E a maternidade da Cidade Operária, Edivaldo Holanda Júnior?

Reeleito para um segundo mandato em outubro de 2016, quando derrotou o então deputado estadual Eduardo Braide (PMN) no segundo turno, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), jamais cumpriu a promessa de entregar à população da Cidade Operária, uma maternidade.

A obra, que recebeu aporte milionário do Governo Federal, foi iniciada em 2014, mas jamais concluída. O local onde seria instalada a maternidade, situado próximo da feira [Mercado] do bairro, está abandonado.

Edivaldo prometeu, na campanha de 2012 e novamente reafirmou a promessa na campanha de 2016, concluir os serviços e dar maior dignidade às gestantes dos bairros Cidade Operária, Cidade Olímpica, Janaína, Vila Riod, Santa Clara, Santa Efigênia, Tropical, Maiobinha, Jardim América, Mata, Recanto dos Pássaros e outros adjacentes. Nada disso, contudo, ocorreu.

O projeto previa a construção de uma unidade com mais de 14 mil m², com 120 leitos – 100 leitos de internação e outros 20 de UTI -, 10 UTIs Neonatais e outras 10 UTIs Infantis e estrutura moderna para atender toda a região. ste blog torce para que a obra seja retomada ao ritmo regular o quanto antes e que a maternidade seja de fato construída. Até porque, como mostra a imagem ao fundo, apesar de ter sido iniciada há quase 2 anos, nenhuma parede, sequer, foi levantada.

Ontem, na comemoração de mais um Dia das Mães, a promessa ficou no esquecimento. E na falta de compromisso de um gestor que sonha em chegar ao Palácio dos Leões…

1 thought on “E a maternidade da Cidade Operária, Edivaldo Holanda Júnior?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *