Edivaldo praticamente descarta implantar Bilhete Único em SL

Edivaldo Júnior havia prometido implantar sistema no início de governo

Edivaldo Júnior havia prometido implantar sistema no início de governo

Tão cedo não será cumprida a promessa de campanha do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), de implantar o sistema de Bilhete Único na capital. Foi o que deixou claro o prefeito, por meio de ofício encaminhado hoje à Assembleia Legislativa do Maranhão, assinada pelo secretário de Articulaçaõ Política, Osmar Filho (PSB) [com infomações “técnicas” de Manuel Cruz Junior, coordenador de Planejamento e Estudos], e que responde a solicitação do deputado Eduardo Braide (PMN) sobre a viabilidade técnica do projeto.

Além de descartar a implantação imediata do sistema, com informações desencontradas e recheadas de imprecisões, Edivaldo admite não haver sequer projeto ou mesmo estudo do Bilhete Único. E o mais grave, admite também que a decisão de adiar o cumprimento da promessa tem como principal objetivo proteger as empresas que opreram no sistema de transporte público da capital. Alega que as empresas podem sofrer graves impactos financeiros.

Mas o argumento por si só não se justifica, já que o próprio prefeito se comprometeu, por meio de um TAC assinado junto ao SET e ao Ministério Público, em realizar licitação para as linhas de ônibus de São Luís. O projeto, neste caso, deveria ser incluído no processo de concorrência pública, se assim houvesse vontade política e comprometimento da atual gestão. Como não há, o que se observa, com o ofício encaminhado à Assembleia, é apenas uma tentativa de confundir a população.

Abaixo, trecho do ofício encaminhado à Assembleia, que praticamente descarta a implantação do sistema de Bilhete Único em São Luís.

“Desta forma o sistema de Bilhete Único deve ser estudado e analisado com bastante cuidado, verificando as consequências econômicas que o sistema possa sofrer, pois a perda de receita das empresas deve ser bastante analisada para não levá-las a déficits financeiros insuportáveis, informamos que todas as cidades nas quais foram implantado o Bilhete Único, elas foram obrigadas e passaram a subsidiar o sistema de transporte com valores cada vez mais crescentes”.

O prefeito só não explica de onde ele tirou a informação de que nas demais cidades do país onde o Bilhete Único foi mplantado houve tal impacto, uma vez que ele mesmo admite não haver sequer estudo ou projeto para a implantação do sistema em São Luís.

É só incoerência?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *