Saída de Eduardo Braide pode ter sido um erro fatal para a oposição

Jorge Aragão – É claro que ainda existe muito tempo, faltam 17 dias para as eleições e muita coisa ainda pode acontecer, mas se for confirmada a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), no 1º Turno, fatalmente a saída de Eduardo Braide (PMN) da disputa majoritária terá sido essencial para isso.

Política é muito cíclica, mas política também é momento. As eleições do Maranhão precisavam de uma terceira via, mas não qualquer terceira via, mas uma terceira via realmente viável e com chances reais de disputar o Governo do Maranhão.

O momento, indubitavelmente, era de Eduardo Braide. O deputado estadual, que agora busca uma vaga na Câmara Federal, saiu da disputa pela Prefeitura de São Luís, em 2016, infinitamente maior do que entrou e somado a isso a sua postura oposicionista na Assembleia Legislativa, naturalmente o fizeram pré-candidato ao Governo do Maranhão.

Só que faltou união e principalmente diálogo para a Oposição no Maranhão. Roseana Sarney, Roberto Rocha e Maura Jorge, tinham e tem um desejo em comum: tirar do Palácio dos Leões o comunista Flávio Dino.

A maioria dos analistas políticos afirmavam à época que a presença de Eduardo Braide na disputa seria a certeza de um Segundo Turno e todos, sem exceção, só acreditavam na derrota de Dino num eventual Segundo Turno.

Só que apesar de tudo isso, jamais houve qualquer diálogo entre os oposicionistas, apesar de terem basicamente o mesmo objetivo. Diálogo esse defendido aqui no Blog do Jorge Aragão, por diversas vezes, pelo analista político e ex-deputado Joaquim Haickel.

Ora, se todos querem a derrocada de Flávio Dino, se a derrocada do comunista passava por um eventual Segundo Turno e se a candidatura de Eduardo Braide era sinônimo desse Segundo Turno, porque não fomentaram tal candidatura?

Faltando 17 dias para a eleição, esse prognóstico vai se confirmando, pois com a saída de Braide, restou a Oposição uma estratégia extremamente arriscada: torcer para um crescimento das candidaturas de Maura Jorge e Roberto Rocha. Só que os dois, mesmo juntos, não conseguem alcançar dois dígitos e a eleição pode sim ser finalizada no dia 07 de outubro.

É claro que a eleição ainda não está definida e mesmo sem Braide pode chegar ao Segundo Turno, mas que a desarticulação facilitou a caminhada de Flávio Dino em busca da reeleição, isso ninguém tem dúvida, nem antes e muito menos agora.

É aguardar e conferir, afinal faltam somente 17 dias.

Adversários perdidos com o posicionamento firme de Alexandre Almeida

Desde o início da semana, quando resolveu atacar o candidato ao Senado Edison Lobão (MDB), o deputado estadual Alexandre Almeida (PSDB), candidato ao Senado na chapa de Roberto Rocha (PSDB), tem sido alvo de suposições sobre a motivação de seu posicionamento forte no programa eleitoral.

Ontem ele resolveu “partir para cima” do candidato Weverton Rocha (PDT), da chapa de Flávio Dino (PCdoB).

Para aliados de Flávio Dino, a exemplo do deputado estadual Rogério Cafeteira (DEM), nas entrelinhas, o posicionamento de Almeida pode ter sido articulado para beneficiar o também candidato ao Senado, Sarney Filho (PV).

Cafeteira utilizou o seu perfil no twitter para levantar a polêmica: “Alexandre Almeida já alfinetou Weverton e Lobão na TV, será que fará o mesmo com Sarney Filho?”, questionou.

Já Joaquim Haickel, que já foi aliado do grupo Sarney, flertou com Flávio Dino logo após a eleição de 2014 e agora retorna ao berço, sugere intervenção de Dino.

“Vocês devem estar se perguntando, porque Flávio Dino patrocinaria o ataque de Alexandre Almeida a Weverton? Para semear o caos no grupo Sarney, esfacelar o grupo adversário e vencer a eleição no primeiro turno! Se precisar sacrificar um companheiro para isto, o comunista não pensaria duas vezes”, disse.

Estão literalmente perdidos em suas próprias convicções e análises.

Vamos aguardar os próximos programas do candidato…

Edilázio faz nova incursão ao interior do estado

O deputado estadual Edilázio Júnior, candidato a uma vaga na Câmara Federal pelo PSD, partido que também apoia a candidatura de Roseana Sarney (MDB) ao Governo do Maranhão, fez nova incursão ao interior do estado com a sua campanha política.

Ao lado de eleitores, aliados, lideranças políticas, presidentes de partidos, lideranças comunitárias, apoiadores e admiradores, ele visitou os municípios de Timon, Porto Franco, Campestre, Ribamar Fiquene, Edison Lobão, Sítio Novo, Montes Altos, Imperatriz, Itinga do Maranhão, São Francisco do Brejão, Açailândia e Bom Jardim.

Em todos os municípios percorridos ele foi recebido com festa e grande expectativa pelo eleitorado local.

Além de reuniões políticas, Edilázio conduziu caminhadas e o corpo-a-corpo junto ao eleitor.

Falou um pouco de sua atuação ao longo dos dois mandatos exercidos na Assembleia Legislativa e apresentou algumas de suas propostas para a Câmara Federal, dentre elas, as que tratam do desenvolvimento econômico do estado, da promoção de emprego e renda e da assistência à população carente do estado.

Em Porto Franco, Campestre, Ribamar Fiquene, Governador Edison Lobão e Sítio Novo, as ações de campanha foram realizadas ao lado do deputado Antônio Pereira.

Em Imperatriz o candidato do PSD participou de grande festa política ao lado da candidata Roseana Sarney e do deputado estadual Adriano Sarney (PV).

Em Itinga, Montes Altos e em Açailândia ele também participou de caminhadas ao lado de Adriano. Já em Bom Jardim ele participou de caminhada ao lado da candidata a deputado estadual Dr. Thaiza.

Edilázio prepara para o próximo fim de semana uma nova incursão ao interior do estado para apresentar as propostas do 5533 para a eleição 2018.

TRE indefere pedido de registro de candidatura de coronel Pereira

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA) do Maranhão indeferiu o pedido de registro de candidatura do coronel Pereira (SDD), que tentava disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.

Pereira é ex-comandante-geral da Polícia Militar (PM), nomeado para o cargo pelo governador Flávio Dino (PCdoB).

A decisão de indeferimento do pedido de registro de candidatura do policial militar foi unânime da Corte Eleitoral. O relator da matéria foi o juiz Gustavo Vilas Boas.

Ele apontou a não comprovação, do coronel Pereira, da sua desincompatibilização do cargo público dentro do prazo estabelecido pela Lei.

Os demais membros do colegiado acompanharam o magistrado.

IPVA: Roseana promete devolver veículos apreendidos

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB), candidata da coligação “Coragem Para Fazer Mais”, anunciou ontem em seu programa político veiculado no Horário Eleitoral Gratuito, a devolução dos veículos apreendidos na atual gestão e que ainda não foram leiloados pela Vip Leilões.

Roseana classificou o ato de apreensão dos veículos de “perseguição” imposta pelo governador Flávio Dino (PCdoB), o seu adversário na disputa política.

“Eu queria tranquilizar os maranhenses que tiveram seus carros e motos apreendidos por esse governo. Eleita governadora, eu vou dar um ponto final nesse absurdo: vou devolver todos os veículos que ainda não foram leiloados”, declarou.

A emedebista também afirmou que os débitos de IPVA poderão ser negociados e parcelados em até 8 vezes.

“O nome de ninguém vai para o Serasa enquanto a dívida não for renegociada. Isso é respeito com o cidadão.Chega de perseguição e perversidade com o povo”, disse Roseana no programa.

Escutec aponta disputa acirrada entre Flávio Dino e Roseana

A primeira pesquisa de intenções de votos Escutec/O Estado para análise de cenário das eleições 2018, mostrou disputa polarizada e cenário de provável segundo turno entre os candidatos Flávio Dino (PCdoB), da coligação “Todos pelo Maranhão” e Roseana Sarney (MDB), da coligação “O Maranhão quer Mais”.

No cenário estimulado do levantamento, registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA-07603/2018, Flávio Dino aparece na liderança com 42% das intenções de votos. Roseana aparece em seguida, com 36% da preferência do eleitorado e apenas 6 pontos percentuais de desvantagem, sem levar em consideração a margem de erro, de 2 pontos para mais ou para menos.

O senador Roberto Rocha (PSDB), candidato da coligação “Coragem e União para fazer o Maranhão melhor” tem 6% das intenções de votos e Maura Jorge (PSL), da coligação “Renovação de Verdade” é a quarta colocada na pesquisa com 5% das intenções de votos.

Ramon Zapata, do PSTU aparece no levantamento com 1% da preferência do eleitorado e Odívio Neto (PSOL), da coligação “Vamos sem medo de mudar o Maranhão” com 0%.

Outros 6% dos entrevistados afirmaram não votar em nenhum dos candidatos apresentados e 4% não souberam ou não responderam aos questionários.

Espontâneo – No cenário espontâneo, que é desenhado quando não há apresentação de nomes de candidatos ao eleitorado, Flávio Dino aparece com 23%. Roseana é a segunda colocada, com 16% da preferência do eleitorado, seguida por Roberto Rocha, com 1% e Maura Jorge, com 1%. Ramon Zapata e Odívio Neto não pontuaram e ficaram com 0%, cada.

O eleitorado que afirmou não votar em nenhum candidato ao Governo foi de 1%. Não souberam ou não responderam, outros 58%.

A pesquisa Escutec/O Estado também analisou a rejeição dos candidatos ao Governo do Maranhão. Roseana aparece com 34%. Flávio Dino tem rejeição de 29%. Roberto Rocha aparece com 14%, seguido por Ramon Zapata, 5%; Maura Jorge, 4% e Odívio Neto, 2%. Apontaram nenhum deles, 3% e não souberam ou não responderam, 9%.

Saiba Mais

A pesquisa de intenções de votos Escutec/O Estado [ MA-07603/2018] foi realizada entre os dias 25 e 28 de agosto e ouviu 2 mil eleitores em mais de 80 municípios. O levantamento tem filtragem de 100% dos questionários aplicados e possui intervalo de confiança de 95%. A margem de erro máxima é de 2.19% para mais ou para menos.

De O Estado

Aluisio Mendes intensifica campanha no interior do estado

O candidato à reeleição a Câmara Federal, Aluísio Mendes (Podemos), consolidou campanha neste fim de semana, fechou articulações partidárias e recebeu grande apoio popular em cidades do interior do Maranhão. Ele esteve em Bom Jesus das Selvas, Coroatá, Tuntum, Peritoró, São João Batista e Bacurituba.

Em Bacurituba, Aluísio esteve com o prefeito Cisto, além de vereadores, ex-prefeitos e outras lideranças locais. Ele participou de grande carreata pelas ruas e avenidas da cidade, onde foi acompanhado por centenas de pessoas. Em São João Batista, o candidato que quer estender o grande trabalho realizado nos últimos quatro anos no Congresso se reuniu com o grupo do líder político Mercinho.

Já em Peritoró, Aluísio foi recebido pelo grupo do prefeito Padre Josias onde participou de grande carreata e comício. Em Tuntum, nova grande mobilização em torno de sua candidatura no povoado São Lourenço em parceria com Daniela Tema, do grupo do prefeito Tema.

Em Coroatá, Aluísio esteve no povoado Santo Antônio do Natalino, onde conversou com lideranças. Outra grande mobilização foi em Bom Jesus das Selvas, onde Aluísio firmou parceria com a candidata à deputada estadual, Bárbara Soeiro e alinhou discurso com o grupo da ex-prefeita Cristiane Damião.

Para o candidato, a união de forças fará novamente um estado mais forte. “Conto com o apoio do povo para manter o trabalho firme e correto na Câmara [Federal]. Sempre lutando pelas causas dos mais necessitados e lutando firme para trazer investimentos ao nosso Maranhão. Peço ao povo que acredite em nosso propósito e nos mantenha na luta em Brasília”, disse.

Ascom Aluisio Mendes

Julgamentos a vista

Imagem meramente ilustrativa do Pleno do TRE-MA

A semana que se inicia deverá ser marcada pelo julgamento dos pedidos de registro de candidatura para as eleições de 2018. Na pauta deverão chegar as ações relacionadas aos principais candidatos ao Governo do Maranhão. E o que a Justiça Eleitoral do Maranhão decidir, poderá influenciar diretamente na disputa eleitoral deste ano.

Dos seis candidatos ao governo do Maranhão, dois estão com seus pedidos de registro de candidatura impugnados: Flávio Dino (PCdoB) e Roseana Sarney (MDB). No caso de Flávio Dino, o candidato foi impugnado devido a atuação do procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia, como advogado da coligação “Todos pelo Maranhão” antes da exoneração de Maia como chefe da Procuradoria-Geral do Estado.

Em relação a Roseana, o pedido de sua candidatura foi impugnada pelo candidato à reeleição à Câmara dos Deputados, Rubens Júnior (PCdoB), que acusou a emedebista de ser diretora do Grupo Mirante de Comunicação. Os argumentos do parlamentar são os mesmos usados em 2014 contra o então candidato Lobão Filho (MDB) o que acabou sendo desconsiderado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

É aguardar toda essa movimentação…

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

Duarte Júnior doou R$ 310 mil à própria campanha

Relatório do sistema Divulgacand, da Justiça Eleitoral, que registra candidaturas e contas eleitorais, mostra que o ex-presidente do Procon no Maranhão, Duarte Júnior, doou a si mesmo R$ 310 mil para serem utilizados na campanha eleitoral.

Duarte é candidato a deputado estadual pelo PCdoB, mesmo partido político do governador Flávio Dino.

O relatório também mostra que o candidato já contratou R$ 314 mil em serviços já tendo pago R$ 152 mil.

Com informações de Gilberto Léda

PRE arquiva denúncia de Rubens Júnior contra Roseana

Roseana Sarney em ato de campanha no município de Cedral

O procurador regional eleitoral no Maranhão, Pedro Henrique Castelo Branco, arquivou uma notícia de inelegibilidade protocolada pelo deputado federal Rubens Júnior (PCdoB) contra a candidatura de Roseana Sarney (MDB), da coligação “Maranhão quer Mais”.

O procurador analisou que, apesar de sócia do Grupo Mirante, Roseana não tem qualquer função de administração em nenhuma das empresas citadas na denúncia do parlamentar.

Rubens Júnior havia afirmado que Roseana era gestora em uma das empresas.

“Pesquisas em sistemas internos do Ministério Público Federal mencionam, a princípio, que a administração das pessoas jurídicas competiria a outros sócios do respectivo quadro”, destacou Castelo Branco, antes de arquivar o processo.

A missão de Rubens Júnior, por tanto, fracassou…