Clubes não vão receber R$ 1,8 milhão anunciados pelo Governo

O deputado estadual Sérgio Frota (PSDB), presidente do Sampaio Corrêa, desmascarou o Governo Flávio Dino (PCdoB) na manhã de hoje, na Assembleia Legislativa.

Ao utilizar a tribuna da Casa – para elogiar a iniciativa do Poder Executivo -, o tucano revelou que os clubes de futebol do estado não receberão R$ 1,8 milhão, como vem anunciando o Governo.

Os times receberão, na verdade, apenas R$ 900 mil, para ratear entre si. O restante  ficou com a Federação Maranhense de Futebol e com a TV Difusora, que vai transmitir as partidas.

Portanto, mais uma mentira desmontada…

Léo Condé é anunciado pelo Sampaio

Léo Condé é contratado pelo Sampaio

Léo Condé é contratado pelo Sampaio

O Sampaio Corrêa anunciou na tarde de hoje, véspera da estreia da equipe na série B do Campeonato Brasileiro, a contratação do técnico Leonardo Rodrigues Condé, o Léo Condé, que chegou à final do Campeonato Mineiro pela Caldense.

Léo Condé assumirá a equipe na segunda rodada do campeonato,  no dia 15, quando o time enfrentará o Macaé (RJ) no Estádio Castelão, às 19h30.

Léo Condé chega como uma aposta para o time tricolor. Fez um excelente campeonato mineiro e tem larga experência com o futebol de base em Minas Gerais. Vai fazer de tudo para alavancar a sua carreira com um eventual acesso para a série A do Brasileiro. Por isso, o blog acredita na aposta e parabeniza a direção do tricolor maranhense pela escolha.

Deputados aprovam incremento de R$ 3,5 milhões para o futebol maranhense

Roberto é autor de projeto que modificou Lei

Roberto é autor de projeto que modificou Lei

Foi aprovado, durante a sessão extraordinária desta segunda-feira (23), na Assembleia Legislativa, por iniciativa do deputado Roberto Costa (PMDB), uma modificação no artigo 7º da Lei nº 9.436/ 11 de Incentivo ao Esporte, que garantirá o incremento de 0,1%, correspondente a R$ 3,5 milhões que serão destinados ao futebol.

A aprovação da modificação na Lei de Incentivo ao Esporte, este ano, era necessária para que pudesse começar a vigorar no ano que vem. E, todos os deputados presentes à sessão extraordinária convocada para votar o Orçamento do governo do Estado para 2014, compreenderam a importância e aprovaram por unanimidade a matéria que vai agora para sanção da governadora Roseana Sarney.

“É muito importante destacar que todos os parlamentares presentes entenderam a importância dessa Lei para o futebol e ajudaram a aprová-la. Agora vamos sensibilizar a governadora que é uma grande desportista para que sancione a Lei. Ela deu uma contribuição decisiva aos clubes, e em especial ao Sampaio com a reabertura do Castelão, além de reeditar o Viva Nota, e não tenho a menor dúvida que mais uma vez não medirá esforço para permitir que os times tenham sucesso em competições nacionais”, disse Roberto Costa.

O secretário de Esporte e Lazer, Joaquim Haickel disse que a modificação na Lei de Incentivo ao Esporte é fundamental para o futebol. Na forma atual, a Lei de Incentivo apenas pode ser utilizada pelos times de futebol para modalidades amadoras ou para as divisões de base do futebol.

“Agora sim os nossos times de futebol profissional poderão utilizar a Lei de Incentivo ao Esporte. Acreditamos que a governadora Roseana Sarney sancione a Lei e a partir daí vamos regulamentá-la. O deputado Roberto Costa que tem sido parceiro do esporte foi brilhante ao propor esta modificação e que será muito importante para o Sampaio, por exemplo, na Série B, além de outras competições. Vamos orientar os times sobre a melhor forma de elaboração dos projetos para que eles possam se beneficiar o quanto antes”, comentou Haickel.

Do montante de R$ 3,5 milhões, aproximadamente R$ 1,2 milhões serão destinados para o futebol amador, inclusive pelas divisões de base dos times profissionais. Outros R$ 2,8 milhões serão destinados exclusivamente para os times de futebol profissional.

Da Ascom de Roberto Costa

Website do Moto é lançado

Moto ClubMoto Club lançou hoje o seu novo website oficial. O lançamento faz parte do projeto de reestruturação na área de comunicação e marketing do clube. O desenvolvimento e a criação ficou por conta da empresa catarinense DataClick, a mesma que vem desenvolvendo o programa sócio-torcedor que será lançado ainda no mês de agosto.

 “Estamos em uma nova fase do Moto Club. A torcida vem nos apoiando e já entendeu o recado de que as coisas irão mudar. Toda a diretoria vem trabalhando forte na reestruturação do clube e buscando dar atrativos aos nossos torcedores, passando a tratá-los como todos os motenses merecem. Com o novo site a gente passa a ter uma melhor comunicação com os nossos torcedores e com o novo programa de sócio-torcedor. A nossa certeza é de que o Moto Club vai ter um enorme avanço nesta área”, comemora Roberto Fernandes, presidente do clube.

 Agora, o website oficial do Moto Club passa a ter um novo endereço www.motocluboficial.com.br. A criação do novo canal, além de ter uma identidade totalmente remodelada e personalizada, prevê notícias atualizadas, resultados e tabela dos jogos, história completa do clube, suas principais conquistas, relação de jogadores profissionais, comissão técnica e categorias de base, apresentação de seus patrocinadores e uma integração total com as redes sociais. Uma das novidades é que o novo website também estará totalmente integrado com o novo programa de sócio-torcedor, considerando que agora o torcedor pode se associar de maneira totalmente online, sem sair de casa, além de ter acesso a rede nacional de descontos e muito em breve a Loja Virtual do clube.

 “A nossa satisfação é muito grande de estar em um clube com tanta tradição e história como o Moto Club. Fomos muito bem recebidos e estamos juntos nesta proposta da nova diretoria de reformular toda a história do Moto Club. Viemos para somar neste processo de evolução, que é constante em todos os clubes que estamos passando. Apresentamos um novo modelo de negócio e relacionamento com os torcedores e a nossa proposta é estar junto ao clube em todas as ações. Neste pensamento, além de agradecer o excelente tratamento que toda a diretoria tem nos dado, pedimos também que a torcida agora jogue junto e se aproxime cada vez mais do clube através do novo site e do programa de sócio-torcedor que em breve será lançando”, afirmou Mauro Pereira, diretor executivo da DataClick.

Para que existe o futebol maranhense?

As declarações do secretário de estado de esporte, Joaquim Haickel em relação a postura de Alberto Ferreira, presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), que recentemente afirmou valorizar mais o futebol carioca do que o futebol local, vão colocar mais lenha na fogueira. Todos nós sabemos da indisposição de Alberto no comando do esporte no estado. Mais que isso, todos somos sabedores da incompetência, falta de sabedoria, desorganização e má-administração desse “senhor”. É por causa de posturas como as dele e de outros mandatários do futebol maranhense, que os clubes afundam em desprezo e servem de chacota Brasil à fora.

Alberto Ferreira, presidente da FMF

Ferreira ficará no cargo até 2014, para, acredito eu, cumprir sua missão: exterminar o já amador futebol maranhense. Futebol esse que não nos apresenta craques, que não tem representatividade nacional e que cai em descrédito a cada dia que passa. Não entendo porque a crônica continua a não querer enxergar essa realidade.

Joaquim Haickel respondeu às declarações do representante máximo do futebol do Maranhão com a seguinte construção: “A presença dele [Alberto Ferreira] é menos importante. A presença dele não é relevante. A presença do presidente é importante quando ele agrega alguma coisa, quando você tem um presidente que dá um destaque a sua federação. O presidente quer assistir um jogo do Flamengo? Eu acho que ele pode. Não é obrigatória a presença dele. É obrigatória a presença efetiva da federação”.

Joaquim Haickel, secretário de esporte / Fotos: arquivo O Estado

Na sexta-feira da semana passada, Alberto havia dito que preferia assistir a um jogo do Flamengo, pela televisão, do que ir ao estádio para acompanhar as partidas do futebol local. Isso, quero enfatizar, porque ele é o representante máximo do futebol maranhense. Tenho uma proposta, porque não começar a trabalhar para a saída de Alberto Ferreira da presidência da FMF. Para que continuar com uma figura tida como desprezível para o futebol local. Até o momento, Alberto fez o que quis à frente da federação. Mudou tabelas, horários de jogos, adiou competições, alterou datas e horários das partidas, tentou colocar o Moto Club na primeira divisão do estadual, não responde às expectativas no esporte, e mesmo assim continua no comando.

Só para registrar: os estaduais já começaram em todo o país. Quando é que teremos o maranhense? Ninguém sabe, nem mesmo os clubes, reféns e que compactuam com a federação. A hora é de mudança, de coragem e de ousadia. Quem dará o primeiro passo?