Conheça as principais propostas de Joabson Junior para a Câmara de SL

joabson-itineranteO advogado Joabson Junior, candidato a vereador pelo PHS, tem apresentado ao eleitorado de São Luís algumas de suas principais propostas para a Câmara Municipal, por meio de seu perfil em rede social.

Recomendado pelo candidato a prefeito Wellington do Curso (PP) [reveja aqui], Joabson separou 11 principais propostas para os últimos 11 dias da campanha eleitoral. O blog separou alguns destes temas.

Uma das propostas de maior impacto para a próxima legislatura na Câmara Municipal e que segue o modelo adotado por Wellington na Assembleia Legislativa, é a Câmara Itinerante.

joabson-esporteO objetivo do projeto é aproximar o Parlamento Municipal da sociedade ludovicense. Pelo projeto, o cidadão teria acesso direto ao vereador para apresentar problemas e anseios das comunidades e sugestões para a Câmara.

Joabson também apresentou um conjunto de propostas para a área do Esporte e Lazer da capital. Dentre as ações, estaria o incentivo à prática do esporte nas comunidades; expandir os repasses do Poder Público de forma igualitária a todos os clubes da capital – acabando desta forma com o monopólio no setor -; dar estrutura aos campeonatos de futebol amador nos bairros e incluir a prática das artes maciais nas escolas do município.

joabson-educacaoJá para a Educação, são cinco as principais propostas: padronização do fardamento e comunicação visual das escolas, evitando desperdício e gastos a cada troca de governante; plano de saúde para os professores e demais profissionais da área; inclusão do Direito Constitucional na grade de ensino assim como o retorno da disciplina Educação, Moral e Cívico nas escolas; exigir e fiscalizar a utilização do Fundeb, garantindo assim a qualificação e valorização dos profissionais e inclusão do vale-refeição aos professores que atuam em escolas da zona rural de São Luís.

joabson-culturaPara Cultura e Turismo são três as principais propostas destacadas pelo candidato a vereador: a primeira é o Bumbódromo: criação de um local destinado aos grupos e manifestações culturais da cidade; Nosso São João: programa transparente de incentivo para grupos culturais e Turismo para Todos: ampliação e reestruturação das manifestações culturais no polo turístico, buscando fomentar o turismo e a geração de emprego e renda na cidade.

joabson-saudeE para o setor da Saúde, as propostas são: lutar pela criação de hospitais e ampliação da rede de postos de saúde equipados, com profissionais e medicamentos; criação do selo de qualidade para bares e restaurantes que estiverem adequados às normas da Anvisa; ampliação dos atendimentos oferecidos para idosos e mulheres, sobretudo na zona rural de São Luís; compromisso em apoiar e fortalecer os conselhos de classe e lutar pela realização de concurso público para os profissionais da área da Saúde.

Leia também:

______________VÍDEO! Wellington recomenda Joabson para a Câmara de Vereadores

______________Carreata de Joabson movimenta os bairros Cohab e Cohatrac

______________Joabson consolida candidatura e alcança adesões nas redes sociais

“Não adianta aeroporto se não tivermos investimentos no turismo”, diz Edilázio

Deputado Edilázio Júnior

Deputado Edilázio Júnior20

O primeiro secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado Edilázio Júnior (PV), cobrou hoje da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Casa, uma visita à Secretaria de Estado do Turismo, para que busque explicações a respeito da queda acentuada, nos sete primeiros meses da gestão do governador Flávio Dino (PCdoB), do fluxo de turistas no estado.

O posicionamento do parlamentar ocorreu após a manifestação de membros da comissão sobre uma vistoria realizada ontem pelo colegiado, no Aeroporto Marechal Hugo Machado, em São Luís. O objetivo da visita ao aeroporto foi apurar as causas do atraso na conclusão das obras de ampliação e adequação do espaço.

Apesar de reconhecer a importância da visita ao aeroporto da capital, o parlamentar destacou a necessidade de se verificar o que de fato a gestão estadual está fazendo para atrair turista para o estado.

“Não adianta a gente ter o aeroporto mais bonito do mundo se não há turista. Desde o começo do governo Flávio Dino vem caindo mês a mês o fluxo de passageiros no aeroporto. Para se ter uma ideia, em janeiro de 2014, no auge da crise no Maranhão, com aquelas decapitações em Pedrinhas, nós tivemos 177 mil passageiros no aeroporto. Em janeiro deste ano tivemos apenas 125 mil”, disse.

Edilázio apontou outros dados preocupantes em relação à queda do turismo no Maranhão.

“O nosso Carnaval foi o mais fraco da história com relação ao turismo, o São João a mesma coisa. Os hotéis estão fechando por conta da falta de fluxo, as nossas praias estão poluídas. Anteriormente tínhamos dificuldade para encontrar mesas nos restaurantes, hoje as encontramos com a maior facilidade, justamente por falta de turistas na capital. Falta política pública de turistas. Para se ter uma ideia, nos três primeiros meses do ano caiu em 17,64% o número de passageiros do aeroporto”, disse e completou. “É válido ter um aeroporto bonito. Mas não adianta ter um aeroporto funcionando às moscas. Precisamos sim que a Secretaria de Turismo do nosso estado mostre a que veio e o que está fazendo pelo nosso Maranhão”, finalizou.

Era tudo uma farsa…

Flávio Dino em evento no aeroporto do Rio de Janeiro para recepcionar a "turista número 6 milhões"

Flávio Dino em evento no aeroporto do Rio de Janeiro para recepcionar a “turista número 6 milhões”

A divulgação de dados do Anuário Estatístico do Turismo 2014, do Ministério do Turismo, que levanta o quantitativo de estrangeiros que visitaram o Brasil em 2013, desmontou a farsa montada pela gestão de Flávio Dino (PCdoB) na Embratur, de que o país havia recebido 6 milhões de turistas.

Em dezembro do ano passado, Dino chegou a realizar um evento no Aeroporto Antônio Jobim, no Rio de Janeiro, com a presença da imprensa, e recepcionou a argentina Nadia Panis, que teria sido a estrangeira número “6 milhões” a entrar no Brasil.

Os dados do MTur, no entanto, mostram que nos 12 meses que se compreendeu 2013, o Brasil recebeu apenas 5.813.342 milhões de turistas, e não o quantitativo  apresentado pela assessoria de Flávio Dino.

O fato chegou a ser utilizado pela mídia que reza na cartilha do comunista de forma massiva em São Luís. Flávio “visitava” constantemente o Maranhão para realizar os chamados “Diálogos pelo Maranhão”, para os adversários, campanha antecipada.

A gestão de Flávio Dino também não foi lá o sucesso todo como ele tenta mostrar. Existem contra o comunista, dois processos abertos no âmbito do Tribunal de Contas da União (TCU), tomados por base parecer técnico da Controladoria Geral da União (CGU) por autorização de operação “antieconômica” aos cofres públicos, ao aditivar contrato com a empresa COM Braxis Outsourcing S.A, que havia sido contratada em 2009.

No total, a Embratur pagou R$ 2,9 milhões para atendimento a uma estrutura de 230 estações e trabalho e 40 impressoras, com 5.311 chamadas por ano. Segundo a própria CGU, o Ministério do Desenvolvimento Social havia contratado os mesmos serviços para estrutura semelhante por apenas R$ 1 milhão.

A mesma CGU, ao opinar pela aprovação das contas do comunista com “ressalvas”, uma vez que recomenda a devolução de R$ 1,7 milhão aos cofres públicos. Toda vez que é confrontado em relação ao caso Flávio Dino diz que a imprensa mente, quando na verdade, ele é quem falta com a verdade em relação ao processo que já tramita no TCU.

Secretário de Turismo de Fortaleza diz que Dino recusou-se a recebê-lo na Embratur

secretário fortalezaO secretário de Turismo de Fortaleza (CE), vereador Salmito Filho (PSB), postou mensagem no perfil de Facebook do secretário de Articulação Institucional da Prefeitura de São Luís, Marcio Jardim (PT), na qual afirma ter sido literalmente ignorado pelo ex-presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), durante a gestão do comunista no instituto. Além de mostrar que Dino recusou-se a recebê-lo ele desejou sorte ao povo do Maranhão, uma vez que o comunista é pré-candidato ao Governo do Estado.

Mais um indício de que Flávio estava mais preocupado com os Diálogos pelo Maranhão do que com os temas relacionados ao Turismo no Brasil. E quem mostrou isso alguém diretamente ligado ao Turismo.

Sem mais…

———————————— com informações do blog do Gilberto Léda