Deputados fazem 1 minuto de silêncio em homenagem a Robert Lobato

No início da sessão ordinária desta terça-feira (26), os deputados, em plenário, fizeram um minuto de silêncio pela morte do blogueiro Robert Lobato, vítima de afogamento, no último domingo, em Brasília.

“Deixo a minha solidariedade aos familiares e aos amigos do Robert Lobato. Que Deus o acolha na sua nova morada”, acentuou o deputado Wellington do Curso (PSDB), autor do pedido de um minuto de silêncio.

No último domingo, logo que foi noticiada a morte de Robert Lobato, vários parlamentares divulgaram Nota de Pesar em suas páginas pessoais nas redes sociais e, também, no site da Assembleia, lamentando o ocorrido e solidarizando-se com os familiares do blogueiro.

“Robert Lobato era um profissional bastante atento às notícias sobre o Estado. Nossas sinceras condolências à família e aos amigos por esta inestimável perda”, manifestou-se o presidente Othelino Neto, por meio de Nota de Pesar.

O deputado Zé Inácio (PT) também se manifestou em Nota de Pesar: “Robert exerceu com maestria a profissão de jornalista. A sua morte inesperada não me parece justa. Fará falta não apenas aos seus familiares, mas também aos seus amigos e a todo o jornalismo maranhense”,

“Grande entusiasta do meu trabalho e projetos políticos, tínhamos bons e constantes diálogos. Robert foi um excelente profissional e tinha uma visão diferenciada da política. Ele deixa sua marca na cobertura jornalística maranhense. Difícil de acreditar”, disse, por meio de nota, o deputado Neto Evangelista.

Assembleia Ascom

Roberto Rocha manifesta imensa dor com a morte de Robert Lobato

“Compartilho com imensa dor e tristeza o falecimento do meu querido amigo e articulista político Robert Lobato, vítima de uma fatalidade hoje. Meu abraço fraterno e solidariedade à esposa e aos filhos. Deus, na sua infinita misericórdia, abençoe os familiares e conforte o coração de todos nós”.

Roberto Rocha

Edilázio lamenta a morte de Robert Lobato

Foi com profunda tristeza e dor que recebi a notícia da morte do jornalista, blogueiro e articulista político, Robert Lobato.

Dono de um texto notável, crítico e único, Lobato era profissional muito valoroso.

Na última sexta-feira tivemos um ótimo bate papo sobre política num restaurante. Vou guardar esses momentos na memória.

Perde o jornalismo, perde a crítica política, perde o leitor maranhense.

Meus sinceros sentimentos à família.

Edilazio Júnior, deputado federal

Morre homem condenado por agredir a própria mãe em São Luís

O bacharel em Direito Roberto Elísio Coutinho de Freitas, condenado em outubro do ano passado a 10 anos de prisão por agredir a própria mãe, morreu hoje em São Luís.

Ele estava preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde cumpria a pena, desde o ano passado.

Na última sexta-feira passou mal e foi levado para o Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura, o Socorrão II.

Na unidade de saúde, acabou morrendo.

Elísio havia sido condenado no passado depois de blogs terem divulgado um vídeo em que ele aparecia agredindo própria a mãe, uma professora universitária aposentada, de 84 anos e que sofre de Alzheimer (relembre o caso aqui).

Ele também foi condenado a pagar R$ 2 milhões em indenizações pelos danos causados à vítima.

Assembleia divulga nota de pesar após assassinato de delegado da PF

Nota

A Assembleia Legislativa do Maranhão externa seu mais profundo pesar pelo falecimento do delegado da Polícia Federal, David Farias Aragão, assassinado durante assalto em sua residência, neste último sábado (5), no bairro Araçagy, em São José de Ribamar.

David Farias tinha 36 anos, era casado e deixa duas filhas. Ingressou na Polícia Federal há mais de 12 anos e coordenou várias operações policiais, contribuindo intensamente nas ações de combate ao crime. Atualmente, chefiava a Delegacia de Repressão aos Crimes Fazendários no Maranhão.

O Legislativo Estadual reconhece a partida do delegado como uma grande perda para a Polícia Federal e para o Brasil. E, neste momento de dor, solidariza-se com familiares, amigos e admiradores. Que a luz divina os console e lhes dê serenidade para enfrentar esta perda imensurável e precoce.

Othelino Neto, presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão

Edilázio se solidariza a família de Humberto Coutinho

Nos últimos três anos de trabalho na Assembleia Legislativa ao lado do dr. Humberto Coutinho, aprendi um pouco mais sobre generosidade, testemunhei a coragem e compreendi a perseverança.

Apesar da árdua luta que travava, Humberto jamais deixou de sorrir, de estender a mão. Jamais permitiu se abater.

Foi um homem íntegro, honesto, correto e sensível.

Nos deixa um legado de retidão para a vida e inevitavelmente, um enorme vazio na política.

O Maranhão perde um grande homem. Eu, perco um amigo.

Que Deus conforte o coração de dra. Cleide e toda a família.

Edilázio Júnior, deputado estadual pelo PV

Roseana lamenta morte de Humberto Coutinho

“O Maranhão perde uma liderança política e um homem que lutou fortemente durante os últimos anos pelo restabelecimento de sua saúde.

Ao longo de minha trajetória política, eu e Humberto Coutinho mantivemos uma relação de muito respeito, buscando o melhor para o Maranhão e para a região dos Cocais, onde ele manteve sua base, tendo sido eleito prefeito de Caxias e também Deputado Estadual.

Que Humberto descanse e que Deus conforte Cleide, sua esposa e companheira, os filhos e toda a família. A todos eles, os meus sinceros sentimentos.

Roseana Sarney”

Mudanças no Plenário da Assembleia Legislativa

Após a lamentável e triste morte do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Humberto Coutinho (PDT), ocorrida na noite de ontem, a composição do Plenário da Casa passará por mudanças.

O primeiro vice-presidente do Legislativo, deputado Othelino Neto (PCdoB), será efetivado no comando da Mesa Diretora.

No fim do ano passado o deputado Roberto Costa (MDB) apresentou um Projeto de Resolução Legislativa que alterou as regras após a vacância do cargo de presidente. A regra antiga previa eleição para a nova composição do cargo. A atual, garante a posse imediata do primeiro vice-presidente no cargo.

Outra mudança diz respeito a composição de suplentes.

Já no exercício do mandato desde 2015, o primeiro suplente da coligação que elegeu Coutinho, Rafael Leitoa (PDT) passa a ser o titular da vaga. Já o segundo suplente Fernando Furtado (PCdoB), que havia deixado mandato após polêmica declaração sobre a orientação sexual de índios no Maranhão [relembre aqui], assume uma cadeira na casa.

Em recesso, os parlamentares somente voltarão às suas atividades no mês de fevereiro.