Um dia após polêmica da farsa da estatística do Governo, banco é alvo de bandidos no interior do estado

explosoesUm dia depois de iniciada a polêmica sobre a farsa das estatísticas apresentadas pelo Governo do Maranhão no que diz respeito a assaltos a bancos, ataques a caixas eletrônicos e saidinhas bancárias, mais uma explosão de caixas eletrônicos foi registrado no Maranhão.

O crime ocorreu em uma agência do Banco Bradesco, em Presidente Sarney, por volta de 1h desta madrugada. De acordo com a polícia, cerca de cinco homens efetuaram o crime.

Na manhã de ontem, na Assembleia Legislativa, o deputado Sousa Neto (PTN) desconstruiu a estatística de crimes relacionados às agências bancárias apresentada pelo Governo. O Executivo havia apontado redução de 23% de ataques a caixas eletrônicos e 7% de assaltos a bancos.

Tudo mentira.

O que houve na verdade foi aumento de 36,36% de ataques a caixas eletrônicos e 25% de assalto a banco. Também houve aumento de 50% de saidinhas bancárias do período de janeiro a julho deste ano, comparado a igual período de 2014.

E apesar de mais um crime ter sido registrado hoje, é capaz de o Governo apresentar nova estatística com números mirabolantes, apontando a queda da violência no Maranhão…

Era tudo uma farsa…

Flávio Dino em evento no aeroporto do Rio de Janeiro para recepcionar a "turista número 6 milhões"

Flávio Dino em evento no aeroporto do Rio de Janeiro para recepcionar a “turista número 6 milhões”

A divulgação de dados do Anuário Estatístico do Turismo 2014, do Ministério do Turismo, que levanta o quantitativo de estrangeiros que visitaram o Brasil em 2013, desmontou a farsa montada pela gestão de Flávio Dino (PCdoB) na Embratur, de que o país havia recebido 6 milhões de turistas.

Em dezembro do ano passado, Dino chegou a realizar um evento no Aeroporto Antônio Jobim, no Rio de Janeiro, com a presença da imprensa, e recepcionou a argentina Nadia Panis, que teria sido a estrangeira número “6 milhões” a entrar no Brasil.

Os dados do MTur, no entanto, mostram que nos 12 meses que se compreendeu 2013, o Brasil recebeu apenas 5.813.342 milhões de turistas, e não o quantitativo  apresentado pela assessoria de Flávio Dino.

O fato chegou a ser utilizado pela mídia que reza na cartilha do comunista de forma massiva em São Luís. Flávio “visitava” constantemente o Maranhão para realizar os chamados “Diálogos pelo Maranhão”, para os adversários, campanha antecipada.

A gestão de Flávio Dino também não foi lá o sucesso todo como ele tenta mostrar. Existem contra o comunista, dois processos abertos no âmbito do Tribunal de Contas da União (TCU), tomados por base parecer técnico da Controladoria Geral da União (CGU) por autorização de operação “antieconômica” aos cofres públicos, ao aditivar contrato com a empresa COM Braxis Outsourcing S.A, que havia sido contratada em 2009.

No total, a Embratur pagou R$ 2,9 milhões para atendimento a uma estrutura de 230 estações e trabalho e 40 impressoras, com 5.311 chamadas por ano. Segundo a própria CGU, o Ministério do Desenvolvimento Social havia contratado os mesmos serviços para estrutura semelhante por apenas R$ 1 milhão.

A mesma CGU, ao opinar pela aprovação das contas do comunista com “ressalvas”, uma vez que recomenda a devolução de R$ 1,7 milhão aos cofres públicos. Toda vez que é confrontado em relação ao caso Flávio Dino diz que a imprensa mente, quando na verdade, ele é quem falta com a verdade em relação ao processo que já tramita no TCU.