Cafeteira repreende Jerry, mas justifica insultos de comunista

Rogério Cafeteira é líder de Flávio na AL

Rogério Cafeteira é líder de Flávio na AL

O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa, Rogério Cafeteira (PSC), tentou hoje, mas sem muita consistência, repreender o secretário de Estado de Assuntos Políticos, Marcio Jerry (PCdoB), após o comunista ter insultados deputados de oposição, por meio de seu perfil, em rede social.

O que Cafeteira fez, na verdade, foi tão somente justificar as agressões verbais de Jerry, ao comparar a postura do comunista com a de oposicionistas ao governador Flávio Dino (PCdoB).

“Sobre o respeito com os deputados, deputada Andrea, aqui concordo com vossa excelência, pois o secretário Márcio Jerry não foi feliz na sua posição”, disse e completou.

“Acho que a gente também tem que fazer mea-culpa, já que a oposição diversas vezes desrespeita membros do governo Flávio Dino, principalmente o governador e o próprio Márcio Jerry. Já disseram que o governador fazia o papel de “cachorrinho” para o secretário Márcio Jerry. Chego às redes sociais e vejo a deputada Andrea, de forma maldosa, chamar o governador e o secretário de ‘casal’, chamar o Márcio Jerry de “primeiro-damo”, então precisamos também rever nossas críticas aos membros do governo Flávio Dino”.

Conclusão disso tudo: é muito baixo nível nessa política maranhense…

Após insultar índios Fernando Furtado pode ser expulso do PCdoB

Fernando Furtado é do PCdoB

Fernando Furtado é do PCdoB

O deputado estadual Fernando Furtado pode ser expulso do PCdoB depois de áudio em que ele ofende índios ter vazado na internet e repercutido na imprensa. O áudio foi gravado durante audiência pública com organizada pela Associação dos Produtores de São João do Carú  (Aprocaru).

“Eu vou dizer abertamente, índio nunca me fez nada, não tenho descendência indígena, não tenho parente índio e acho que a política indigenista, no Brasil, ela é equivocada. Uma política que garante aos índios aquilo que eles não têm direito. Não tem direito porque índio não é melhor do que qualquer brasileiro desse pais. Índios têm regalia que os outros brasileiros que trabalham não têm”, disse e completou:

“Lá em Brasília o Arnaldo viu, os índios tudo de camisetinha , tudo arrumadinho, com flechinha, tudo um bando de veadinho. Tinha uns três lá que eram veado que eu tenho certeza, veado. Eu não sabia que tinha índio veado, fui saber naquele dia em Brasília, tudo veado. Então é desse jeito que tá, índio já consegue ser veado, boiola, e não consegue trabalhar e produzir? negativo!”, completou.

A expulsão do partido foi sugerida nas entrelinhas pelo presidente estadual da sigla, Marcio Jerry, em entrevista ao jornalista Gilberto Léda. Jerry disse que já o ouviu por telefone e aguarda uma manifestação por escrito, antes de uma deliberação formal.

“Discursos e práticas que atentem contra os direitos humanos nunca foram nem são tolerados pelo PCdoB”, disse o comunista.

Hoje, na Assembleia Legislativa, Fernando Furtado nada falou sobre o tema. Procurado pela imprensa, ele afirmou que não iria conceder entrevistas.

Em tempo: Caso seja expulso do PCdoB, Fernando Furtado perde o mandato na Assembleia Legislativa. Ele atua hoje como suplente do deputado licenciado e secretário de Estado, Bira do Pindaré.