Alarme falso em Pedrinhas

A peça metálica não era afiada e não foi achada dentro do sapato, como divulgado inicialmente  (Foto: De Jesus)

A peça metálica não era afiada e não foi achada dentro do sapato, como divulgado inicialmente (Foto: De Jesus)

Daniel Matos – O pedaço de metal encontrado no sapato de um homem que tentou entrar hoje no Complexo Penitenciário de Pedrinhas não era uma lâmina. Foi o que constatou o delegado Newton Martins, titular do 12ºDistrito Policial, no Maracanã, para onde o acusado foi encaminhado por policiais militares no início da tarde desta terça-feira.

Na verdade, a peça metálica entrou acidentalmente no solado do sapato de José Luís Sousa Neres, 35 anos, operador de máquinas residente no Maracanã, que há dois anos faz um trabalho de evangelização com os encarcerados. Na delegacia, Neres explicou que fora a Pedrinhas nesta  terça-feira solicitar a renovação da licença para continuar pregando aos detentos do complexo.

O pedaço de metal, feito em zinco, mede cinco centímetros de comprimento por 1 centímetro de largura e nem sequer era afiado. Tudo indica que a peça entrou acidentalmente na parte de baixo do calçado quando o homem caminhava.

Desfeito o mal entendo, José Luís Sousa Neres foi liberado.

2 thoughts on “Alarme falso em Pedrinhas

  1. Ta e agora depois que o Pastor foi exposto como tentando entrar com uma lamina afiada como é que fica, pois até agora voce foi o único que deu esta informação e para toda a sociedade ele tava levando uma lamina para os detentos.

  2. O interessante é que nas headlines falando sobre o suposto “engano” não se cita mais “Pastor Evangélico”, mas simplesmente “um homem”. Ai, ai…

Deixe uma resposta para Manoel Henrique Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *