Rodoviários ameaçam parar 100% da frota de ônibus em São Luís

Frota de ônibus deve parar 100% amanhã

Frota de ônibus deve parar 100% amanhã

Toda a frota de ônibus de São Luís poderá deixar de rodar amanhã, caso as negociações sobre aumento salarial, entre rodoviários e empresários não avancem. Foi o que disse ontem o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (Sttrema), Gilson Coimbra, sobre a greve da categoria, que começou na quinta-feira, dia 22. Na capital, atualmente, operam 1.107 ônibus e o número de pessoas que utilizam esse tipo de transporte chega a 740 mil.

Motoristas e cobradores protestam por reajuste salarial de 16% e reclamam de não ter recebido contraproposta de reajuste até agora. Ontem, o percentual de ônibus que circulou foi 50%, o que circula normalmente aos domingos. Hoje, no entanto, 70% da frota deve circular, conforme determinação da Justiça.

Mas o Sttrema afirma que, caso não haja nenhuma contraproposta dos empresários até a noite de hoje, a categoria poderá paralisar 100% das atividades amanhã, mesmo com a multa de R$ 4 mil por hora, em caso de descumprimento de percentual determinado pela Justiça do Trabalho.

De acordo com Gilson Coimbra, o maior empecilho para as negociações é a Justiça do Trabalho, que atrapalha as reivindicações. “Por um lado, nos dão o direito de fazer greve. Por outro, nos impedem de protestar”, frisou Coimbra, afirmando que as negociações não avançaram de sexta-feira até ontem.

Ele afirmou, ainda, que nenhuma reunião foi marcada pelos representantes do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET), o qual alega que a falta de lucratividade do setor é o motivo para a inexistência de uma proposta aos rodoviários. Desde 2006, o maior aumento salarial conseguido pelos trabalhadores desse setor foi de 8,3% (2011).

Nas ruas, a população reclama por ser prejudicada. Na quinta e sexta-feira, os pontos de ônibus ficaram lotados de passageiros, o que também aconteceu nos terminais de integração. Aulas foram canceladas em instituições de ensino e muitos funcionários de repartições públicas e privadas não compareceram em seus locais de trabalho.

Informações de O Estado

1 pensou em “Rodoviários ameaçam parar 100% da frota de ônibus em São Luís

  1. MEUS AMIGOS, NÓS TEMOS TRÊS AGENTES RESPONSÁVEIS DIRETO POR ESSA GREVE GERAL NA CAPITAL MARANHENSE NO QUE DIZ RESPEITO AO SISTEMA DO TRANSPORTE COLETIVO, CONFIRAM OS TRÊS AGENTES DIRETO……..

    1 – A PREFEITURA, NÃO SÓ NESTA ATUAL GESTÃO, MAS DESDE DE A ULTIMA DO EX PREFEITO JACKSON LAGO quando o sistema estava começando sua crise, mas a PREFEITURA para atender interesses de alguns PEDETISTAS que se elegeram com sobra de votos para vereança, se aproveitaram do jogo de interesses dos empresários do sistema. Foi daí que a gratuidade não teve mais controle;

    2 – O PROGRAMA IMPLANTADO NA LEGALIDADE DA GRATUIDADE, nunca teve uma fiscalização séria pelo EXECUTIVO MUNICIPAL, talvez agora com o CANINDÉ pode acontecer, isto pela fato de que na sua passagem pela SMTT, ele tentou e quase consegue, mas o tempo não lhe permitiu a aplicação de suas prerrogativas;

    E 3 – É o relaxo do nosso LEGISLATIVO LUDOVICENSE que deixou o tempo correr solto. E agora, aguentem as conseqüências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *