Eleições 2018: Rose Sales se filia ao PMN e vai buscar vaga na Assembleia

Sales e Ivaldo Barbosa já estão no PMN; ambos disputarão o Legislativo Estadual

A ex-vereadora Rose Sales se filiou ao Partido da Mobilização Nacional (PMN), que é comandado pelo deputado estadual Eduardo Braide, no Maranhão.

Além de Rose, o coronel da Polícia Militar, Ivaldo Barbosa, também efetuou a sua filiação na sigla. O objetivo, segundo Braide, é fortalecer o partido para a disputa das eleições 2018.

“Estou muito feliz com o número de pessoas que tem nos procurado para fazer parte do PMN. A partir de agora, irei percorrer o Maranhão para que possamos instalar o partido nos 217 municípios, bem como fortalecer o nosso quadro para a disputa de 2018”, assegurou Eduardo Braide.

Rose Sales, que no ano passado disputou a Prefeita de São Luís, assumiu a presidência do PMN Mulher no Maranhão.

“A união estabelecida em 2016 com o deputado Eduardo Braide, está sendo materializada hoje. Sei que tanto ele quanto eu comungamos do mesmo sentimento: o de ter um Maranhão, de fato, melhor para cada maranhense”, afirmou a presidente do PMN Mulher.

Já Ivaldo Barbosa, reafirmou o seu compromisso de defender uma segurança mais eficaz para o Maranhão. Tanto Ivaldo Barbosa quanto Rose Sales são pré-candidatos a deputado estadual.

“Eu que mando”, diz Flávio Dino a Rose Sales e moradores da Aurora

A vereadora Rose Sales (PMB) relatou em seu perfil, em rede social, mas um episódio lamentável envolvendo o governador Flávio Dino (PCdoB).

Contou Rose ter ido na terça-feira acompanhada de moradores da Aurora num evento do Governo realizado no Palácio Henrique de La Roque. Os moradores têm protestado contra a instalação de uma unidade de ressocialização da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) na comunidade.

Eles alegam falta de segurança das famílias e falta de estrutura do bairro para este tipo de empreendimento.

 

Ocorre que ao ser abordado por Rose Sales e os manifestantes, Flávio Dino deu uma demonstração de autoritarismo, bem diferente do período em que ainda era candidato, em 2014, quando pregava o “diálogos pelo Maranhão”.

“Eu que mando, já determinei e será implantada a Unidade de Ressocialização na Aurora. Vocês querem que eu mate os meninos, que eu os jogue no mar ou no oceano? Já decidi. Está decidido. Vai pra lá e pronto!”, contou Sales.

A vereadora ainda lamentou o episódio.

“Triste e lamentável. Um governante que esquece do povo que o elegeu, e também, de que a comunidade tem a prerrogativa de ser respeitada, ouvida em seus clamores e em seus direitos”, finalizou.

 

Bentivi vai coordenar campanha de Rose Sales

rose e bentiviMarco D’Eça – Após duas semanas analisando o cenário em São Luís, o médico, jornalista, advogado e escritor João Melo e Sousa Bentivi decidiu seu rumo eleitoral: ele vai atuar na coordenação de campanha da candidata do PMB, Rose Sales.

O convite a Bentivi foi feito pela própria vereadora, que deve anunciá-lo oficialmente na próxima semana.

Mas o próprio Bentivi já confirmou ao titular do blog.

– Aceitei o convite por ver na candidatura de Rose Sales uma clara possibilidade de mudança em São Luís. pretendo atuar efetivamente na campanha, ao lado dela – revelou Bentivi.

Bentivi era pré-candidato do PHS a prefeito, mas o partido decidiu abrir mão de sua candidatura para fazer alianças mais consistentes para as eleições proporcionais.

Após refletir sobre o cenário, o médico, hoje, avalia a decisão como positiva.

– Eu acabei agradecendo a visibilidade que, tanto o PRTB quanto o PHS me deram nesta pré-campanha. mas reconheço a dificuldade de fazer uma campanha majoritária. Agora, ao lado de Rose, terei bem mais visibilidade – acredita Bentivi.

O anúncio da aliança entre Rose e Bentivi está previsto para a próxima quarta-feira, 24…

Assista a íntegra da Sabatina O Estado com Rose Sales

A vereadora Rose Sales, candidata a Prefeitura de São Luís pelo PMB, foi a primeira entrevistada da Sabatina de O Estado. O bate papo do jornal ocorreu na manhã de ontem. A entrevista foi conduzida pelos jornalistas Marco D’Eça, editor de Política de O Estado, Ronaldo Rocha e Gilberto Léda.

Daqui a pouco o blog publica a íntegra da sabatina realizada na manhã de hoje com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), candidato a reeleição.

Rose Sales é sabatinada por O Estado

Rose Sales é sabatina pelos jornalistas Ronaldo Rocha, Marco D'Eça e Daniel Matos / foto: O Estado online

Rose Sales é sabatina pelos jornalistas Ronaldo Rocha, Marco D’Eça e Daniel Matos / foto: O Estado online

O Estado – A vereadora Rose Sales, candidata a Prefeitura de São Luís pelo PMB, foi a primeira entrevistada da Sabatina de O Estado. O bate papo do jornal entrevistará ainda os demais candidatos a prefeito da capital. A candidata teve cerca de uma hora para responder três temas definidos por sorteio, perguntas com temas livres e ainda questionamentos feitos por leitores do jornal.

A Sabatina com Rose Sales teve início com o sorteio do tema ações sociais. Ela apresentou propostas presentes em seu programa de governo para reverter os indicadores sociais. A vereadora respondeu ainda questionamentos sobre Infraestrutura e Turismo. Rose Sales respondeu a perguntas de três leitores que usaram as redes sociais para enviar os questionamentos a candidata do PMB.

Rose Sales foi entrevistada pelos jornalistas Marco Aurélio D’Eça, Ronaldo Rocha [titular do blog] e Daniel Matos. A entrevista da Sabatina de O Estado de amanhã será com o prefeito de São Luís e candidato a reeleição pelo PDT, Edivaldo Holanda Júnior. A sabatina terá início as 10h e tem duração de uma hora.

Mais detalhes sobre a entrevista você confere amanhã na edição de O Estado.

O Estado começa hoje a série de sabatinas com candidatos a prefeito de São Luís

rose salesComeça hoje, com a participação da vereadora Rose Sales (PMB), a Sabatina O Estado, uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito de São Luís. A programação se estende por toda esta semana – até sexta-feira, 12 –, sendo retomada na próxima segunda-feira, 15, até quinta-feira, 18. A duração de entrevista com cada candidato será de uma hora, sempre das 10h às 11h.

A candidata do PMB abrirá a série de sabatinas, após a definição de uma ordem de participações que foi feita opor sorteio, na última sexta-feira (5), com a participação de representantes de oito dos nove candidatos a prefeito da capital. Apenas a assessoria de Zeluís Lago (PPL) não esteve presentes ao ato.

Pela sequência sorteada na presença dos assessores, o atual prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PDT), será o entrevistado da terça-feira, 9, seguido por Eliziane Gama (PPS) no dia 10 e Zeluis Lago (PPL), no dia 11. O candidato Fábio Câmara (PMDB) encerrará a primeira semana de sabatina, no dia 12.

Para o diretor de redação de O Estado, Clóvis Cabalau, a colaboração dos representantes dos candidatos foi importante para a concretização do projeto – que, nesses moldes, é pioneiro no jornalismo impresso do Maranhão. Ele fez questão de esclarecer o intuito da promoção da série de entrevistas.

“É uma ação inédita no estado, que privilegia os ideais democráticos e valoriza o eleitor, que deve ser sempre o mais interessado neste processo. Pedimos apenas que os assessores orientem os candidatos, para que seja mantida a ética e a postura durante a série”, frisou.

Participações – A Sabatina O Estado será mediada pelo editor de Política do jornal, Marco Aurélio D´Eça, e contará com as participações dos jornalistas de O Estado Gilberto Léda e Ronaldo Rocha.

Durante as entrevistas, que serão transmitidas ao vivo pela internet, não haverá intervalo. Além de perguntas com temas determinadas e feitas pelos jornalistas, os candidatos também responderão a questionamentos feitos por internautas – uma hashtag será disponibilizada aos seguidores para acompanhamento em tempo real e interação com os entrevistadores.

Após cada entrevista, o conteúdo abordado estará disponível no endereço eletrônico de O Estado (www.oestadoma.com.br) e em reportagens na edição do dia seguinte do matutino.

MAIS

A segunda semana da série de entrevistas será aberta no dia 15 deste mês com a candidata Cláudia Durans (PSTU). Na terça-feira, 16, será a vez de Valdeny Barros (PSOL). Na quarta-feira, 17, será sabatinado o candidato do PP, Wellington do Curso. Por fim, encerrando a programação no dia 18, será entrevistado o candidato pelo PMN, Eduardo Braide. Todos os candidatos serão sabatinados das 10 às 11h.

“Não sou pré-candidata a vice-prefeita”, diz Rose Sales

rose salesA vereadora Rose Sales (PMB), pré-candidata a prefeita de São Luís, rechaçou a possiblidade de compor, na condição de vice, a chapa do deputado estadual e pré-candidato a prefeito Wellington do Curso (PP).

Rose afirmou que jamais recebeu qualquer convite por parte de Wellington para a formação de uma chapa, reafirmou a sua candidatura ao Executivo Municipal e explicou que já trabalha na construção de uma plataforma de governo. As declarações da pré-candidata foram dadas com exclusividade a O Estado.

“Não existe nenhuma conversa no sentido de que eu componha a chapa de Wellington. Esse convite foi eu quem havia feito a Wellington, antes mesmo de ele se filiar ao PP, para que ele fosse o meu vice. Fiz esse convite pessoalmente ao deputado, justamente porque eu saí como a terceira maior força política da Ilha nas últimas eleições e pelo histórico de trabalho que tenho em São Luís”, disse.

Sales assegurou que em nenhum momento chegou a cogitar abrir mão de sua candidatura para o comando do Palácio La Ravardière. Ela disse estar ciente dos boatos de que poderia não mais disputar o Executivo, e classificou esse tipo de informação como uma armação de adversários políticos.

“Eu não sou pré-candidata para ser vice. Eu poderia muito bem permanecer na minha comunidade e garantir a reeleição para a Câmara Municipal, mas não é esse o meu objetivo. Minha questão não é cargo, mas sim compromisso em fazer com que São Luís entre nos trilhos do desenvolvimento e cresça. Eu quero resgatar dignidade para a vida da população”, disse.

Abrindo o jogo

Há alguma possibilidade de você compor chapa, na condição de vice, de Wellington do Curso?

Rose Sales – Nenhuma. Sou pré-candidata a prefeita e não a vice. Tenho projetos para São Luís. E em relação a Wellington, jamais sequer recebi convite. Pelo contrário. Foi eu quem o convidou para ser o meu vice.

Em algum momento você cogitou abrir mão da disputa do Executivo e garantir reeleição?

Rose Sales – Não. Estou obstinada a disputar essa eleição. Nunca tive variação alguma em relação a esse projeto. O que existe lá fora é muita especulação e muita má fé nas informações que são veiculadas a meu respeito.

Sua pré-candidatura pouco tem sido divulgada. Quais os avanços? Há apoio partidário?

Rose Sales – Estamos trabalhando intensamente. Temos alcançado adesões importantes e estamos construindo a nossa plataforma de governo. Estou tranquila em relação a este projeto e fortificada nas bases. O que queremos fazer em breve é apresentar uma plataforma com competência técnica que represente os anseios do povo.

MP instaura inquérito para investigar projeto de licitação do transporte de SL

Rose Sales MPO Ministério Público Estadual, por meio da 14ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, instaurou inquérito civil para apurar denúncias de possíveis irregularidades no Projeto de Lei Complementar, que dispõe sobre a prestação dos serviços de transporte público de São Luís.

O promotor de Justiça Ronald Pereira dos Santos, titular da promotoria e que assina a instauração do inquérito, esclarece, no documento, que o objetivo é garantir acessibilidade no transporte coletivo da capital.

Ronald Pereira determinou a realização de diligências da promotoria para a apuração da situação, o que poderá incidir, posteriormente, em propositura de ação ou arquivamento do inquérito civil.

A investigação do Ministério Público ocorre após a vereadora oposicionista Rose Sales (PV), ter recorrido ao órgão para alertar sobre possíveis irregularidades no projeto que regulamenta a licitação do transporte público.

Sales mostrou ao promotor de Justiça que um artigo do Projeto de Lei Complementar dá prerrogativa exclusiva à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), e não a Câmara Municipal, para regulamentar política de gratuidade no setor.

“As gratuidades existentes para idosos, portadores de HIV/Aids, pessoa com deficiência mental, sensorial, motora e outras, ficam vulneráveis, pois passarão a ser regulamentadas diretamente pela SMTT”, explicou.

Enfraquecimento – Rose Sales também argumentou que da forma como foi aprovado, o projeto retira do Poder Público, a autoridade sobre a gestão do transporte.

“A Lei enfraquece o Poder, a autoridade e a participação do município no sistema do transporte. A operação e a manutenção do serviço de bilhetagem automática ficará apenas com as empresas. A arrecadação dos créditos estudantis, bilhetagem eletrônica, dos créditos de vale transporte, passa a ser administrada também, apenas pela iniciativa privada. A conta de arrecadação do sistema passa a ser administrada apenas pelos operadores do sistema”, completou.

Rose Sales também afirmou que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) publicou duas leis sobre o mesmo tema, o que provocará dúvidas na realização da concorrência pública.

“A Prefeitura na sua incompetência e desordem incorreu num vício insanável, juridicamente falando. Publicou duas leis autorizativas da licitação dos transportes. Uma publicada no Diário Oficial do Município número 226, do dia 14 de dezembro de 2015 como Lei Complementar nº 5/2015 e a outra publicada no Diário Oficial número 229 do dia 11 de dezembro de 2015, como Lei Ordinária número 6.015/2015. Qual das duas leis valem? O processo de licitação será guiado por qual delas?”, questionou.

Ela apresentou os documentos ao Ministério Público.

Rose Sales não deve ficar no PP

Rose Sales deve sair do PP

Rose Sales deve sair do PP

A vereadora Rose Sales deverá procurar novo partido político para a disputa da Prefeitura de São Luís nas eleições de 2016. Isso porque ela já está meio que “deixada de lado” no PP, do deputado federal Waldir Maranhão.

Rose foi convidada no início do ano a se retirar do PCdoB, após reafirmar a sua condição de oposicionista ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC).

Depois disso foi anunciada com festa pelo PP, como pré-candidata a prefeita da capital.

Ocorre que Waldir Maranhão, comandante da sigla, já sinaliza para uma aliança com o PPS da deputada federal e pré-candidata Eliziane Gama.

Rose já percebeu que provavelmente não terá legenda no PP. Por isso, busca, ainda nos bastidores, outro caminho…

Escutec: Rose Sales no caminho certo…

Rose Sales se filiou ao PP na manhã de sábado

Rose Sales se filiou ao PP na manhã de sábado

A pesquisa de intenções de votos Escutec, divulgada hoje por O Estado, mostra que é correto e bem pensado o projeto da vereadora Rose Sales (PP).

Rose lançou pré-candidatura a prefeita de São Luís no último fim de semana, ao ingressar no PP. Na pesquisa, nos quatro cenários levantados, ela aparece na quarta posição, com uma média de 5% da preferência do eleitorado.

Um detalhe importante é que a pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 15 deste mês, quando ela sequer havia se colocado como pré-candidata na disputa.

Rose Sales não deve admitir isso publicamente, mas disputará a Prefeitura de São Luís de olho em 2018. Ela sabe que tem poucas condições de vencer a disputa contra Eliziane Gama (PPS) e Edivaldo Júnior (PTC), mas também tem absoluta convicção de que sairá fortalecida para o próximo pleito, quando tentará uma vaga na Câmara Federal.

Com um desempenho invejável na pesquisa Escutec, que pode ser comparado ao do ex-ministro do Turismo e ex-deputado federal Gastão Vieira (PROS), por exemplo, Rose Sales pode dar um salto em sua trajetória política no estado.

E coragem parece não faltar à parlamentar. O caminho é esse mesmo.