Empresários do setor rodoviário denunciam manobra na MOB

Box número 08 da Rodoviária de São Luís já está adesivado pela empresa Araújo

Empresários que atuam no Sistema Rodoviário Intermunicipal do Maranhão, denunciaram ao blog uma suposta manobra da Agência Estadual de Mobilidade Urbana (MOB), comandada por Arthur Cabral, em favor de uma companhia.

De acordo com o grupo de empresários, antes de se afastar de suas atividades para tratamento de saúde, Cabral teria garantido 10 linhas rodoviárias para a empresa ‘Araújo’.

Os empresários alegam concorrência desleal e prejuízos financeiros com a medida. Sustentam também a falta de diálogo da MOB com o empresariado do setor.

Na Rodoviária de São Luís, por exemplo, pelo menos dois boxes [08 e 22] já estão adesivados com o nome da empresa e as cidades que atendidas pela agência.

A mesma empresa, segundo o grupo de empresários, já atua no Projeto Travessia, do Executivo Estadual. Não houve, contudo, licitação para o serviço.

A MOB administra atualmente, além do Projeto Travessia, 65 linhas Semiurbanas na Região Metropolitana de São Luís, outras 4 linhas do Expresso Metropolitano e 60 linhas intermunicipais.

Há ainda, a chamada, ‘linha troncal’, de Rosário – São Luís e a linha Santa Rita – São Luís, essas duas últimas executadas por uma só empresa.

Outro lado

O blog já entrou em contato com a Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos (Secap), para obter um posicionamento. A Secap, respondeu por meio de nota. Abaixo, a íntegra do texto.

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) informa que apenas seis linhas foram autorizadas por esta Agência para operação da empresa citada. A MOB esclarece que realizou uma análise prévia, a fim de não prejudicar linhas que possam sobrepor-se, bem como, com a finalidade de expandir o atendimento aos usuários sem privilegiar qualquer empresa.

As empresas que estão sendo contempladas, a título precário, são as que possuem veículos disponíveis para imediata operação.

Em tempo: O blog Também já tentou contato com a administração da empresa Araújo, mas os telefones disponíveis na internet não foram atendidos.

Rodoviários suspendem greve de ônibus pela terceira vez

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Maranhão suspendeu pela terceira vez a greve de motoristas, cobradores e fiscais de ônibus que atuam no sistema de transporte da capital.

A decisão ocorreu há pouco, em assembleia geral  da categoria, sob a orientação da cúpula do sindicato.

Os rodoviários têm ameaçado paralisar o serviço de ônibus de São Luís desde o início do mês.

Cobram reajuste salarial, aumento no ticket alimentação e melhores condições de trabalho.

O sindicato patronal, contudo, promete somente 2% de reajuste salarial, proposta rechaçada pelos motoristas, cobradores e fiscais.

Apesar de todo o imbróglio e da insatisfação da categoria, o movimento pela greve perde fôlego e vai enfraquecendo…

Greve dos rodoviários é suspensa

Atualizada às 12h52

Terminal de passageiros do São CristóvãoGe

Depois de assegurar a manutenção da greve para segunda-feira, rodoviários que atuam no sistema de transporte público de São Luís anunciaram a suspensão do movimento.

Motoristas, cobradores e fiscais de ônibus vão se reunir na próxima segunda-feira, data previamente marcada para ocorrer o protesto, com membros do Sindicato das Empresas de Transportes (SET), que representa os empresários do setor.

Os rodoviários cobram 13% de aumento nos salários. Os empresários, contudo, apresentaram proposta de apenas 2,5%, por isso o impasse.

A categoria também quer a fixação do tíquete-alimentação em R$ 650,00.

A greve, portanto, está suspensa…

 

Rodoviários asseguram paralisação de 100% da frota de ônibus em São Luís

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão assegurou há pouco paralisação de 100% da frota de ônibus em São Luís.

Na noite de ontem, uma decisão da Justiça do Trabalho determinou circulação de 60% da frota, sob pena de multa ao sindicato.

Não adiantou.

Os trabalhadores prometem ignorar a decisão e manter a “greve geral” até às 18h de hoje.

Até o momento, 7h30, não há registro de ônibus em circulação na capital. A mobilização faz parte da “Greve Geral” do país, uma forma de protesto contra as reformas da Previdência e Trabalhista.

Desde às 5h, manifestantes bloquearam a Barragem do Bacanga e a entrada e saída de São Luís na BR-135.

 

Rodoviários ameaçam parar ‘de novo’ em São Luís

Nota

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão comunica a toda população de São Luís, que mais uma vez, os empresários tentam descumprir acordo firmado em convenção coletiva de trabalho. Em algumas garagens, os trabalhadores foram informados que o adiantamento de salário, que deve ser depositado nas contas todo dia 20, nesse mês, pode ser pago com atraso, ou seja, somente no dia 25.

A entidade torna pública, a insatisfação diante dessa informação. A diretoria do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão reafirma que não vai mais tolerar esse tipo de postura adotada pela classe empresarial, que fere diretamente os direitos dos trabalhadores e causa inúmeros transtornos a categoria. A orientação, é que se na data prevista para o pagamento de adiantamento de salário (20 de fevereiro), os empresários não cumprirem, o que determina a convenção, motoristas, cobradores e fiscais deverão cruzar os braços, logo na data posterior, ou seja, 21 de fevereiro.

Lembramos que no caso das empresas, com pagamento dos trabalhadores em dia, essas não sofreram qualquer tipo de punição, já que estão cumprindo corretamente o acordo.

Greve: São Luís pode ficar sem ônibus durante o Carnaval

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário anunciou há pouco que fará uma paralisação geral das atividades durante o período do carnaval.

A “greve” foi decidida pela categoria após o Sindicato das Empresas de Transportes (SET) ter comunicado que em decorrência da falta de recursos, que as empresas somente poderão efetuar o pagamento do mês de janeiro após o Carnaval.

Isaias Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Rodoviários, afirmou que o comunicado revoltou a categoria.

“Já informamos nosso posicionamento ao SET. As empresas não podem causar esse tipo de transtorno aos seus colaboradores. Não vamos mudar nossa postura. Isso é um desrespeito a classe. Os empresários têm sempre essa conduta toda vez que se aproxima a data-base, período que é negociado o reajuste salarial da categoria. Estamos cansados desse tipo de situação. Se o dinheiro não cair na conta dos trabalhadores até essa sexta-feira (5), toda a categoria irá cruzar os braços, durante o período carnavalesco, isso significa que não haverá ônibus circulando em São Luís”, disse.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes ainda não se posicionou sobre a polêmica.

 

Rodoviários ameaçam greve e usuário deve novamente ‘pagar’ a conta

greveO presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (STTREMA), Gilson Coimbra, encaminhou ao presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET), José Luiz Medeiros, ofício comunicando que os rodoviários vão entrar em greve a partir da 0h de amanhã (25).

De acordo com o sindicalista, a decisão por uma paralisação dos serviços se deu pelo não pagamento de 40% dos salários de motoristas, cobradores e fiscais de ônibus até o dia 20 deste mês, como estabelecia Convenção Coletiva de Trabalho.

A paralisação, como já se comentava há pelo menos dois meses nos bastidores, deve apenas anteceder novo reajuste nas tarifas de ônibus.

É um script que deverá ser seguido fielmente nos próximos dias.

Simples: Os motoristas, cobradores e fiscais de ônibus vão parar, para exigir o pagamento do reajuste nos salários. A greve vai se estender e os empresários devem alegar impossibilidade de conceder o reajuste, e vão utilizar como argumento a compra dos veículos novos que estão sendo entregues à população.

Deste modo, “pressionará” a Prefeitura a autorizar novo reajuste na tarifa de ônibus. E no fim de tudo, que pagará a conta novamente é usuário.

Obs: Vale ressaltar que apesar de utilizar o argumento de que teve que arcar com a compra de novos ônibus, os empresários conseguiram ano passado – também para este fim -, reajuste na passagem de ônibus.

Mesmo com decisão judicial, rodoviários mantêm 100% da frota parada

Imagem meramente ilustrativa

Imagem meramente ilustrativa

Indiferentes à decisão judicial do TRT que decretou a ilegalidade da greve e determinou que pelo menos 70% da frota de ônibus voltasse a circular hoje, motoristas, cobradores e fiscais de ônibus decidiram há pouco, em assembleia geral da categoria, manter 100% da frota parada na capital. Com a decisão, considerada pelo titular do blog como abusiva – sob todos os aspectos -, a população segue prejudicada, sem ter o seu direto de ir e vir garantido.

Ontem, a desembargadora Solange Cristina Passos Cordeiro decretou a ilegalidade da greve e determinou a circulação imediata da frota de ônibus de São Luís. Segundo a magistrada, a paralisação infringiu o princípio constitucional que proíbe a suspensão completa dos serviços essenciais à população.

O Sindicato dos Rodoviários havia decidido acatar a decisão na manhã de hoje, mas após assembleia geral voltou atrás, e optou por desrespeitar o Tribunal Regional do Trabalho.

O impasse entre rodoviários, empresários e a Prefeitura de São Luís permanece. E Edivaldo Holanda Júnior (PTC) – não se sabe por qual motivo -, não realiza a licitação das linhas de ônibus da capital. Um absurdo para quem se intitula de “mudança”…

Greve de ônibus: reunião de rodoviários e SET acaba sem acordo

Frota de ônibus deve continuar 100% parada

Frota de ônibus deve continuar 100% parada por causa de greve

Acabou há pouco a reunião entre o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, membros da direção do Sindicato em Transportes Rodoviários e do sindicato patronal (SET), sobre a greve de motoristas, cobradores e fiscais de ônibus na capital.

Sem consenso entre as partes, a greve foi mantida e todos os ônibus continuarão parados nas garagens. Soma-se ao movimento o prejuízo o caos na cidade provocado aos mais de 800 mil usuários do transporte público na Região Metropolitana de São Luís.

Até quanto Edivaldo Holanda Júnior…?

Criança atingida por fogo em ônibus tem 90% do corpo queimado; rodoviários param às 18h

Ônibus incendiados e delegacia atingida por tiros na noite de ontem / Fotos: De Jesus

Ônibus incendiados e delegacia atingida por tiros na noite de ontem / Fotos: De Jesus

É gravíssimo o estado de saúde de uma menina de apenas 6 anos de idade, vítima de incêndio de um dos ônibus atingidos por bandidos na noite de ontem. Ela estava acompanhada dos pais em um veículo que fazia linha para o bairro Vila Sarney e não conseguiu escapar do incêndio. A criança teve 90% de seu corpo queimado e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão I.

Além da garotinha, outra criança, um jovem e um idoso também foram atingidos pelas chamas. O jovem, já identificado como  Marcos Rony, está no Centro Cirúrgico do mesmo hospital, também em estado grave.

De acordo com a polícia, todas as vítimas do incêndio do ônibus Vila Sarney são do Residencial Nova Terra.

 Paralisação – Enquanto não são identificados e presos os responsáveis por atearem fogo em quatro ônibus na capital – João Paulo, Vila Sarney, Areinha e Jardim América -, além do atentado contra uma delegacia, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de São Luís resolveu paralisar as atividades a partir das 18h de hoje. Os ônibus serão recolhidos para as garagens.

 O mesmo ocorrerá amanhã e na segunda-feira. A justificativa dos profissionais é de que não há garantia de segurança para a continuidade do trabalho. O clima é de tensão e de temor, segundo o sindicato.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) ainda não se manifestou a respeito da decisão dos trabalhadores. O Sindicato das Empresas de Transportes (SET) também não emitiu qualquer nota até o momento.

Os primeiros dias de 2014 para São Luís foram transformados em um caos.