Edivaldo avança na articulação política

edivaldo júniorEnquanto os seus adversários “batem cabeça” na articulação política, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) avança para consolidar-se como o candidato que apresentará a maior coligação para as eleições 2016.

No último fim de semana, com a entrada do PSD e do PEN na base de apoio à administração municipal, subiu para 11 o número de partidos aliados ao pedetista.

Os seus adversários, por outro lado, patinam, perdem espaço e recuam em relação ao prefeito.

A deputada federal Eliziane Gama (PPS[?]), por exemplo, silenciou nas duas últimas semanas, ao perder apoios importantes para a disputa eleitoral. Ela não poderá contar mais com o PP, do pré-candidato Wellington do Curso, e com o PSB, do senador Roberto Rocha.

Perdida na articulação política ao tentar uma alternativa partidária, Eliziane teve de retornar ao PPS. Mas, também não se posiciona sobre o tema.

No PSDB a disputa já tardia é entre o deputado federal João Castelo e o deputado estadual licenciado, Neto Evangelista, que só resolveu resgatar uma eventual pré-candidatura nas últimas semanas. Isolado por Flávio Dino, o partido estava afastado das discussões sobre a sucessão do prefeito Edivaldo. A direção estadual foi repreendida pela cúpula nacional da sigla e agora tenta recuperar o tempo perdido.

Edivaldo, no período, segue apenas colhendo frutos. Conseguiu implantar importantes projetos na administração pública, cumpriu promessas de campanha e intensificou a sua articulação política.

Deu um passo a frente.

 

2 pensou em “Edivaldo avança na articulação política

  1. Ele avança e a educação recua, não consegue reformar sequer uma escola agora, segundo o diário oficial do município (publicou o contrato com a construtora) vai construir 5 unidades de educação infantil, o estranho é que há mais de um ano pra reformar a quadra do Ciep na Alemanha e empresa contratada foi embora deixando o serviço inacabado, essa história parece obra eleitoreira pois tenho certeza que quando confrontado sobre a não construção de escolas, durante a campanha, ele poderá mostrar essas que supostamente estarão em obras, se sabe que não há recursos pra transformar a “cidade no canteiro de obras” é igual a história do VLT do ex- prefeito Castelo, os professores do Projovem atá hoje esperam receber os seus salários atrasados e nada os funcionários da JM serviços que estão na portaria das escolas desde novembro de 2015 até hoje 07 de abril nunca receberão um único centavo de pagamento espero que a população se lembre disso na hora de ir às urnas e bote esse prefeito de volta pra casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *