Brandão também tem registro impugnado no TRE

Carlos Brandão é o vice-governador do Maranhão

Além de ter impugnado o registro de candidatura do governador Flávio Dino (PCdoB), o deputado estadual Edilázio Júnior (PSD) também questionou na Justiça Eleitoral, a candidatura de Carlos Brandão (PRB).

O argumento foi o mesmo já apresentado pelo MDB em uma notícia de inelegibilidade encaminhada à Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão e já arquivada pelo procurador Pedro Henrique Castelo Branco.

A ação sustenta que Brandão não pode ser candidato a vice porque assumiu o posto de governador do Estado durante o período vedado – após o dia 7 de abril, quando Dino viajou aos Estados Unidos.

“No caso em apreço, o demandado CARLOS ORLEANS BRANDÃO JÚNIOR não preenche a condição legal para se candidatar ao cargo de Vice-Governador. Poderia se candidatar a Governador, mas jamais a Vice”, argumenta o parlamentar.

A ação será analisada pela Corte Eleitoral.

PRP no calcanhar de Flávio Dino

O Partido Republicano Progressista (PRP), controlado no Maranhão pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa e ex-secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, tem dado dor de cabeça ao governador Flávio Dino (PCdoB).

É do partido político a autoria de duas ações eleitorais por propaganda eleitoral antecipada que resultaram em derrotas de Dino.

É também do PRP, a autoria de uma representação junto à Procuradoria-Geral da República, com pedido de reabertura de investigação contra o comunista, no âmbito da Lava Jato, por suposta lavagem de dinheiro do PCdoB nas eleições 2014.

O PRP também pediu à Justiça, acesso integral as contas de campanha do governador Flávio Dino de 2014 e tem cobrado da Polícia Militar, resultado da sindicância que apurou o escândalo da espionagem [reveja aqui, aqui e aqui], na corporação.

O PRP, leia-se, Ricardo Murad, tem sido uma espécie de espinho no calcanhar de Flávio Dino.

Andrea Murad deixa o MDB e se filia ao PRP

A deputada estadual Andrea Murad oficializou a sua saída do MDB e se filiou ao PRP, partido do pré-candidato ao Governo do Maranhão, Ricardo Murad.

A desfiliação do MDB foi comunicada às direções estadual e municipal da sigla, além de a Justiça Eleitoral.

Pelo PRP, Murad vai tentar uma vaga na Câmara Federal nas eleições de outubro deste ano.

 

Max Barros deixará o PRP

O deputado estadual Max Barros já informou a aliados e agentes políticos que deixará os quadros do PRP.

A saída foi divulgada em primeira mão pelo jornalista Gilberto Léda. Max ainda não decidiu para qual partido deverá seguir.

Candidato à reeleição para o Legislativo Estadual, o deputado tem até o mês de abril, de 2018, para se filiar a uma nova sigla.

Em tempo: a saída de Max do PRP coincide com a filiação de Ricardo Murad na legenda. Murad deve disputar a eleição 2018.

PRP quer reaver mandato de Juscelino Filho por infidelidade partidária

Juscelino FilhoO Partido Republicano Progressista (PRP) entrou com três ações de perda de mandato eletivo por infidelidade partidária contra os deputados federais Marcelo Álvaro Antônio (MG), Alexandre Valle (RJ) e Juscelino Filho, que pertence à bancada maranhense na Câmara Federal.

Eleitos pelo PRP em 2014, os três deputados migraram sem justa causa para o recém-criado Partido da Mulher Brasileira (PMB). As ações foram ontem protocoladas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O argumento central tem como base a data do registro do partido. Isso porque a minirreforma política (Lei 13.165/2015), em vigor desde 29 de setembro de 2015, não considera como justa causa a filiação em legendas recém-criadas, sem que o parlamentar perca o mandato. Até então, era permitido a adesão a novas legendas sem o risco de ter o mandato cassado. Esta possibilidade constava da Resolução/TSE 22.610/2007, que regulava as causas de infidelidade partidária até o advento da minirreforma.

O Supremo Tribunal Federal (STF), por sua vez, concedeu liminarmente pedido do Rede Solidariedade (SD) na ADI 5398, sob o fundamento de que o partido já havia obtido registro no TSE em 22 de setembro e o prazo jurisprudencial de 30 dias para receber mandatários estava em curso, tendo sido interrompido pela publicação da minirreforma. Ao analisar esta ação, o Ministro Luís Roberto Barroso entendeu que partidos criados antes da publicação da nova lei e que já estivessem com prazo em curso não poderiam ser prejudicados. Após esta decisão, vários deputados federais, de vários partidos, migraram para o PMB.

O PRP entende que esta liminar não se aplica ao PMB, uma vez que na data do deferimento de seu registro pelo TSE, a minirreforma já estava publicada e em vigor. Não havia, portanto, prazo em curso nem direito de receber deputados de outros partidos sem prejuízos dos respectivos mandatos.

PRP oficializa apoio a Lobão Filho

Lideranças do PRP declaram apoio a Lobão Filho em convenção partidária

Lideranças do PRP declaram apoio a Lobão Filho em convenção partidária

O senador Lobão Filho (PMDB) e pré-candidato ao Governo do Maranhão, recebeu nesta segunda-feira (30), apoio oficial do Partido Republicano Progressista (PRP), durante convenção realizada na sede da sigla, no bairro do São Francisco, em São Luís. 17 candidatos a deputado estadual, três a deputado federal e dirigentes dos 170 diretórios de todo o Maranhão votaram por unanimidade em favor da aliança com o PMDB que reúne ainda mais 18 partidos.

O consenso segundo o presidente do PRP, ex-vereador Severino Sales, reflete a força política e de liderança que o senador Lobão Filho já mostra antes mesmo de iniciar de fato sua caminhada.

“A classe política está completamente mobilizada em torno do nome do senador Lobão Filho, porque acredita que o melhor nome é sem dúvida o dele e vamos seguir juntos, militância e todo o partido rumo à vitória”, declarou Sales que também confirmou durante a convenção, disputa por vaga na Assembleia Legislativa.

Lobão Filho que foi convidado pelo partido para a convenção disse que o PRP assim como os partidos coligados terão espaço reconhecido dentro de sua gestão. “Estamos seguindo juntos e será assim nossa caminhada que está apenas no início. A partir do dia 06 oficialmente vamos à luta com todos os nossos partidos levando nossa mensagem e propostas de avanço de desenvolvimento verdadeiro para o nosso Maranhão”, disse o peemedebista, convocando toda a militância do partido para a batalha.

Deputado estadual de segundo mandato, Marcos Caldas que concorre à reeleição, acredita que essa será a maior e mais democrática eleição porque o povo quer a verdadeira mudança. “Acredito muito na eleição do Lobão Filho porque ele caminha com mensagem de avanço e não de atraso. A campanha está sendo pautada com proposta e não com ódio, e isso é o que o povo espera de um pleito”, finalizou.

Informações da Ascom

Severino Sales deixa o PMDB e vai para o PRP

Severino Sales sai do PMDB

Severino Sales sai do PMDB

O ex-vereador Severino Sales deixará o PMDB para filiar-se ao PRP nos próximos dias. Ele foi convidado ontem pelo presidente nacional do PRP, Ovasco Resende, que esteve em São Luís, e deverá disputar uma vaga na Assembleia Legislativa ou na Câmara dos Deputados.

“Tenho certeza absoluta que a minha vinda para o PRP fortalece, sobretudo, os projetos do partido no Maranhão, para o pleito do ano que vem. Venho para construir, não estou aqui impondo absolutamente nada”, declarou Sales.

“Ele é um cara bastante preparado, jovem, mas com uma experiência de vida admirável. Uma pessoa que sabe aproveitar todas as oportunidades que a vida lhe oferece”, disse o vereadpr Francisco Chaguinhas, que intermediou a articulação para a saída de Sales do PMDB.

Segundo Chaguinhas, o jovem político terá o apoio do partido para ser candidato numa disputa proporcional. “Os amigos querem que ele seja candidato a deputado federal”, revelou o perrepista.

Severino Sales foi eleito um dos vereadores mais jovens do Brasil em 2008, mas não teve uma atuação de destaque na Câmara de São Luís e acabou não conseguindo a reeleição. Desde janeiro procura novo partido.