Manifestantes querem ocupar a Ponte do São Francisco no #VEMPRARUASLZ

protestoO grupo Acorda Maranhão que se mobiliza nas redes sociais realiza hoje em São Luís mais um ato público nas ruas. O #VEMPRARUASLZ tem concentração às 14h na Praça Maria Aragão.

O protesto dá continuidade a série de manifestações que ocorrem em todo o país desde o início da semana, quando a população de São Paulo resolveu contestar o reajuste da tarifa de ônibus.

A página do grupo no facebook diz o seguinte: “Há tempos o nosso Estado sofre nas mãos de políticos corruptos, que pensam apenas em seu benefício. Nós, do Grupo Acorda Maranhão, tomamos à frente, mais uma vez, para alertar, exigir o comprometimento dos cidadãos em nossa luta, que é diária, árdua e longa, para que juntos possamos mudar o cenário do Maranhão. E por que não começando por nós mesmo? Vamos á luta!”.

Os manifestantes sairão da Praça Maria Aragão com destino a Beira Mar, vão ao Palácio dos Leões, Palácio La Ravardière, Tribunal de Justiça, Pra Dom Pedro II, Rua do Egito, e em seguida tomarão toda a extensão da Ponte do São Francisco. Como o protesto só acontece a tarde, o blog acredita que o efeito desejado não será alcançado pelos manifestantes, pois todo esse trecho do trajeto anunciado deve estar vazio. O protesto seria mais eficiente de segunda a sexta-feira.
Reivindicações:

– Contra a PEC 37

– Saúde Pública de Qualidade

– Educação de Qualidade

– Segurança Pública de Qualidade

– Transporte Público de Qualidade

– Fora Renan Calheiros

– Prisão dos Condenados por Corrupção (Jose Genoíno e turma)

– Transformar a Corrupção em Crime Hediondo

– Investigação das Obras da Copa

– Contra a Corrupção na Política

– Contra Oligarquia

Então o PMDB depredou a Prefeitura e hostilizou Roseana? Conte-me mais…

Roseana e José Sarney hostilizados na fachada da Prefeitura

Roseana Sarney e José Sarney hostilizados na fachada da Prefeitura. Foi o PMDB?

Corre nos bastidores de blogs apócrifos, a informação de que partiu da turma do PMDB Jovem, a mando do deputado estadual Roberto Costa (PMDB) – que integra a base da governadora Roseana Sarney (PMDB) – a depredação do Palácio La Ravirdière, sede da administração pública municipal.

Mentira!

Como poderia a militância do PMDB se dirigir à Prefeitura de São Luís para hostilizar a governadora e o senador José Sarney (PMDB)? Quanta incoerência.

Fachada da Prefeitura. Frase pede a saída de Roseana. Foi o PMDB?

Fachada da Prefeitura. Frase pede a saída de Roseana. Foi o PMDB?

Imagens mostram frases na fachada da Prefeitura do tipo “Xô Roseana” e “Fora Sarney FDP”, que definitivamente, não partiram da militância da própria governadora.

Quem depredou a Prefeitura de São Luís, o Palácio dos Leões – sede do Governo do Estado – destruiu um carro da TV Mirante, além de saquear uma ótica no Centro, foram vândalos infiltrados na manifestação, que nada tem com partido político A ou B.

Foram pessoas mal intencionadas que estavam ali única e exclusivamente para bater carteira, ingerir bebida alcóolica, usar drogas e deturpar o movimento que tinha objetivos próprios e protestava contra a corrupção no país.

Mas ainda tem gente querendo se aproveitar da situação – com um partidarismo baixo e canalha -, e que tenta jogar a culpa em quem nada tem a ver com o que ocorreu.

Até porque, como questionou o jornalista Gilberto Léda no texto abaixo, se foi o PMDB quem depredou a Prefeitura – e vejam só, com xingamentos à Roseana e a Sarney -, quem foram os responsáveis pela depredação no Palácio dos Leões e pela destruição de um veículo da TV Mirante? Os mesmos peemedebistas?

Contra outra…

Leia também: Quem depredou o Palácio dos Leões e o carro da TV Mirante?, no blog de Gilberto Léda.

Imagem do Dia: PSTU no fogo

noleto3Manifestantes do #VEMPRARUASLZ atearam fogo a uma bandeira do PSTU, que foi levada para a Praça Deodoro por um militante do partido da ultra-esquerda. Luiz Noleto, que todo ano concorre a eleição, mas nunca se elege a nada, também teve uma bandeira tomada e acabou entrando em confronto com os militantes, que organizavam a manifestação apartidária. Merece a Imagem do Dia.

Vândalos provocam tumulto em frente ao Leões e ao La Ravardière

Início das manifestações na Praça Pedro Segundo

Início das manifestações na Praça Dom Pedro II, no Centro de Sao Luís

Manifestantes do #VEMPRARUASLZ – que foram para as ruas cobrar melhorias na mobilidade urbana da cidade – esqueceram a pauta dos protestos, se deixaram levar pela política partidária e acabaram mudando o foco do movimento.

Vândalos apedrejaram o Palácio dos Leões e o Palácio La Ravardière, a sede do Executivo Municipal, e como não poderia faltar, fizeram coro contra Sarney e contra a Mirante e seus profissionais, que exercem suas atividades com dignidade e excelência diariamente.

Evitei ao máximo falar dos protestos, pois vi em seu nascedouro a manipulação partidária. Partidos políticos de Esquerda, oposição e situação, tentaram desde ontem mudar os rumos dos protestos.

E os vândalos [aqueles que promoveram o quebra-quebra], foram às ruas como uns ventríloquos para protestar por nada, contra o nada e para nada. Alienação e falta do que fazer.

Além de apedrejar a sede do Governo do Estado e da Prefeitura de São Luís, os vândalos também saquearam uma ótica que fica próximo à Praça Deodoro. Crime!

E assim continua a manifestação em São Luís, uma bagunça.

Noleto, do PSTU, teve a bandeira do partido arrancada e queimada

Noleto, do PSTU, teve a bandeira do partido arrancada e queimada

Bispo recusa homenagem do Senado em protesto contra aumento

Bispo recusou homenagem no Senado

O bispo de Limoeiro do Norte (CE), Dom Manuel Edmilson da Cruz, recusou hoje (21) receber uma comenda do Senado Federal. Ele afirmou que sua atitude era para protestar contra o aumento salarial de 61,8% aprovado pelos parlamentares em causa própria. A homenagem recusada por ele é a Comenda dos Direitos Humanos Dom Helder Câmara.

A recusa do bispo foi feita em um discurso no plenário do próprio Senado. Ele criticou os parlamentares por aprovar o aumento deste montante para o próprio salário. “Quem assim procedeu não é parlamentar, é para lamentar”, disse.

O religioso afirmou que a comenda que lhe foi oferecida não honra a história de Dom Helder Câmara, que teve atuação destacada na luta pelos direitos humanos durante o regime militar.

“A comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Helder Câmara. Não representa. Desfigura-a, porém. Sem ressentimentos e agindo por amor e por respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la”

Enquanto o bispo recusava homenagem, centenas de pessoas protestavam do lado de fora do Senado

Dom Manuel Edmilson da Cruz

Ele destacou que o aumento dado aos parlamentares deveria ter como base o reajuste que será concedido ao salário mínimo, de cerca de 6%. “O aumento a ser ajustado deveria guardar sempre a mesma proporção que o aumento do salário mínimo e da aposentadoria. Isso não acontece. O que acontece, repito, é um atentado contra os direitos humanos do nosso povo”.

O senador José Nery (PSOL-PA) disse compreender a atitude do bispo. “Entendemos o gesto, o grito, a exigência de Dom Edmilson da Cruz”. Nery, que foi um dos três senadores a se manifestar na votação de forma contrária ao aumento, deu prosseguimento a sessão após a atitude do religioso.

Protesto se estendeu aos corredores do Senado

Dom Manuel Edmilson da Cruz foi indicado para receber a comenda pelo senador Inácio Arruda (PC do B-CE). Além dele, foram indicados para a homenagem Dom Pedro Casaldáliga, Marcelo Freixo, Wagner de La Torre e Antônio Roberto Cardoso. Apenas este último também estava presente e discursou. Ele afirmou estar “incomodado” com a homenagem, mas disse a ter aceitado porque ela se enquadra dentro de um contexto histórico e de um reconhecimento ao trabalho de Dom Helder Câmara.

Texto de Eeduardo Bresciani do G1

Secretário Ribamar de Oliveira é atingido por caroço de jambo na cabeça

Secretário Ribamar de Oliveira ao chegar no Terminal/ Foto de Biné Morais, O Estado

O secretário municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Ribamar de Oliveira, foi atingido na cabeça por um caroço de jambo, hoje pela manhã, no momento em que ele tentava explicar aos usuários do terminal de integração do São Cristóvão, os reais motivos para os problemas ali detectados.

O Terminal havia sido interditado pelos usuários do sistema de transporte público após a discussão de um cidadão com um fiscal que atua naquele ponto. Ocorre que o funcionário público classificou em voz alta e de forma grosseira,  o usuário de vagabundo, o que gerou a revolta das demais pessoas, já inconformadas com a demora de coletiovos e da desorganização do terminal.

A revolta foi geral, cerca de 25 ônibus ficaram retidos dentro do terminal, e não foi permitida a entreda de outros ônibus. O protesto resultou num caos naquele trecho, que enfrentou enorme congestionamento. A Polícia Militar foi acionda e permaneceu no local até o desfecho. No fim, o secretário prometeu melhorias e a população encerrou o ato público.