Não há o que comemorar, Fábio Macedo…

Fábio MacedoNa ânsia de defender a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), o deputado Fábio Macedo (PDT), que pouco ou nada apresenta em conhecimento técnico no que diz respeito à saúde pública, tratou de utilizar a tribuna da Assembleia Legislativa, há pouco, para destacar o fato de a Prefeitura de São Luís ter transferido pacientes do Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), para a Santa Casa de Misericórdia, no Centro.

Macedo, num discurso desastroso, lido de forma atrapalhada na Casa, chegou ao cúmulo ao citar que lá, os pacientes agora obtêm tratamento humanizado, descente e de ponta, graças ao convênio firmado pelo município.

Fábio Macedo, contudo, conhece apenas à distância – proporcionada por releases semelhantes ao que ele leu hoje na tribuna -, da Santa Casa.

Aquela unidade de saúde há anos rasteja para sobreviver. Não há acomodação adequada para pacientes e acompanhantes, não há medicamentos nos postos de enfermagem, material para curativos, tão pouco profissionais o suficiente para assistir os pacientes.

Qualquer profissional que ali presta serviço, fala a respeito do caos em que está mergulhada a Santa Casa. Transferir pacientes do Socorrão, apenas com a justificativa de desafogar o hospital de traumatologia, é irresponsabilidade.

E não há, caro Fábio Macedo, humanização alguma naquela unidade.

Não há o que comemorar…