Tragédia! diretor do Hospital Geral é morto

Luiz Alfredo foi morto na porta de sua residência

Luiz Alfredo foi morto na porta de sua residência

O dr. Luiz Alfredo Guterres, diretor do Hospital Geral foi assassinado na manhã de hoje.

Ele foi alvejado por disparo de arma de fogo na porta de sua residência, na Choama, por bandidos ainda não identificados.

Luiz Alfredo, que comandou a modernização no Hospital Geral e com competência conduziu a transformação da unidade no primeiro Hospital do Câncer do Maranhão, chegava em casa após ter recepcionado uma turma de acadêmicos de Medica no hospital, quando foi abordado pelos bandidos.

As primeiras informações, ainda extra-oficiais, apontam para uma tentativa de invasão à casa da vítima. A morte de Luiz Alfredo comoveu toda a classe médica e todo o corpo de saúde do estado. A governadora Roseana Sarney e o secretário de estado da Saúde, Ricardo Murad, estão nesse momento, na casa de Luiz Alfredo.

Profissionais da saúde e funcionários do Hospital Geral, todos consternados, também se deslocaram para o local.

O titular do blog lamenta profundamente a morte de um dos mais competentes profissionais da Medicina do Maranhão.

5 pensou em “Tragédia! diretor do Hospital Geral é morto

  1. Hoje amanheci triste e saudosa.Há exatos dois anos perdi minha irmã Sandra M, no Hospital Tarquínio Lopes Filho (Hospital Geral). naquela ocasião pude contar tanto com o apoio médico, como com o apoio amigo de Dr Luis Alfredo, confortando-me na dor.Inacreditavelmente nesta data ele se despediu deste mundo. Tenha certeza que você cumpriu muito bem o seu papel como médico, como pessoa e com aqueles que conviveram com você nos trabalhos profissionais. Vou lembrar com saudade do seu empenho e responsabilidade com os pacientes que confiavam suas vidas a você. Conforto-me em imaginar que nesse momento os anjos de Deus o recepcionam e que sua estrela vai continuar brilhando, só que lá do alto.
    Que Deus conforte sua família, parentes e os verdadeiros amigos que neste momento choram pela tristeza e forma trágica como partiste, tudo por culpa de um sistema político sujo, que passa a mão na cabeça de bandido e muito mais pela pela falta de justiça. O cidadão de bem vive inseguro ou preso em suas grades particulares e os marginais bem pagos pelo governo matam para roubar e saem livres, leves e soltos.
    Deus tende misericórdia de todos nós.

    Saudades eternas da ex colega de trabalho
    Edelweiss Cutrim
    Assistente Social do antigo Hospital Aliança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *