Juscelino confirma convite do DEM a Felipe Camarão

O presidente do Democratas no Maranhão, deputado federal Juscelino Filho, confirmou ontem, em entrevista ao jornalista Jorge Aragão, da Rádio Mirante AM, que o partido tem mesmo interesse em contar com o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, em seus quadros.

A possível filiação do titular da Seduc começou a ser aventada pela imprensa no fim de semana e, ao mencionar o tema, o presidente da sigla destacou que formalizou um convite ainda no ano passado, mas que ainda não houve oficialização, apenas conversas.

“O Felipe Camarão é um excelente nome no atual quadro da política maranhense e todos esses bons nomes interessam ao DEM. Será uma honra para o partido tê-lo conosco, mas ainda não existe nada de oficial. O convite foi feito desde o ano passado e seguimos conversando”, afirmou.

Para Juscelino Filho, além de um ganho para o partido – que, assim, pode passar a ter o controle de uma das mais importantes pastas do governo –, uma possível filiação de Camarão pode representar maiores chances de parceria com o governo Michel Temer, onde o DEM já tem o controle do Ministério da Educação, como deputado Mendonça Filho.

“Seria bom também pelo fato do ministro da Educação, Mendonça Filho, ser do DEM, isso facilitaria muito o diálogo e novas parcerias para o Maranhão”, lembrou Juscelino.

O próprio Felipe Camarão ainda não se pronunciou sobre o assunto. Procurado por O Estado, o principal articulador político do Palácio, secretário Márcio Jerry (PCdoB) disse desconhecer do tema. “Não sei. Está aí em blogs”, disse.

Senado – Entre aliados do governador Flávio Dino (PCdoB) a possibilidade de filiação de Felipe Camarão ao DEM seria uma forma de confirmar que o comunista não deve mesmo apoiar a pré-candidatura do deputado federal Zé Reinaldo.

O parlamentar tem confirmada para fevereiro sua filiação ao DEM e ainda acredita no cumprimento de um acordo pelo apoio do seu projeto rumo ao Senado.

Se o DEM assumir o controle da Seduc via Felipe Camarão, entendem os mais próximos do Palácio dos Leões, o partido estaria contemplado e Dino, por consequência, desobrigado de hipotecar apoio a Zé Reinaldo que, nesse caso, pode até desistir da filiação.

Saiba Mais

Uma das especulações sobre a possível filiação de Felipe Camarão ao DEM dá conta de que, além de assumir o controle da Seduc, o partido indicaria o próprio secretário como candidato a vice-governador na chapa de Flávio Dino. Nesse caso, o atual vice-governador, Carlos Brandão (PRB), investiria numa candidatura a deputado federal.

Reportagem de O Estado