Trinchão tenta evitar esvaziamento do PSD na Assembleia

Trinchão quer contornar crise no PSD

Trinchão quer contornar crise no PSD

O secretário de estado da Fazenda, Cláudio Trinchão, que assumiu a direção estadual do PSD na última terça-feira, 16, já age no sentido de tentar contornar a crise interna e um possível esvaziamento do partido na Assembleia Legislativa do Maranhão. No mês de maio o deputado Raimundo Cutrim deixou a sigla, por falta de apoio dos pares na criação da CPI da Agiotagem. Mas, também insatisfeitos com os rumos da legenda para 2014, os deputados Alexandre Almeida, André Fufuca, Camilo Figueiredo e Dr. Pádua, ameaçam sair do PSD. Como Carlos Alberto Milhomem não deve disputar a reeleição, aumenta a possibilidade de zerar a participação do partido no Legislativo Estadual. Até o momento, o PSD forma a maior bancada independente na Assembleia.

De acordo com Cláudio Trinchão, a direção do partido está atenta ao risco de esvaziamento da legenda na Assembleia. Ele disse que tentará contornar a crise. “A preocupação dos deputados, que inclusive é correta, se dá em relação à possibilidade de o partido participar de uma chapa grande, o chapão, em 2014. Mas o que nós vamos sugerir é que o partido vá com o chapão na esfera federal, e permaneça em uma chapa menor na esfera estadual”, disse.

Na segunda-feira, 15, Dr. Pádua havia afirmado a O Estado que sairá do partido caso haja participação do PSD no chapão. “Só fico no partido caso essa idéia de chapão não prevaleça. Mas antes de tudo, é preciso ressaltar que ainda vamos dialogar com nossas lideranças. Ainda vou me reunir com a direção para discutir o meu futuro. Já recebi convites de alguns partidos, mas não tenho acerto com ninguém”, ressaltou.

Trinchão afirmou que priorizará o diálogo, para que nenhum deputado da sigla se sinta prejudicado com as decisões da direção estadual. “Temos de costurar um entendimento, um acordo, para justamente evitar a insatisfação de nossos membros. O PSD tem um quadro muito forte na Assembleia. Vamos valorizar a tentar ao máximo manter esse quadro”, afirmou.

“Na próxima semana vou tentar uma reunião com os deputados. Esse será o primeiro encontro, por isso, quero ter a percepção exata do que está acontecendo. Assumi há apenas um dia, mas estou à disposição do partido”, completou.

O presidente da legenda disse que além de tentar uma conversa com os deputados estaduais, ele pleiteia a filiação no PSD de outros dois parlamentares. “Um deles é o deputado Hélio Soares, que inclusive disse ter interesse no partido. O outro nome é de um deputado tradicional e forte, mas que eu ainda não posso falar no momento”, explicou. Questionado se o partido teria interesse em Graça Paz, ele afirmou. “Graça Paz é um excelente nome. Já conversei um pouco com Clodomir, conversei também com ela. É um excepcional nome”, finalizou.

Informações de O Estado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *