Programa eleitoral de Sarney Filho é retirado do ar por emissora de TV

Imagem retirada da internet meramente ilustrativa

O programa eleitoral do deputado federal Sarney Filho (PV), candidato ao Senado pela coligação “O Maranhão quer Mais” foi retirado do ar pela TV Difusora, emissora responsável pela geração do Horário Eleitoral Gratuito, durante a veiculação da propaganda eleitoral, às 13h.

Os advogados da coligação  do candidato já ingressaram com representação na Justiça Eleitoral contra a emissora.

De acordo com a assessoria jurídica de Sarney Filho, não há qualquer decisão judicial que determine a suspensão do programa político do candidato.

Havia uma decisão anterior, já cumprida, de suspensão de uma inserção de Sarney Filho em que a candidata ao Governo Roseana Sarney (MDB), aparece na veiculação por um tempo superior ao permitido pela legislação.

Nenhuma decisão da Justiça Eleitoral, contudo, suspendia o programa de hoje.

O advogado da coligação “O Maranhão quer Mais”, Marcos Lobo, ingressou há pouco com uma representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contra a  TV Difusora.

Na peça ele pede que a Justiça determine que a emissora de TV realize a exibição do programa na noite de hoje, no horário reservado  para a propaganda eleitoral, e que a emissora seja condenada e retirada do ar por um período de 48 (quarenta e oito) horas (em razão da
reincidência) na sua programação normal, sem qualquer prejuízo à propaganda política.

IPVA: Roseana promete devolver veículos apreendidos

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB), candidata da coligação “Coragem Para Fazer Mais”, anunciou ontem em seu programa político veiculado no Horário Eleitoral Gratuito, a devolução dos veículos apreendidos na atual gestão e que ainda não foram leiloados pela Vip Leilões.

Roseana classificou o ato de apreensão dos veículos de “perseguição” imposta pelo governador Flávio Dino (PCdoB), o seu adversário na disputa política.

“Eu queria tranquilizar os maranhenses que tiveram seus carros e motos apreendidos por esse governo. Eleita governadora, eu vou dar um ponto final nesse absurdo: vou devolver todos os veículos que ainda não foram leiloados”, declarou.

A emedebista também afirmou que os débitos de IPVA poderão ser negociados e parcelados em até 8 vezes.

“O nome de ninguém vai para o Serasa enquanto a dívida não for renegociada. Isso é respeito com o cidadão.Chega de perseguição e perversidade com o povo”, disse Roseana no programa.

Eliziane é obrigada pela Justiça a conceder direito de resposta a Edivaldo

Direito de respostaO juiz eleitoral Reinaldo de Jesus Araújo, da 89ª Zona Eleitoral de São Luís, determinou  à candidata Eliziane Gama (PPS) a ceder direito de resposta para a coligação “Pra Seguir em Frente”, do candidato Edivaldo Holanda Júnior (PDT), no programa eleitoral gratuito na TV.

O direito de resposta foi veiculado no programa de hoje. Na decisão, o magistrado cita o argumento do impetrante, que alega que Eliziane Gama acabou incorrendo em propaganda eleitoral negativa contra Edivaldo, o que “denigre a imagem do candidato à reeleição a prefeito de São Luís”.

Na decisão liminar, o magistrado determinou que a coligação de Eliziane se abstenha, imediatamente, de veicular a propaganda impugnada, sob pena de multa diária de R$ 1 mil. Também determinou direito de resposta a Edivaldo no tempo de 1 minuto para veiculação na TV.

Impressões sobre o primeiro programa eleitoral dos candidatos de São Luís

eliziane programa eleitoralO primeiro programa eleitoral dos candidatos a prefeito de São Luís, que foi ao ar na TV às 13h de hoje, deixou a impressão de que poderia ter sido melhor produzido.

Na avaliação do blog, os destaques foram Edivaldo Holanda Júnior (PDT), Wellington do Curso (PP), Eliziane Gama (PPS) e Fábio Câmara.

Sem tempo para quase nada, Eduardo Braide (PMN), Rose Sales (PMB), Valdeny Barros (PSOL) e Cláudia Durans (PSTU), puderam tão somente apresentar os seus respectivos nomes para a disputa.

Zeluis Lago não apresentou programa.

edivaldo-6Eliziane, Wellington e Fábio Câmara, optaram pela tradicional cartilha de primeiro programa eleitoral, com a predominância de suas histórias de vida e trajetória política e profissional. O de Wellington apresentou qualidade de áudio e vídeo inferior aos dos concorrentes.

Edivaldo conseguiu fugir desse manual robótico, e apresentou as obras e projetos desenvolvidos por ele nos 3 anos e meio de gestão.

wellington-2Em linhas gerais, o titular do blog confessa que esperava um pouco mais do programas. Foram tímidos, protocolares. Faltou ousadia.

A expectativa é de que a partir do segundo programa, os quatro candidatos que dispõem de tempo: Eliziane, Wellington, Edivaldo e Fábio, consigam dar uma melhorada nos vídeos. Em relação aos demais, até pelo tempo diminuto disponível, infelizmente, não dá para esperar muita coisa.