Alexandre Almeida bate forte em Lobão e defende renovação no Senado

O deputado estadual Alexandre Almeida, candidato ao Senado pelo PSDB, fez forte crítica ao senador Edison Lobão, candidato à reeleição pelo MDB, em uma inserção veiculada no Horário Eleitoral Gratuito.

No programa ele compara a sua trajetória política com a do adversário. Com a imagem e diálogo de atores, o programa de Almeida cita investigação a Lobão: “No velho Maranhão, tem Edison Lobão, investigado por corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha”.

E completa com a informação de que o emedebista já possui 32 anos de mandato: “querendo mais 8 para completar 40”. “Éguas”, destaca trecho do programa.

Almeida se identifica ao eleitorado como o candidato ao Senado mais jovem do país.

E agora parece já ter definido uma nova estratégia de campanha.

Pesado, não?!

Roseana rechaça “clima ruim” com Lobão

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), rechaçou na tarde de ontem ao titular do blog, a informação publicada pelo colunista Murilo Ramos, da coluna Expresso – Revista Época -, sobre um suposto afastamento em relação ao senador Edison Lobão (PMDB).

Na nota, Murilo afirma que a relação de Roseana com Lobão estaria “péssima”. O colunista afirma que a peemedebista não estaria satisfeita com a candidatura de Lobão ao Senado.

“Não é verdade. A nossa relação nunca foi tão boa quanto agora. Não há clima ruim nenhum entre nós dois”, afirmou.

O factóide, plantado na coluna, por si só desmorona.

Murilo utilizou uma foto de Roseana Sarney nas dependências do Palácio dos Leões, da ocasião em que ela ainda era governadora, e na legenda descreveu que a peemedebista havia concedido entrevista coletiva “ontem”, ou seja, no domingo.

Ocorre que desde 2014, quando deixou o Governo, Roseana não está mais no Palácio dos Leões. Além disso, não dá qualquer entrevista coletiva há pelo menos 3 anos.

A informação do colunista, portanto, não procede…

Edilázio cumpre agenda política no interior do estado

Edilázio, Lobão e Socorro Waquim em Timon03

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) cumpriu uma extensa agenda política no interior do estado, no último fim de semana. Destaque para o encontro com o senador Edison Lobão e com a vereadora e ex-prefeita do município de Timon, Socorro Waquim.

O primeiro compromisso ocorreu na sexta-feira, em Igarapé do Meio. Lá, o parlamentar realizou visita de cortesia ao ex-prefeito Raimundinho. Eliezer e outras lideranças participaram do encontro.

No sábado Edilázio Júnior esteve em Timon, para uma visita a vereadora Socorro Waquim e o senador Lobão. Na pauta, as eleições 2018 e o atual cenário político no Maranhão.

O saldo da reunião, segundo o parlamentar, foi positivo. Lideranças políticas e comunitárias também recepcionaram Edilázio em Timon.

Já no último domingo Edilázio visitou o município de Nova Olinda do Maranhão. Lá, ele participou da II Cavalgada de São Francisco de Assis, evento tradicional do município.

A prefeita Iracy Weba – que foi quem recebeu o parlamentar -, o vice-Prefeito José Alberto, o deputado federal André Fufuca, e o deputado estadual Hemetério Weba participaram do evento.

João Alberto abre mão de candidatura por unidade de grupo

O senador João Alberto (PMDB) sinalizou com um gesto que deve mudar os ânimos no grupo político a que pertence, para a disputa do Governo do Maranhão nas eleições 2018.

Candidato natural à reeleição, ele assegurou que está disposto a abrir mão de sua candidatura em prol da unidade do grupo.

Caso o ato se consolide, ele abriria espaço para que o PMDB apoie as candidaturas do ministro Sarney Filho, do PV, e de Edison Lobão (PMDB), que tentará alcançar a reeleição.

“Nós dissemos que Sarney Filho é um excelente candidato. Lobão pai já informou que disputará a reeleição e eu disse que espero a reforma eleitoral, mas que não sou um problema. O que nós queremos é eleger o próximo governador para tirar o Maranhão desse marasmo. Não crio embaraço”, disse.

Sarney Filho, que recebeu o apoio do PMDB à sua candidatura, estava presente no ato.

Operação Lava Jato: ministro do STF arquiva inquérito contra Lobão

lobaoO ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki determinou ontem o arquivamento de um dos inquéritos a que o senador Edison Lobão (PMDB-MA) respondia na Operação Lava Jato. Zavascki atendeu a pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Lobão foi citado em um dos depoimentos de delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. Em uma das oitivas, Costa disse que o senador pediu dinheiro, provavelmente em 2008, quando o parlamentar ocupava o cargo de ministro de Minas e Energia.

Ao pedir o arquivamento ao Supremo, a Procuradoria-Geral da República disse que a investigação não conseguiu buscar provas além dos depoimentos de delação.

“Os resultados das diligências realizadas, conquanto não informem as mencionadas declarações, não foram capazes de reforçá-las, persistindo até mesmo dúvidas em relação a circunstâncias essenciais dos fatos aqui versados, tais como o local da entrega dos valores solicitados, bem com o período no qual teria ocorrido a solicitação”, argumentou a procuradoria.

Da Agência Brasil

O olhar de Lobão sobre a candidatura do filho

Pai e filho juntos na campanha

Pai e filho juntos na campanha

De O Estado – O senador Edison Lobão, ministro das Minas e Energia e pai do também senador Edison Lobão Filho, pré-candidato a governador do Maranhão pelo PMDB, avaliou ontem, em entrevista exclusiva a O Estado, o desempeno do filho e colega de partido na corrida sucessória estadual.

Lobão Filho será confirmado candidato no fim do mês e, por enquanto, segue trabalhando a viabilização do seu nome em todo o estado. No último fim de semana, ele contou com a participação efetiva de Edison Lobão em eventos na cidade de Coroatá, Codó e em São Luís.

Para o ministro, o pré-candidato é um “fenômeno” e foi sido recebido “com entusiasmo” por onde passou nos últimos dias. Segundo ele, a “vibração” tem sido a mesma em todo o Maranhão.

“O que percebo, em todo o Maranhão,  é um grande entusiasmo, uma grande vibração, tanto dos políticos como do povo, com a pré-candidatura do senador Lobão Filho”, disse.

O ministro acrescentou que há aceitação da classe política e da população ao estilo de Edinho Lobão, que não apenas se tem apresentado como pré-candidato, mas também colhido pleitos e sugestões para o seu plano de governo.

Ainda de acordo com Lobão, o fato de o peemedebista já aparecer bem posicionado na disputa eleitoral é ainda mais notório porque ele está efetivamente posto como pré-candidato há menos de dois meses.

“Em Codó e Coroatá, por exemplo, onde estive neste fim de semana, repetiu-se o que

Lobão tem alcançado apoio no interior do estado

Lobão tem alcançado apoio no interior do estado

está ocorrendo no estado inteiro,  em todos os lugares que ele visita, expondo as suas ideias, as suas propostas, o resultado do seu trabalho como senador, acolhendo pleitos e sugestões: uma grande aceitação de sua pré-candidatura. O que é fenômeno, uma vez que o senador Lobão Filho apresentou-se  pré-candidato há apenas quarenta dias”, completou.

Ex-governador e atual senador pelo Maranhão, Edison Lobão diz acreditar que o apoio da classe política, aliado ao apelo popular da pré-candidatura de Lobão Filho podem levar ao sucesso da pré-candidatura

“Quem pode dizer se uma candidatura é viável ou não é a classe política que o apoia e a população, que vai votar. Ora, os deputados, senadores, prefeitos e vereadores, as lideranças municipais estão majoritamente ao lado do senador Lobão Filho, e as pesquisas demonstram que, à medida que se torna conhecida a pré-candidatura, cresce a força eleitoral do pré-candidato. As convenções partidárias vão formalizar em breve a maior e mais poderosa aliança política em torno de uma candidatura”, pontuou.

Peemedebista tem o apoio de Lula e de Dilma

Peemedebista tem o apoio de Lula e de Dilma

Ele acrescenta que o fato de Lobão Filho haver sido escolhido o aliado preferencial do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff, ambos do PT, tende a fortalecer o palanque do PMDB.

Lobão revelou que Lula e Dilma “estão muito entusiasmados com a candidatura do senador Lobão Filho”. “Tanto o ex-presidente Lula quanto a presidenta Dilma estão muito entusiasmados com a candidatura do senador Lobão Filho e terão uma grande importância na eleição. Eles são testemunhas da capacidade, da competência demonstrada por Lobão Filho no exercício do mandato de senador e como presidente da mais importante comissão do Congresso Nacional, a Comissão do Orçamento e Finanças”, comentou.

Lobão aposta na virada

lobão e muradO ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, se prepara para entrar “de cabeça” na campanha do senador Lobão Filho (PMDB) ao Palácio dos Leões. Deve fazê-lo tão logo a candidatura do senador for formalizada pela convenção do PMDB, que está marcada para o dia 27 de junho.

Político experiente – nunca perdeu uma eleição desde que entrou na luta política em 1978 -, com mandatos de deputado federal (2), de governador (1) e de senador (4), Lobão sabe, como poucos, o que é uma disputa para o Governo do Estado.

Em 1990, iniciou a corrida ao governo bem atrás do seu adversário, o então senador João Castelo, que tinha o apoio do então recém-empossado presidente Collor de Mello, naquele momento líder inconteste do país. Enfrentando inúmeros obstáculos impostos pela máquina colorida e um adversário que muitos apontavam como imbatível.

Com o apoio do então ex-presidente José Sarney e do governador João Alberto, que teve os cofres de Brasília trancados para o Maranhão, Lobão foi à luta, levou a disputa para o segundo turno e, com o slogan “Agora é Lobão”, virou o jogo e saiu das urnas eleito governador. O ministro conhece cada terreno político do Maranhão, sabe onde estão aliados e adversários e é reconhecido como um político talentoso, que consegue ser quase uma unanimidade no meio político.

Tem espaço de atuação em todos os segmentos e muitas vezes já conseguiu transformar adversários em aliados em momentos decisivos. Lobão parece se ver em Lobão Filho num cenário em alguns aspectos parecidos. E está disposto a virar o jogo como fez em 1990.

Da coluna Estado Maior

Lobão vai contratar instituto reconhecido nacionalmente para realizar pesquisa

Apoiado por Lula, Lobão será avaliado em pesquisa

Apoiado por Lula, Lobão será avaliado em pesquisa

O senador Edison Lobão Filho, pré-candidato ao Governo do Estado pelo PMDB anunciou ontem que vai aguardar o fim das inserções partidárias para contratar uma pesquisa de intenções de votos.

Será a primeira do grupo governista desde o início da pré-campanha. Até então, não havia sido feita pesquisa alguma pelo grupo nem para o pré-candidato Luis Fernando Silva (PMDB), que desistiu do pleito.

Lobão afirmou que contratará um instituto reconhecido nacionalmente para levantar junto aos eleitores maranhenses, as intenções de votos para a eleição majoritária que se aproxima.

“Estamos aguardando acabarem as inserções. Temos mais quatro dias de inserções”, disse e completou: “Não haverá questionamentos a essa pesquisa. Será feita por um instituto nacional, isento, para aferir de fato como anda a disputa eleitoral no Maranhão”, completou.

Desde o momento em que foi anunciado como pré-candidato, pelo menos três pesquisas foram contratadas pelo grupo oposicionista. Uma pelo sócio da Rádio Capital e pré-candidato ao Senado, Roberto Rocha (PSB) junto ao Instituto DataM – pesquisa considerada irregular pela Justiça Eleitoral -; outra contratada pela TV Guará [ã mais completa até então], junto ao Instituto Exata e uma terceira contratada junto a um instituto do Piauí.

Com a contratação de uma pesquisa de nível nacional, Lobão não só demonstra convicção de seu crescimento no cenário político/eleitoral, como mostra coragem e desprendimento em relação ao resultado que deve ser lançado.

Vale aguardar essa pesquisa.

Lobão confirma refinaria

Lobão, ministro de Minas

Lobão, ministro de Minas

A Petrobras informou ontem ao ministro Edison Lobão (Minas e Energia) que está abrindo uma concorrência de quase R$ 1 bilhão para a contratação de serviços para a retomada das obras da Refinaria Premium I, localizada em Bacabeira.

O projeto teve sua implantação iniciada há dois anos, mas as obras foram paralisadas para reavaliação de custos. Ele consta agora das prioridades de investimentos da empresa e ganhará mais fôlego no final deste semestre, quando as obras forem efetivamente retomadas.

Ontem, um grupo de técnicos da Sinopec – gigante estatal chinesa que entrará como parceira da Petrobras – reuniu-se com representantes do Governo do Estado, em mais uma rodada de entendimentos para pavimentar a entrada da estatal chinesa nos projetos das refinarias Premium I e Premium II (do Ceará).

– Estamos trabalhando sem alarde, mas de maneira firme e segura, na consolidação daquela que será a maior obra em execução no mundo – disse Edison Lobão, referindo-se à futura refinaria do Maranhão. A decisão da Petrobras fará com que em pouco tempo Bacabeira volte a ser invadida por milhares de trabalhadores.

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

E o PSDB vai com quem?

 

Lobão, ministro de Minas

Lobão, ministro de Minas

Do blog de Marco D’Eça – Resta saber, após a escolha do candidato do PMDB ao governo do estado, quem o PSBD apoiará nas eleições de 2014.

Mesmo o deputado estadual Neto Evangelista (PSDB) afirmando que é melhor para os tucanos lançarem candidatura própria, até o momento nada se discutiu além disso.

Há quem diga que o PSBD irá apoiar Luís Fernando caso ele seja escolhido pelo grupo Sarney.

Mas, e se não for Luís Fernando? O PSDB vai com quem?