Justiça cassa mandato de Teresa Murad e deixa Ricardo inelegível

Ricardo Murad e Teresa Murad foram alvo de ação eleitoral

Ricardo Murad e Teresa Murad foram alvo de ação eleitoral

A Justiça Estadual cassou ontem o mandato da prefeita de Coroatá, Teresa Murad (PMDB) e de sua vice, Neuza Muniz (PMDB) por abuso de poder político e econômico. A decisão foi da juíza Josane Braga, da comacrca de Coroatá, que também suspendeu os direitos políticos do secretário de Saúde, Ricardo Murad (PMDB), por oito anos.

A sentença determina que Teresa Murad seja afastada do cargo imediatamente, e que seja dada posse ao presidente da Câmara Municipal. Uma nova eleição, segundo a magistrada, tem de ser realizada num prazo de 40 dias.

Nas redes sociais, o secretário Ricardo Murad classificou a decisão de um equívoco. Ele disse acreditar que os tribunais superiores vão reformar a sentença.

A decisão de Josane Braga tomou por base uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) proposta pela coligação “Coroatá Crescendo com Liberdade” comandada pelo petista Domingos Alberto. A juíza entendeu que a construção de 13 poços artesianos do Estado no município, no período eleitoral, configurou abuso de poder político e econômico.

Cabe recurso à decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *