Rádio Mirante AM começa a entrevistar candidatos ao Senado

A partir desta segunda-feira (27), a Rádio Mirante AM vai entrevista todos os onze candidatos ao Senado Federal pelo Maranhão.

As entrevistas serão feitas no programa Ponto Final, apresentado pelo jornalista Roberto Fernandes e terá a duração de uma hora, sempre das 10h às 11h.

A ordem dos entrevistados foi definida através de sorteio e o primeiro entrevistado é o candidato Saulo Pinto (PSOL).

Os ouvintes, através do WhatsApp da Rádio Mirante AM (98) 99142-5060, poderão encaminhar, por meio de mensagem de texto, perguntas aos candidatos ao Senado. Veja abaixo a relação dos candidatos e respectivas datas.

Segunda-feira (27/08) – Saulo Pinto (PSOL)
Terça-feira (28/08) – Alexandre Almeida (PSDB)
Quarta-feira (29/08) – Saulo Arcangeli (PSTU)
Quinta-feira (30/08) – Iêgo Bruno (PCB)
Sexta-feira (31/08) – José Reinaldo Tavares (PSDB)
Segunda-feira (03/09) – Sarney Filho (PV)
Terça-feira (04/09) – Weverton Rocha (PDT)
Quarta-feira (05/09) – Preta Lú (PSTU)
Quinta-feira (06/09) – Eliziane Gama (PPS)
Segunda-feira (10/09) – Samuel Campelo (PSL)
Terça-feira (11/09) – Edison Lobão (MDB)

Educação será carro-chefe, diz Eliziane Gama

Foto: Zeca Soares

Foto: Zeca Soares

Zeca Soares – A deputada federal Eliziane Gama (PPS) encerrou a série de entrevistas no programa Ponto Final, na Rádio Mirante AM, com Roberto Fernandes com os nove candidatos à Prefeitura de São Luís. Ela disse que sempre atuou em defesa das minorias.

“Eu sempre defendi as minorias e eu vejo que o poder público não olha para as minorias. O poder público existe para compensar as deficiências da população, mas quando o poder público falha fica muito difícil. Eu vou ser prefeita de verdade dessa cidade, eu vou olhar para a nossa cidade”.

Eliziane Gama defendeu como prioridade investimentos na Educação. “Hoje como prefeita de São Luís eu quero investir em Educação. Através da Educação nós vamos mudar a cidade de São Luís. Vamos recuperar a rede física e dotar as nossas escolas de melhores instalações. Se de fato investirmos em Educação nós vamos mudar a realidade de São Luís. A Educação será carro-chefe no meu governo”.

A candidata do PPS comentou as últimas pesquisas e disse receber os números com transquilidade. “As pesquisas são cenário de momento. A campanha começou na semana passada na televisão e rádio e você vai puder se apresentar melhor. Eu sempre recebi com tranquilidade as pesquisas eleitorais até mesmo porque o que eu sinto nas ruas é um sentimento muito forte de calor humano. Isto para mim é o que é mais forte. As pesquisas estão muito confusas e a gente não pode se guiar por pesquisa A ou B. O eleitor tem que se guiar pelo melhor programa para a cidade”, destacou.

Eliziane defendeu maior participação das mulheres na vida pública. “No nosso governo nós teremos uma participação importante das mulheres não apenas numa assistência social, mas em outros setores de forma dar um olhar muito mais humano e mais sensível na solução dos problemas da cidade”.

A candidata do PPS defendeu a qualificação profissional dos jovens para prepará-los para o mercado de trabalho. “Vamos transformar o Centro Histórico no Projeto Cidade Escola”, afirmou. Ela prometeu resgatar a Escola Municipal de Música criada pelo ex-prefeito Tadeu Palácio e que desde a gestão de João Castelo foi desativada. “A questão da música terá uma atenção toda especial”, disse.

Eliziane defendeu investimentos no Esporte e Cultura. “Nas nossas praças precisam existir com bancos, com uma quadra, mas também pode ser utilizada para zumba à noite com uma boa iluminação. A questão do esporte é fundamental. Teremos um programa que vai “caçar” os talentos da nossa cidade. Vamos fazer parcerias com as associações de bairros para investir na nossa juventude. Depois de você reformar a associação e entregar à comunidade ela cuida. E sobre a cultura eu sempre digo que a cultura não é somente São João e Carnaval é muito mais. Vamos dar atenção a todas as manifestações culturais durante o ano inteiro”, destacou.

Eliziane defendeu a implantação de um transporte de massa em São Luís. Disse que a implantação do VLT pode ser uma alternativa, mas tudo vai depender de estudos técnicos. “O que nós temos hoje em termos de trânsito em São Luís foi proejetado por Haroldo Tavares”, afirmou.

Perguntada sobre as alianças com João Castelo e Waldir Maranhão, a candidata Eliziane Gama explicou. “Muito me honra a aliança com o PSDB. Eu fico muito feliz de ter ao meu lado um vereador com a história de 7 mandatos que é o vereador José Joaquim. Eu quero dizer a você que eu não me envergonho com nenhuma das lideranças que estão conosco. O deputado João Castelo está conosco. Eu quero lhe dizer que o deputado Waldir Maranhão não faz parte da nossa campanha aqui em São Luís”.

Flávio Dino foge de nova entrevista na Rádio Mirante AM

Jornalistas da Rádio Mirante de O Estado no programa Ponto Final, no qual Flávio Dino seria entrevistado

Jornalistas da Rádio Mirante de O Estado no programa Ponto Final, no qual Dino seria entrevistado

O candidato do PCdoB Flávio Dino, que acha que já está eleito aconteça o que acontecer no processo eleitoral, fugiu de mais uma sabatina na Rádio Mirante AM.

O jornalista Roberto Fernandes, do programa Ponto Final, responsável por conduzir a entrevista, e os demais jornalistas da rádio Mirante, do jornal O Estado e do Portal Imirante, aguardaram o comunista até o último instante, mas ele não apareceu. Fernandes afirmou que a assessoria de Flávio comunicou somente no fim de semana que ele não iria para a entrevista, mas como determinam as regras do programa, acordadas entre todos os candidatos, os jornalistas foram fizeram o certo, e o aguardaram até o horário definido para a entrevista.

Além de faltar com respeito à emissora, Flávio Dino desrespeitou – mais uma vez -, o ouvinte da Rádio Mirante AM, veículo de maior abrangência e audiência no estado.

Não há qualquer justificativa plausível para o candidato se recusar a ser entrevistado pela Mirante, que tem sido inclusive elogiada pelos demais candidatos ao Governo do Estado: Saulo Arcangeli (PSTU), Antonio Pedrosa (PSOL), Lobão Filho (PMDB), Josivaldo Corrêa (PCB) e Zeluís Lago (PPL). Vale ressaltar que a própria assessoria jurídica e de imprensa do comunista, havia aceitado as regras da sabatina junto a emissora de rádio, assim como os seus adversários. Dino, no entanto, foi o único a faltar a primeira sabatina, e a repetir o feito hoje, quando seria iniciada a segunda série de entrevistas.

Flávio Dino não quer ser questionado, não quer se abrir para o eleitor, teme ser confrontado, por isso foge da sabatina.

Ele opta em participar apenas da entrevista da TV Mirante, que por conta até do menor tempo definido, acaba ficando engessada, sem o risco de ter que se aprofundar em qualquer tema.

Agindo desta forma, Flávio foge também afunda aquele discurso do “diálogo” e de defensor da “democracia”. Qual democracia? Àquela em que ele é quem dá as cartas e escolhe onde, quando e quem é que deve o entrevistar?

Nota zero para seu Flávio Dino. Nota zero para a falta de coragem, para a falta de sensibilidade, para a falta de autenticidade, e por fim, para a falta de respeito com o eleitor maranhense, que seria hoje o maior interessado na entrevista…

E Flávio Dino se diz preparado para governar o estado…

Flávio Dino foi o único candidato ao Governo do Estado que fugiu e não participou da sabatina realizada por profissionais da Mirante AM; Uma atitude que ficará para a história política do estado. Jamais um candidato ao Governo fugiu de questionamentos, de debates e das

Flávio Dino foi o único candidato ao Governo do Estado que fugiu e não participou da sabatina realizada por profissionais da Mirante AM na semana passada. Uma atitude que ficará para a história política do estado. Jamais um candidato ao Governo havia fugido e questionamentos, de entrevistas, de abatinas realizadas por quaisquer veículo de comunicação do estado. Flávio Dino impôs uma série de regras para a entrevista, todas aceitas pela emissora, mas sumiu e não compareceu ao local. E é assim que ele se diz preparado para governar um estado do tamanho do Maranhão.