Thiago Bardal é preso após prestar depoimento à polícia

O delegado de polícia Thiago Bardal, exonerado na semana passada do comando da Superintendência de Investigações Criminais (Seic), foi preso hoje.

A prisão foi decretada pelo juiz Ronaldo Maciel, da 1ª Vara Criminal de São Luís.

Suspeito de participar de uma organização especializada em contrabando, Thiago Bardal foi preso logo após prestar depoimento na Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

O advogado dele, Ricardo Belo, que o acompanhava no Quebra Ponte durante operação policial, também foi preso.

Bardal já foi encaminhado para a Decop. A defesa dele vai recorrer da decisão.

Delegado de Polícia Civil é exonerado e indiciado por participação em milícia

O delegado de Polícia Civil, Thiago Bardal, foi exonerado do cargo de superintendente de Investigações Criminais da Polícia Civil (Seic).

Ele também foi indiciado por envolvimento e apontado como um dos líderes, de uma quadrilha de contrabandistas desarticulada ontem numa ação conjunta entre as polícias Civil e Militar. A ação foi realizada num sítio, no Quebra Pote.

Também foram indiciados, Rogério Sousa Garcia, ex-vice-prefeito de São Mateus; José Carlos Gonçalves, Éder Carvalho Pereira, Edimilson Silva Macedo e Rodrigo Santana Mendes.

 

Bardal era titular de uma das mais importantes superintendências da polícia no Maranhão.

Respeitado por colegas e pela imprensa.

Agora, fora do comando da Seic, prepara a sua defesa…