Lobão Filho e Flávio Dino em Imperatriz

Lobão Filho tem encontro com ministro e prefeitos

Lobão Filho tem encontro com ministro e prefeitos

O senador Lobão Filho (PMDB) e o ex-deputado Flávio Dino (PCdoB) desembarcam hoje em Imperatriz, o segundo mais importante colégio eleitoral do estado, onde, em eventos diferentes, tentarão turbinar suas posições na corrida ao Palácio dos Leões.

Lobão Filho visitará a cidade pela primeira vez como pré-candidato, enquanto Flavio Dino chega ali pela enésima vez como pré-candidato. A visita de Lobão Filho a Imperatriz é cercada de expectativas. Não exatamente pela agenda oficial, que tem por item inicial uma reunião de trabalho como senador com o ministro da Pesca, Eduardo Lopes.

Mas porque o que pesa mesmo é sua condição de pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, que está buscando a consolidação de um projeto político e eleitoral definido há pouco mais de um mês e que dá fortes sinais de viabilidade.

Flávio Dino estará pela enésima vez em Imperatriz

Flávio Dino estará pela enésima vez em Imperatriz

Flávio Dino, ao contrário, chega a Imperatriz para primeiro tentar quebrar o impacto da visita de Lobão Filho e, assim, manter o espaço que ocupou no município em mais de três anos de campanha intensa, aproveitando-se da não definição do candidato apoiado pela governadora Roseana Sarney.

Sabe que chegou ao teto e que, com a definição do candidato governista, sua tendência agora é perder espaço. A pesquisa Exata, realizada no início do mês, mostrou que Flávio Dino tem ali 52% das intenções de votos dos eleitores já definidos – o número de indecisos é superior a 60% -, enquanto Lobão Filho, com apenas um mês como pré-candidato e sem ainda ter ido ao município como pré-candidato, aparece com 25% de preferência.

Todas as avaliações indicam que é quase impossível Flávio Dino manter esse patamar e que a tendência de Lobão Filho é de franco crescimento na região.

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

Câmara aprova CPI da Caema em Imperatriz

Vereadores terão 90 dias para investigar contratos

Vereadores terão 90 dias para investigar contratos

A Câmara Municipal de Imperatriz aprovou, em sessão realizada ontem, a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar omissão de investimento para fornecimento de água pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e o objeto do contrato para execução e exploração de serviços de abastecimento de água potável firmado em 6 de março de 1974 entre a Companhia e o Município de Imperatriz.

Dos 21 vereadores, 12 assinaram pela criação da CPI que será composta por cinco membros e terá prazo de funcionamento de 90 dias, que pode ser prorrogado por igual período. “A Caema tem maltratado todo povo maranhense, principalmente os consumidores de Imperatriz, que apesar de ter o maior rio do Estado, o Tocantins, que oferece um volume de água muito grande, a população sofre com a constante falta de água”, destacou o vereador Rildo Amaral, que propôs a criação do colegiado.

Além disso, o parlamentar sustenta que nestes últimos 10 anos foram investidos apenas R$ 600 mil no município, fato que o parlamentar considera um absurdo, pois nestes últimos anos o município cresceu, evoluiu e se modernizou. Ele disse, ainda, que a empresa dispõe de recursos suficientes para investimentos e ampliação da rede de abastecimento de água em Imperatriz. A presidência da Câmara tem agora de cinco dias para instalar a CPI da Caema.

Ascom Câmara Imperatriz

Incêndio destroi posto em Imperatriz

Incêndio destroi posto / Foto, Henrique Bueno

Incêndio destroi posto em Imperatriz  / Foto: Henrique Bueno

Um posto de combustíveis situado na Avenida Pedro Neiva de Santana [Babaçulândia] foi totalmente destruído no início da tarde de hoje por um incêndio.

De acordo com a Polícia Militar, não houve vítimas, mas os danos materiais ainda são imensuráveis. A Polícia Civil investigará o caso.

O incidente ocorreu por volta das 14h e teria iniciado no momento em que um caminhão abastecia no local. O fogo rapidamente alcançou as bombas de combustíveis e se espalhou pela estrutura do posto. O Corpo de Bombeiros diz que as chamas alcançaram mais de 10 metros de altura e atingiu a fiação de alta tensão.

A rede elétrica da região foi desligada pela Cemar, que iniciará a reparação dos danos.

“Defendo a aliança com o governo”, diz Sebastião Madeira

sebastião madeiraO prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB) ainda não entregou os pontos, e continua a “brigar” dentro da sigla, para que se formalize uma aliança com O Governo do Estado para as eleições 2014.

Madeira falou com o titular do blog ontem, durante a Oficina Estadual de Mobilização dos Municípios ao Programa Mais Médicos no Maranhão, realizada no auditório do Hotel Luzeiros e que teve apresentação do ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

“Por enquanto não há nada definido, mas defendo apoio ao Luis Fernando, caso ele seja mesmo o candidato. Há outras correntes no partido, mas a minha posição é essa, não muda”, disse.

Sebastião Madeira é um dos aliados de peso que a governadora Roseana Sarney (PMDB) acumula na oposição. Apesar de não ser o presidente da legenda, tem forte liderança e poder de decisão no partido. Apesar disso, não está descartada uma aliança com Flávio Dino (PCdoB).

A novela, portanto, continua…

CPI da Mulher: luta de um gênero só

Deputadas participam de discussão na Câmara Municipal de Imperatriz

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga crimes contra a Mulher, tem sido esvaziada pelos membros do sexo masculino na Assembleia Legislativa. O motivo, ao que tudo indica, é o desinteresse. Desde a sua instalação, apenas as mulheres Francisca Primo (PT), que é a presidente do colegiado; Gardênia Castelo (PSDB); Eliziane Gama (MD) e Cleide Coutinho (PSB) têm atuado com assiduidade nos trabalhos.

São elas que recolhem as denúncias, organizam e cumprem a agenda, buscam respostas de órgãos públicos e inserem os dados coletados num esboço daquele que será o relatório conclusivo da CPI.

Há duas semanas, por exemplo, quando a CPI da Mulher definiu que iria se deslocar até a cidade de Imperatriz, cidade que segundo o próprio colegiado, é a mais violenta contra a mulher no Maranhão, apenas as deputadas Primo, Gardênia e Coutinho, participaram da reunião. Francisca Primo chegou a lamentar a ausência dos pares.

Na última quarta-feira, quando a equipe de fato se deslocou para a cidade da Região Tocantina [onde ficou até ontem], novamente apenas as mulheres participaram dos trabalhos. Além de Francisca Primo, Gardênia Castelo, Eliziane Gama e Cleide Coutinho, a deputada Valéria Macêdo (PDT), que não faz parte do colegiado, participou das atividades.

Os titulares do sexo masculino, por sua vez, Roberto Costa (PMDB), Alexandre Almeida (PSD), Magno Barcelar (PV) e Edson Araújo (PSL), permaneceram em São Luís. Assim como os suplentes, que poderiam pelo menos ter manifestado gesto de apoio: Rogério Cafeteira (PMN), Rigo Teles (PV), Raimundo Cutrim (PSD) e Hélio Soares (PP).

A luta em defesa da mulher, iniciada na Assembleia por Eliziane Gama – e que foi barrada para a presidência da CPI – se revela, a cada dia que passa, única e exclusiva das mulheres. Infelizmente é assim. É uma batalha de gênero, por gênero e pelo gênero. Enquanto isso, os homens [parlamentares] que poderiam contribuir nas investigações de crimes contra a mulher cometidos em sua totalidade por outros homens [os agressores], permanecem inertes, como se não tivessem interesse algum em relação aos trabalhos da comissão. Mas o que é mais grave, como se não tivessem interesse algum em relação à situação sofrível, humilhante e amarga da mulher vítima de violência no Maranhão.