Polícia Federal busca pré-candidato do PCdoB em São Bento

São Bento 1O pré-candidato a prefeito do município de São Bento, Luiz Gonzaga Barros (PCdoB), o Luizinho, está sendo procurado pela Polícia Federal.

A PF realiza desde as primeiras horas de hoje uma Força-Tarefa no município que apura fraude no sistema previdenciário. A operação é realizada em parceria com o Ministério do Trabalho e Previdência Social e o Ministério Público Federal (MPF), e recebeu o nome de “Vínculos”.

São Bento 2Luizinho, que na imagem acima aparece ao lado do secretário de Articulação Política e Comunicação do Governo do Estado, Marcio Jerry, presidente estadual do PCdoB, exerce o cargo de Superintendente de Articulação Regional de São Bento, função vinculada à Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos (Secap). Ele é subordinado de Jerry e aliado do comunista.

Além de Luizinho, contadores, um advogado especializado em causas previdenciárias, um ex-funcionário do Cartório de Palmeirândia, um servidor do INSS e intermediários também foram indiciados.

Golpe

As investigações, iniciadas em 2015, levaram à identificação de um esquema criminoso com atuação desde 2010, responsável pela concessão de benefícios de pensão por morte fraudulentos.

O golpe funcionava assim: os instituidores e, em alguns casos, o próprio titular, eram pessoas fictícias, criadas virtualmente através da falsificação de documentos públicos. Os vínculos empregatícios inexistentes eram implantados no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) na Prefeitura Municipal de São Bento, com salários de contribuição no teto previdenciário, sendo transmitidos através de Guias de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (GFIP) irregulares.

O prejuízo inicialmente identificado aproxima-se de R$ 1,5 milhão. O valor do prejuízo evitado com a conseqüente suspensão desses benefícios, levando-se em consideração a expectativa de sobrevida média da população brasileira, é de R$ 12 milhões.

Nessa etapa da operação a Polícia Federal 9 mandados de prisão temporária, 19 de busca e apreensão e 04 de condução coercitiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *