Maura Jorge também se destacou no debate da TV Mirante

A candidata da coligação (Renovação de Verdade), Maura Jorge (PSL), a exemplo do senador Roberto Rocha (PSDB), também se destacou no debate realizado na noite de ontem pela TV Mirante.

Firme em seus posicionamentos e com questionados formulados para cada uma das respostas dadas pelo governador Flávio Dino, Maura Jorge conseguiu chamar a atenção do eleitorado.

Ficou nítida também a estratégia da candidata de alinhar-se ao presidenciável Jair Bolsonaro, também do PSL e que lidera todas as pesquisas de intenções de votos no país.

Na visão do blog, contudo, Maura errou na mão, nos dois últimos blocos, ao exagerar na referência a Bolsonaro e deixar, ao mesmo tempo, de abordar temas importantes no embate contra os adversários.

No final do debate a avaliação é de que a candidata, apesar de alguns tropeços e do nervosismo inicial, foi bem.

A expectativa da coordenação de campanha de Maura é de que ela consiga subir alguns pontos na disputa.

É aguardar…

Desempenho de candidatos no debate pode definir a eleição

Em 2016 Eduardo Braide conseguiu se destacar no debate o que se refletiu nas urnas

A exemplo do que ocorreu em 2012, quando deputada Eliziane Gama (PPS) obteve excelente desempenho na disputa pela Prefeitura de São Luís e em 2016, quando o também deputado estadual Eduardo Braide (PTN) conseguiu levar a eleição municipal para o segundo turno, o debate de hoje entre os candidatos ao Governo do Maranhão, realizado pela TV Mirante, poderá definir os rumos do pleito de domingo.

Líder em todas as pesquisas de intenções de votos, o governador Flávio Dino (PCdoB), candidato à reeleição pela coligação  “Todos pelo Maranhão”, pode usar o debate a seu favor para sacramentar uma eventual vitória no primeiro turno, ou sucumbir num também possível baixo desempenho, e perder a chance de decidir o pleito.

Roseana Sarney (MDB), candidata pela coligação “Maranhão quer Mais”, também pode usar o debate a seu favor e crescer na disputa.

Mas, a expectativa nos bastidores está em relação a ex-deputada estadual e ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL).

Candidata pelo partido do presidenciável Jair Bolsonaro, ela deve tentar vincular-se ainda mais ao líder nas pesquisas nacionais de intenções de votos para alavancar o seu nome na disputa.

Maura vai tentar repetir o que conseguiram Eliziane Gama e Eduardo Braide, em 2012 e 2016, respectivamente, o que poderia resultar numa ascensão ao segundo turno.

Vale aguardar…

Flávio Dino nega promessa sobre combate à pobreza no MA

O governador Flávio Dino (PCdoB), candidato à reeleição pela coligação “Todos pelo Maranhão” não falou a verdade aos jornalistas Sidney Pereira e Ana Guimarães, durante a entrevista concedida ao JMTV 1ª edição, da TV Mirante, quando foi confrontado sobre a promessa de campanha de tirar municípios da extrema pobreza no Maranhão.

No início da entrevista, Sidney Pereira sobre a promessa de retirar os municípios maranhenses do “rol dos municípios mais pobres do Brasil”.

“Como explicar que o senhor tenha falhado exatamente nessa proposta, que foi aquela que mais despertou esperança nos maranhenses?”, questionou Sidney, sobre a promessa feita logo após ter assumido mandato em 2015.

“Eu não prometi esse absurdo, que seria obviamente algo inviável, algo inalcançável”, respondeu Dino.

Ocorre que Flávio Dino prometeu sim.

No dia 1º de janeiro de 2015, da sacada do Palácio dos Leões, logo após assumir o cargo de chefe do Executivo, Flávio Dino afirmou para milhares de pessoas que acompanhavam o ato:

“O que nós queremos é que ao fim do governo não tenha nenhuma cidade maranhense no rol das 100 piores do Brasil”.

Portanto, basta comparar o que falou ontem e o que afirma hoje, o governador do Maranhão…

Abaixo, o discurso de posse de Flávio Dino, na sacada do Palácio dos Leões, onde ele trata do tema [a partir dos 16 minutos].

Ibope/TV Mirante: Edivaldo tem 10 pontos de vantagem para Wellington

candidatosO prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), candidato à reeleição pela coligação “Pra Seguir em Frente”, lidera a pesquisa Ibope/TV Mirante divulgada há pouco no JMTV 2ª edição.

No levantamento, o pedetista aparece com 38% das intenções de votos, exatos 10 pontos percentuais de vantagem para o segundo colocado, deputado Wellington do Curso (PP), candidato da coligação “Por Amor a São Luís”.

Wellington tem 28% da preferência do eleitorado.

Terceira colocada na pesquisa, a deputada federal Eliziane Gama (PPS) aparece com apenas 8% das intenções de votos, 3 pontos percentuais à frente de Eduardo Braide (PMN). Braide tem 5%.

Fábio Câmara (PMDB) tem 4%; Rose Sales (PMB), 3%; Cláudia Durans (PSTU), 2% e Valdeny Barros (PSOL), 1%. Zeluis Lago (PPL) não pontuou.

A pesquisa Ibope, contratada pela TV Mirante, ouviu 805 eleitores, entre os dias 24 e 28 de setembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais, ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo MA-05305/2016.

Wellington rechaça apoio de Waldir Maranhão

wellingtonO deputado estadual Wellington do Curso (PP), candidato a prefeito pela coligação “Por Amor a São Luís”, rechaçou hoje, durante entrevista ao vivo concedida ao JMTV 1ª edição, da TV Mirante, apoio de Waldir Maranhão (PP) à sua candidatura.

“Eu não tenho nenhum tipo de aliança com o deputado Waldir Maranhão. […] Não tem nenhuma participação na nossa campanha, e não terá nenhuma participação no nosso mandato. Naõ que esteja escondendo o deputado Waldir Maranhão, não se trata disso. Mas no meu arco de aliança partidária […] eu não tenho contato com o deputado Waldir Maranhão”, declarou.

Wellington também se esquivou das administrações fracassadas do PP em alguns municípios do interior do estado e do envolvimento da sigla em escândalos nacionais, como na Operação Lava Jato.

“Wellington é diferente, tem uma história de vida de superação e de transformação da vida das pessoas”, disse.

TV Mirante define data para debate com candidatos a prefeito de São Luís

mirante.jpegA direção de jornalismo da TV Mirante reuniu-se ontem com representantes de candidatos a prefeito de São Luís e definiu a data e as regras para o debate a ser realizado pela emissora. O programa, ao vivo, será exibido no dia 29 de setembro, logo após a novela “Velho Chico”

No encontro com o diretor de jornalismo, Roberto Prado, e com a chefe de redação da TV, Eveline Cunha, ficou acertado que o debate terá 1h20 de duração, e será realizado em quatro blocos – sendo os dois primeiros de temas livres e os dois últimos de temas definidos por sorteio.

Combate à corrupção será tema obrigatório em todos os debates realizados pela TV Globo. Em São Luís, os demais temas definidos foram Orçamento Municipal, Saúde, Saneamento Básico, Creche, Esporte e Lazer, Mobilidade Urbana, Feiras e Mercados, Cultura, Turismo, Plano Diretor, Segurança, Emprego, Lixo, Habitação e Meio Ambiente.

O mediador será, novamente, o jornalista Tonico Ferreira, da Rede Globo de Televisão – ele retorna a mediar debates no Maranhão após as eleições de 2010 e de 2012.

Em entrevista a O Estado, Roberto Prado explicou as regras para participação. “Participarão aqueles candidatos de partidos que têm representatividade na Câmara, ou seja, mais de nove deputados federais, e aqueles, como assim decidiu a Globo, que tiverem 5%, ou mais, na última pesquisa do Ibope que vai ser divulgada no dia 28 de setembro”, destacou.

Com isso, já têm presença garantida o prefeito Edivaldo Júnior (PDT), da coligação “Pra seguir em frente”, o vereador Fábio Câmara (PMDB), da coligação “Coragem pra fazer”, a deputada federal Eliziane Gama (PPS), da coligação “São Luís de verdade”, e o deputado estadual Wellington do Curso (PP), da coligação “Por amor a São Luís”.

O Estado do Maranhão

A TV Mirante de hoje, é a mesma de ontem

Jmirante.jpegorge Aragão – É impressionante como a cada dia a coerência é algo que fica mais difícil de ser encontrado na política, principalmente dentro do Governo Flávio Dino e seus asseclas.

Depois de mais uma repercussão nacional negativa do Governo Flávio Dino, na quinta-feira (19), no caso da expulsão das famílias do Coroadinho (reveja), alguns asseclas do governador voltaram sua ira para a TV Mirante.

Nos chiliques, os asseclas voltaram a agredir, desnecessariamente, a TV Mirante, afirmando que seria a TV Mentira de Comunicação.

Os tolos agressores querem culpar a TV Mirante pelas matérias que estão sendo divulgadas na TV Globo e acusam a emissora maranhense de fazer política partidária com tais reportagens. No entanto, esquecem dois detalhes extremamente importantes.

Inicialmente esquecem que nada foi criado ou inventado, não existe nenhum factoide, apenas a realidade dos fatos retratados, pois contra imagens não existem argumentos.

Os mesmos agressores de hoje, esquecem que é a TV Mirante é a mesma que por diversas vezes também conseguiu repercutir nacionalmente episódios negativos no Governo Roseana, como a morte da criança Ana Clara e a derrubada do muro de Pedrinhas por um caminhão, apenas para citar dois exemplos.

Inclusive dentro do grupo político da ex-governadora, por conta de tais matérias, haviam cobranças tolas e descabidas, alguns não aceitavam a postura correta adotada pela TV Mirante. Como se isso dependesse da vontade de Roseana Sarney.

Sendo assim, os tolos agressores de hoje, que são os mesmos que comemoravam matérias semelhantes ontem, precisam se decidir, se tudo que a TV Mirante sempre passou é mentira ou verdade.

O que não pode é a total ausência de coerência, pois antes quando era de interesse dos asseclas de Dino, a televisão era TV Verdade, agora porque é explicitado que não houve a tal propagada mudança, a televisão passou a ser TV Mentira.

Pelo respeito a todos os profissionais e a postura adotada ontem, hoje e fatalmente amanhã, é que para esse Blog e para a maioria da população, que assegura, de maneira disparada, a emissora ser a de maior audiência do Maranhão, é que sempre será a TV Mirante de todos os maranhenses.

Morre Herbert Fontenele

HerbertFontenele11Morreu na manhã de hoje, aos 73 anos de idade, o radialista Herbert Fontinele Filho, um dos ícones da crônica esportiva maranhense. Fontinele lutava há seis anos contra um câncer de próstata e acabou não resistindo ao avanço da doença.

Durante os 55 anos de atuação no jornalismo do estado, ele participou da cobertura de três vivo de Copas do Mundo, chegou a ser secretário de Esporte em São Luís na administração Jackson Lago e adjunto de Esporte do Governo, também na gestão de Lago.

Fontenele foi diretor e atualmente era o comentarista titular da Rádio Mirante AM, onde apresentava o programa esportivo Fontenele Comenta. Já na TV Mirante, ele comentava e apresentava o bloco de esporte no Bom Dia Mirante. Também atuava no SporTV como comentarista dos jogos do Sampaio Corrêa na série B do Campeonato Brasileiro.

O blog se solidariza à família e lamenta a perda de um grande comunicador do Maranhão.

Flávio Dino diz que vai construir a maior bancada na Assembleia

Imagem de Thamires D'Eça de O Estado do Maranhão

Imagem de Thamirys D’Eça de O Estado do Maranhão

Gilberto Léda – O governador eleito Flávio Dino (PCdoB) disse hoje (20) , em entrevista no JMTV 1ª Edição, da TV Mirante, que conseguirá estabelecer maioria a seu favor no plenário da Assembleia Legislativa.

Segundo ele, o objetivo é atingir esse objetivo com diálogo.

“Vamos construir uma maioria parlamentar a partir desse diálogo”, declarou.

Dino acrescentou  que, a partir do estabelecimento da maioria, não deve enfrentar problemas de governabilidade.

“Tenho certeza de que, como nós vamos propor medidas de interesse do povo, inclusive a oposição vai dialogar conosco e eu tenho a convicção hoje de que a gente não vai ter dificuldade na chamada governabilidade”, completou.

O governador eleito ressaltou que tem respeitado a autonomia do Poder Legislativo e que dialogará até mesmo com a futura oposição ao seu governo.

“Estamos conduzindo isso, em primeiro lugar, com muito respeito à autonomia do Poder Legislativo. Nós respeitamos todas as posições políticas, inclusive, evidentemente, o espaço da oposição. Vamos dialogar com todos”, asseverou.

Superficialidade no debate da Mirante

Debate da TV Mirante foi realizado na noite de ontem entre Lobão Filho, Flávio Dino e Pedrosa

Debate da TV Mirante foi realizado na noite de ontem entre Lobão Filho, Flávio Dino e Pedrosa

Foram superficiais os candidatos ao Governo do Estado Lobão Filho (PMDB), Flávio Dino (PCdoB) e Antonio Pedrosa (PSOL), no debate eleitoral realizado na noite de ontem pela TV Mirante, filiada à Rede Globo.

Tão superficiais, e em alguns momentos até perdidos, que pouco foi a repercussão positiva do debate. Nenhum dos três se sobressaiu aos seus adversários.

Flávio Dino entrou com uma estratégia definida – parece até ter estudado o formato o debate -, de não fazer nenhuma pergunta a Lobão Filho. Todos os questionamentos de Dino foram direcionados a Pedrosa.

Com isso, nas poucas vezes em que houve o embate direto entre ele e o peemedebista, foi o comunista quem ficou com a última palavra, uma vez que cabia à ele a tréplica, nas perguntas levantadas pelo peemedebista. A postura de Flávio nesse sentido foi ridícula e evidenciou o seu despreparo para um debate de alto nível.

Lobão perdeu a oportunidade, em alguns momentos, como na discussão da mobilidade urbana, de mostrar os feitos de seu grupo e as as obras realizadas na capital pelo Governo do Estado. Ele poderia ter usado São Luís como exemplo, listar os investimentos da administração Roseana Sarney (PMDB) e fazer o contraponto com a apatia e incompetência administrativa de Edivaldo Holanda Júnior (PTC), mas não o fez.

Pedrosa tentou esquivar-se da disputa particular do peemedebista com o comunista, mas com respostas complexas e extensas, não conseguiu obter um bom desempenho. De tão complexo que ele tentou ser, acabou deixando escapar o tempo e não conseguiu completar a última pergunta feita a Lobão Filho.

Flávio Dino sentiu o golpe quando confrontado por Lobão logo no primeiro bloco. Gaguejou, atacou o adversário e até mentiu a respeito de um processo em tramitação no Tribunal de Contas da União (TCU) por ter aditivado um contrato na Embratur, mas se manteve ali no mesmo nível de seus adversários, sem grandes prejuízos.

No fim das contas, o debate não empolgou, mas pode ter servido para que pelo parte do eleitorado que ainda estava indeciso, tenha optado por um dos três lados. O resultado disso poderá ser analisado domingo, na apuração das urnas.