O incoerente Flávio Dino e a “ajuda” ao Aldenora Bello

O governador Flávio Dino afirmou hoje, em seu perfil no twitter, que “diferentemente dos outros governos”, sempre ajudou e ajudará o Hospital do Câncer Aldenora Bello.

Disse isso após a Fundação Antônio Jorge Dino – mantenedora do hospital -, ter anunciado a descontinuidade de atividades e depois de o deputado Eduardo Braide ter cobrado do chefe do Executivo, a liberação de mais de R$ 3 milhões disponíveis no Fundo Estadual de Combate ao Câncer.

E faltou com a verdade.

Em  2017, por exemplo, Dino vetou mais de R$ 12 milhões em emendas da oposição para a Saúde. Desse montante, mais de R$ 1 milhão daria suporte especificamente ao Hospital Aldenora Bello.

Na ocasião, o comunista vetou as emendas de Andrea Murad (R$ 200 mil), Edilázio Júnior (R$ 200 mil) e Eduardo Braide (R$ 700 mil) para a unidade, referência em tratamento de câncer no estado.

E foi duramente criticado pela oposição naquela oportunidade [reveja aqui].

Os deputados já alertavam para um possível colapso no hospital, que agora se confirma.

Não tem como agora, portanto, Dino tentar sustentar o discurso de que sempre ajudou o hospital.

Não mesmo…

Gato é encontrado em leito de UCI do Hospital do Câncer do Maranhão

gatoA deputada estadual Andrea Murad (PMDB) fez hoje uma denuncia alarmante no plenário da Assembleia Legislativa.

A parlamentar apresentou fotos da Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) do Hospital do Câncer Tarquínio Lopes [antigo Hospital Geral] que mostram a queda de um forro do teto e um gato em cima de um monitor cardíaco.

As imagens atestam o sucateamento das unidades da Rede Estadual de Saúde.  “É chocante!”, disse Andrea.

A imagem foi publicada em primeira mão por O Estado.

A Secretaria de Estado da Saúde ainda não se pronunciou sobre o caso.uci

Serviços contra o Câncer já funcionam no estado

Roseana inaugurou o hospital do Câncer na segunda-feira

Roseana inaugurou o hospital do Câncer na segunda-feira

Já estão em pleno funcionamento o Hospital do Câncer do Maranhão Tarquínio Lopes Filho e o Centro Ambulatorial de Atendimento ao Paciente Oncológico.

O Hospital do Câncer funciona no antigo Hospital Geral, na Madre Deus e o Centro Oncológico na Avenida São Luís Rei de França.

Centro Ambulatorial já realiza atendimento

Centro Ambulatorial já realiza atendimento

Na primeira unidade funcionam serviços de internação, cirurgias e quimioterapia. Ao todo, são 123 leitos de internação clínica, cirurgia e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além da semi-intensiva.

Já o Centro Ambulatorial foi preparado inicialmente para o funcionamento de 18 consultórios nos cinco andares. Lá também são oferecidos serviços de exames, curativos, aplicação de medicamentos oncológicos, além do serviço de assistência social, psicologia e farmácia.

De segunda-feira até o meio dia de hoje a unidade já havia realizado mais de 200 atendimentos à pacientes que enfrentavam fila para o tratamento do câncer.

Avanços significativos do Governo do Estado para a saúde pública que a oposição teima em não reconhecer e tenta minar, para confundir a cabeça do eleitorado.

Uma tática equivocada, que se confunde à velha política, tão criticada por aqueles que prometem a “mudança” no Maranhão…

Difícil de ouvir

Equipamentos modernos  utilizados no Hospital Carlos Macieira, o mesmo hospital que Flávio diz ter sido tomado dos servidores

Equipamentos modernos utilizados no Hospital Carlos Macieira, o mesmo hospital que Flávio diz ter sido tomado dos servidores

No debate de ontem na TV Difusora, o candidato do PCdoB ao Governo do Estado, Flávio Dino, deixou no ar a impressão de que não estava falando sério nas diversas vezes em que falou sobre saúde.

Estranho, muito estranho, que um candidato a governador esteja ou simule estar tão alheio ao que está acontecendo no estado em matéria de saúde pública. Nesse contexto, assistir a um candidato a governador falar de saúde no Maranhão fazendo malabarismo verbal para não se referir ao programa Saúde é Vida é um acinte.

Como um candidato a governador pode falar sobre saúde sem demonstrar ter

Mais de 50 unidades de saúde já foram entregues em todo o estado

Mais de 50 unidades de saúde já foram entregues em todo o estado

conhecimento de que nos últimos três anos o Governo do Estado construiu e inaugurou cinco hospitais de 50 leitos e 42 de 20 leitos, estando mais 30 de 20 leitos quase prontos para serem inaugurados?

Como é possível esse mesmo candidato ignorar a construção, em curso acelerado, de quatro hospitais regionais de 120 leitos e que serão equipados para procedimentos de alta complexidade?

Centro cirúrgico moderno do Carlos Macieira tem 9 salas novas de cirurgia

Centro cirúrgico moderno do Carlos Macieira tem 9 salas novas de cirurgia

É chocante ouvir do candidato Flávio Dino a falácia de que, se eleito, venderá a residência de veraneio de São Marcos para usar o dinheiro na construção de um hospital público do câncer, horas depois de a governadora do Estado ter inaugurado o Hospital de Câncer do Maranhão “Dr. Tarquínio Lopes Filho”, com 129 leitos, sendo 113 comuns, 11 de UTI e cinco de semi-uti?

Parece deboche o candidato se referir ao Hospital Carlos Macieira como uma coisa pública abandonada que foi “tomada dos servidores”. A impressão deixada pelo candidato é que ele se manifesta pensando estar subestimando a inteligência e a capacidade de percepção das pessoas. O que não é nada bom.

Hospital do Câncer Tarquínio Lopes foi inaugurado ontem pela governadora Roseana Sarney

Hospital do Câncer Tarquínio Lopes foi inaugurado ontem pela governadora Roseana Sarney

Da coluna Estado Maior, de  O Estado do Maranhão

Para o desespero da oposição, Hospital do Câncer é inaugurado em SL

cancer2A governadora Roseana Sarney inaugurou nesta segunda-feira (25), juntamente com o secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, o Hospital de Câncer do Maranhão “Dr. Tarquínio Lopes Filho”, unidade especializada que conta com 123 leitos de internação clínica, cirúrgica, de UTI e semi-intensivos.

Após descerrar a placa de inauguração da unidade, a governadora destacou a importância do mais novo serviço de saúde oferecido aos maranhenses. “O nosso estado precisava de um hospital como este, tenho certeza que salvaremos muitas vidas oferecendo tratamento específico e necessário. Posso garantir que nosso hospital conta com uma equipe médica altamente competente e aproveito para pedir que atendam não apenas com o profissionalismo e eficiência, mas com carinho cada paciente”, ressaltou.

Roseana Sarney elencou alguns investimentos do governo na área de saúde em todas as regiões do estado. Em São Luís, a governadora lembrou das cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), da Farmácia de Medicamentos Especiais (Feme), do novo Hospital Carlos Macieira, do Centro de Medicina Especializada (Cemesp), da instalação de  mais 50 leitos no Hospital Nina Rodrigues, entre outros investimentos. “Aumentamos também o número de médicos de 730 para 948 em São Luís, e de 230 para 707 no interior”, afirmou.

O secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, também ressaltou a importância do Hospital do Câncer. “Hoje é um dos dias mais importantes para a história da saúde do nosso estado, um dia que marca a evolução da saúde pública maranhense. Transformamos o Hospital Geral no Hospital do Câncer do Maranhão, e isso mostra a dimensão e a qualidade do trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado em favor dos maranhenses”, disse.

Ricardo Murad explicou que todos os serviços e atendimentos do Hospital Geral serão oferecidos agora no Hospital de Alta Complexidade Dr. Carlos Macieira. “Aqui no Hospital do Câncer do Maranhão vamos oferecer aos pacientes, tratamento específico e conforto. Temos especialistas competentes, somos um verdadeiro exército de servidores e profissionais capacitados para atender nossa população. Agora o Hospital Carlos Macieira assume os atendimentos em outras áreas”.

O diretor do Hospital do Câncer do Maranhão, Luiz Alfredo Netto Guterrez, disse que todos os pacientes oncológicos que estavam na fila de espera por cirurgias na unidade de saúde já foram atendidos, agilizando os procedimentos. “O atendimento era resumido em cinco poltronas de quimioterapia, dois leitos de observação, um poltrona de medicação e 10 leitos de internação. Hoje, temos toda a estrutura necessária para atender o paciente portador de câncer, triplicando a capacidade de atendimento”.

Secom

Novos serviços do Carlos Macieira e Hospital do Câncer serão inaugurados por Roseana

Novo centro cirúrgico com 9 salas será inaugurado no HCM

Novo centro cirúrgico com 9 salas será inaugurado no HCM

A população do Maranhão ganha, nesta quinta-feira (3), duas grandes realizações do Governo do Estado na área da saúde pública. Em solenidade que ocorrerá às 10h, a governadora Roseana Sarney e o secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, vão inaugurar os novos serviços do Hospital de Alta Complexidade do Maranhão Dr. Carlos Macieira e implantar o Hospital de Câncer do Maranhão, no Hospital Tarquínio Lopes Filho.

No Hospital de Alta Complexidade do Maranhão Dr. Carlos Macieira (HCM) serão inaugurados um moderno centro cirúrgico, com nove salas de cirurgia, um centro de hemodiálise com 26 máquinas, uma unidade crítica cardio-AVC com 18 leitos, mais uma UTI com 8 leitos, serviços de apoio logístico (farmácia, almoxarifado, transporte) e de apoio diagnóstico e terapêutico (laboratório de análises clínicas e tomografia).

Os novos leitos de UTI funcionarão no segundo andar do HCM. No primeiro andar, serão

Serão 26 novas máquinas de hemodiálise

Serão 26 novas máquinas de hemodiálise

inaugurados o centro cirúrgico e o centro de hemodiálise, com capacidade para atender 150 pacientes crônicos. No térreo, estão os 18 leitos da unidade crítica, destinada a pacientes cardíacos e vítimas de acidente vascular cerebral, e o serviço de tomografia, com o mais moderno aparelho em uso no país.

Com a inauguração desses setores, o HCM passará a realizar as cirurgias gerais, vasculares, plásticas, bariátricas, proctológicas, neurocirurgias e outras intervenções cirúrgicas de alta complexidade, hoje realizadas no Hospital Tarquínio Lopes Filho, pois na mesma solenidade a governadora Roseana Sarney assinará o decreto que transforma aquela unidade no Hospital de Câncer do Maranhão.

Com a mudança, o Tarquínio Lopes Filho passará a ser referência estadual para tratamento oncológico no Maranhão, tanto clínico quanto cirúrgico, com 106 leitos de internação clínica, cinco leitos de semi-intensiva e 11 leitos de UTI adulto. O novo perfil permitirá que o número de cirurgias oncológicas, por exemplo, seja triplicado, agilizando a assistência aos pacientes com câncer.

Equipamentos modernos serão utilizados no Hospital Carlos Macieira

Equipamentos modernos serão utilizados no Hospital Carlos Macieira

Acorda oposição…

Prédio da Unimed abrigará Hospital do Câncer

Prédio da Unimed abrigará Hospital do Câncer

A oposição tentou nos últimos dias, na Assembleia Legislativa, defender a inserção partidária do comunista Flávio Dino (PCdoB), no qual ele pede a venda da casa de veraneio do Governo do Estado, situada no Calhau.

O oposicionista Marcelo Tavares (PSB) e companhia, utilizam agora como argumento, o fato de que com a venda do imóvel, avaliado pelo próprio Flávio Dino em R$ 20 milhões [?], o dinheiro pode ser aplicado na construção de um hospital estadual do câncer.

Ontem, por exemplo, Tavares disse que o estado ainda carece de uma unidade com este tipo de especialidade, por isso seria no mínimo sensato, investir justamente os recursos da casa de veraneio, no tal projeto.

Talvez por desinformação, ou apenas pelo jogo e discurso político – vazio diga-se de passagem -, Tavares esquece que o Hospital Estadual do Câncer já ganha forma na Avenida Jerônimo de Albuquerque, na Cohab, no antigo prédio da Unimed.

A unidade, que já recebe as obras de acabamento, será totalmente equipada, com instrumentos de última geração, para o combate e tratamento do câncer no estado. O hospital será referência.

Se anda desinformada ou sonolenta, é hora de acordar oposição. O Maranhão está crescendo…