Zé Reinaldo cobra ação efetiva do Estado após enchentes em municípios

O deputado federal José Reinaldo Tavares (PSDB) cobrou do Governo do Estado, ação enérgica em ajuda a municípios atingidos por enchentes em todo o Maranhão.

Até o momento, pelo menos 15 cidades já foram atingidas com enchentes e inundações. Destas, seis já declararam situação de emergência.

“Nesse momento é muito importante a presença do Governo do Estado, é preciso que o Governo chegue com máquinas, alimentos para a população, colchões, transferência”, afirmou.

Zé Reinaldo também conclamou a classe política a agir em favor das famílias desabrigadas e que carecem de intervenção do Poder Público.

O parlamentar, que é engenheiro, apontou a falta de manutenção das estradas – estaduais e federais -, agrava o problema. As fortes chuvas de ontem provocaram o rompimento de um trecho do Km 326, da BR 135, que fica a seis quilômetros do município de Presidente Dutra. Um enorme buraco foi formado no trecho, inviabilizando o tráfego de veículos.

Em Teresópolis, pai quebra a perna de filho para salvá-lo de soterramento

Do site G1 – Um morador de Teresópolis quebrou a perna do próprio filho na tentativa de salvá-lo de um soterramento em sua casa, durante a forte chuva que caiu sobre a cidade ontem (quarta-feira).

O auxiliar de supermercado Magno de Jesus Andrade, 43 anos, estava na madrugada do dia 12 em sua residência, no Morro do Espanhol, junto de sua mulher, Fernanda, de seus quatro filhos, da sogra e de um cunhado quando um desmoronamento ocorreu na parte de trás da casa.

Magno de Jesus e seu filho, Pedro Marlon de Andrade / Foto: Rafael Spuldar BBC Brasil

Segundo Magno, um de seus filhos, Pedro Marlon de Andrade, de 15 anos, tentava sair pela varanda quando um deslizamento de terra deixou-lhe preso entre uma parede e um pedaço do telhado que caíra

Sem conseguir tirar Pedro dos escombros, Magno tentou afrouxar e remover o entulho chutando e pisoteando com força os pedaços de madeira que prendiam a perna esquerda do jovem. ‘Ele se virava todo, mas não conseguia se soltar’, diz Magno. Neste esforço de salvamento, acabou quebrando a tíbia do garoto.

‘Eu só posso agradecer ao meu pai. Naquele dia, eu pensei que ia morrer’, afirma Pedro. ‘Na hora, eu só pensava neles (em sua família), então eu pedi para que o meu pai e a minha avó me deixassem lá.’

‘Eu disse para o meu filho, ‘eu posso arrancar a tua perna fora, mas eu vou te tirar daí”, diz Magno. ‘Não tinha a menor chance de eu deixar o Pedro ali, nenhuma.’

Com a ajuda da sogra, Magno conseguiu retirar o filho dos escombros. Ele diz que, levando o garoto no colo, teve de andar por vários metros com lama na altura do peito, até encontrar um meio de transporte no qual conseguisse levar Pedro a um hospital. Toda a família escapou com vida do soterramento.

Pai e filho foram à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Teresópolis, mas a falta de energia impediu que fosse feita uma radiografia da perna do menino, que doía muito. Pedro acabou atendido horas depois do deslizamento, no início da manhã, no Hospital das Clínicas, onde foi engessado e ficou em observação.

GTA vai ajudar no resgate de vítimas das enchentes no Rio

Novo helicóptero será utilizado pela equipe do GTA

Por Ronaldo Rocha – publicada em               O Estado

A pedido do Ministério da Justiça (MJ), por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), uma equipe de resgate especial do Grupamento Tático Aéreo (GTA) do Maranhão, composta por dois pilotos e nove policiais e bombeiros militares, seguiu, neste domingo (16), para auxiliar nas buscas e resgates de vítimas de deslizamentos no Rio de Janeiro. A determinação foi da governadora Roseana Sarney, que recebeu uma solicitação oficial da chefe da Senasp, Regina Miki. A equipe de resgate embarcou às 7h30, no hangar do GTA situado no Comando Geral da Polícia Militar, no Calhau.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública, Aluísio Mendes, a equipe utilizará o helicóptero adquirido pela corporação, um modelo EC-145, que dispõe de alta tecnologia. A máquina chegou ao Maranhão como resultado de um convênio assinado pelo Ministério da Justiça, por meio do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci), e o governo do Maranhão.

Segundo o secretário, o envio de uma equipe do GTA ao Rio de Janeiro mostra a qualidade e a valorização do policial maranhense. “Temos hoje uma das melhores equipes de resgate do país e somos o único estado a possuir uma aeronave com suporte para realizar operações de grande poder”, disse.

Aluísio Mendes falou que a utilização do helicóptero será essencial para as buscas de vítimas da tragédia na Região Serrana do Rio de Janeiro. “O super-helicóptero dispõe de uma estrutura superior à comum, tem capacidade para conduzir um número maior de militares e vítimas e pode ser utilizado à noite. Ou seja, a presença do GTA do Estado fará a diferença nas operações do Rio”, completou.

A equipe de resgate ficará na Região Serrana do Rio por tempo indeterminado. “Enquanto o Ministério da Justiça acreditar ser necessária a presença dos militares maranhenses, assim deve se proceder. A equipe é uma das mais bem preparadas do Brasil para este tipo de situação e pode contribuir bastante. Vale ressaltar que estaremos de prontidão, a disposição do Rio de Janeiro e de outros estados, para prestar este tipo de assistência”, finalizou.

Helicóptero

A aeronave, adquirida pelo governo do Maranhão por R$ 14,9 milhões, é certificada para voo por instrumentos monopilotados. Sua configuração tem especialidades para operações de combate e auxílio aeromédico. Possui gancho de carga, corta-cabos, filtro antiareia, farol de busca, portas laterais corrediças, porta traseira com possibilidade de entrada e saída de macas, macas dobráveis, parte fixa de guincho de resgate, dispositivo externo para rapel e fast roping, equipamentos de comunicação e rádio-navegação, piloto automático e sistema de GPS digital.

Tem amplo espaço interno e excelente visibilidade. Capacidade para dois pilotos e mais 10 passageiros. Seu peso de decolagem é de 3.585 kg; carga externa de 1.500 kg; velocidade de deslocamento de 246 km/h; alcance de 680 km; motores biturbina; comprimento com rotores girando de 13,03m; comprimento da fuselagem de 10,20m; altura de 3,45m e diâmetro do rotor principal de 11m.

Para operá-lo, quatro pilotos do Maranhão – um policial militar, um bombeiro militar e dois policiais civis – receberam treinamentos específicos na Alemanha, país onde a fábrica responsável pela construção do modelo fica situada.