspensa pela Justiça

whatsapp-image-2016-10-28-at-17-39-04 whatsapp-image-2016-10-28-at-17-39-05whatsapp-image-2016-10-28-at-17-39-05-1A inserção veiculada no horário eleitoral gratuito e que tem como conteúdo principal a declaração de apoio e voto do governador Flávio Dino (PCdoB) no candidato Edivaldo Holanda Júnior (PDT), foi suspensa pela Justiça Eleitoral.

O pedido foi formulado pelo Partido Mobilização Nacional (PMN), do candidato Eduardo Braide, que apontou irregularidade no uso do espaço destinado à campanha de Edivaldo.

Na alegação, o PMN sustentou que a propaganda eleitoral gratuita permite destinar apenas 25% do tempo da inserção para uso de apoiadores.

Na gravação em que Flávio Dino é protagonista, houve uso de 28 segundos de um total de 30. Ele poderia utilizar apenas 7,5 segundos.

O juiz Adnaldo Ataíde Cavalcante acatou a decisão e determinou a suspensão da propaganda veiculada no rádio e na TV.

Outra suspensão

Uma gravação de Eduardo Braide também foi suspensa pela Justiça. No programa, ele trata e uma suposta dívida de R$ 63 milhões da Prefeitura de São Luís junto à Caema e responsabiliza o adversário pela demanda.

Além de suspender a propaganda, a Justiça concedeu direito de resposta ao pedetista.

Leia mais sobre o caso aqui.

César Pires declara apoio a Edivaldo

Deputado estadual César Pires rebateu pro

O deputado estadual César Pires (PEN) declarou hoje (27), em pronunciamento na Assembleia Legislativa, apoio à reeleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

No discurso ele também enalteceu a postura do ex-deputado Jota Pinto, presidente do PEN no Maranhão.

“Quero exaltar, por dever de ofício, o nosso presidente deputado Jota Pinto, pela habilidade com que conduziu o partido nos levando a oferecer à comunidade ludovicense vários candidatos e obter êxito em dois candidatos”, discursou César Pires.

Ele fez referência à vitória dos vereadores eleitos Marcial Lima e Concita Pinto, frisando que soma global das urnas o PEN alcançou o total de 22.500 votos. “Isto é muito importante dentro de um cenário de um partido novo”, salientou César Pires, que também elogiou o PEN pelo fato de ter tomado a decisão de apoiar o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que disputa a reeleição.

“Eu, também, quero aqui declarar o meu apoio pessoal ao prefeito Edivaldo Júnior. Mas se perguntassem o que me motiva e me animou de poder fazer parte desse cenário do 12, eu teria aqui um leque de situações ao oferecer a quem pudesse me indagar. Primeiro, é que em conversa com os colegas parlamentares, eu tenho dito que o prefeito ao menos não é arrogante, simples, sem prepotência, olhando nos olhos da gente, me convidou para que eu pudesse ir à casa dele, reuniu-se com meu partido e dali nada pedi, também pedi apenas que desse apoio ao meu partido se ele conseguisse ser guindado de volta à Prefeitura. Que ele fizesse olhar nosso partido da mesma forma que o partido está olhando ele. Sai dali consciente de que ele é o melhor candidato para São Luís”, ressaltou César Pires.

Ele frisou também a importância de o prefeito Edivaldo Holanda Júnior trabalhar em sintonia com o Governo do Estado: “Eu não vejo pecado nenhum em o prefeito Edivaldo ter o apoio do Governo Estadual. Todos os candidatos nossos, até os nossos prefeitos clamam e reclamam pela presença do Poder Estadual dentro dos nossos municípios. Não é pecado, mas é habilidade e aquilo que São Luís reclamou a vida toda, se o caminho está certo. Se o caminho está certo, não há por que mudarmos a rota daquilo que é mais certo e melhor para São Luís”, finalizou.

Informações do blog do Gilberto Léda

Júnior Verde declara apoio a Edivaldo

junior-verdeO deputado Júnior Verde (PRB) vai votar no dia 30 de outubro para que o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PDT), seja reeleito para continuar os avanços que tem feito na cidade. A manifestação de apoio ao candidato pedetista ocorreu nesta segunda-feira (24) durante pronunciamento do parlamentar na Assembleia Legislativa.

Júnior Verde ressaltou o apoio que o PRB deu a Edivaldo durante o primeiro turno da campanha eleitoral, cuja legenda já faz parte da coligação “Pra Seguir em Frente” (PDT, PCdoB, DEM, PROS PTB, PSC, PRB, PTC, PEN, PR, PT e PSL). “Tive que estar presente em quase todos os municípios maranhenses, mas garantimos o apoio a vários candidatos a vereadores que fazem parte da base do prefeito Edivaldo, que sempre teve o PRB ao seu lado”, lembrou o deputado.

Ele destacou a atuação do PRB e sua militância, que têm unido forças em defesa da continuidade do trabalho que foi iniciado na gestão do prefeito, e enalteceu a parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado, refletindo-se em ações práticas e concretas, que têm transformado São Luís com programas como o Mais Asfalto e investimentos em saneamento básico.

“Mudança se faz é com trabalho, e esse trabalho já está sendo demonstrado ao longo de todo o mandato de Edivaldo, a quem aqui, hoje, estamos declarando o nosso voto, o nosso apoio. Queremos a reeleição do prefeito porque acreditamos que podemos avançar muito mais”, disse.

Pesquisa DataM coloca vantagem de 12 pontos para Edivaldo

A pesquisa de intenções de votos do Instituto Data M, divulgada hoje, coloca Edivaldo Holanda Junior, com 12,1 pontos à frente do candidato do PMN, Eduardo Braide.

Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo está com 54,7% de intenções de voto e Eduardo Braide com 42,6%. 1,5% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 1,2% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendado pela Rádio/ TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA­09325/2016.