SES tenta diminuir alerta após divulgação de casos de Meningite

Após ampla repercussão do conteúdo da nota informativa da Secretaria de Estado da Saúde (SES) com alerta a profissionais da área sobre o número elevado de casos de Meningite no Maranhão, o secretário Carlos Lula utilizou o seu perfil em rede social para tentar diminuir a situação.

Ele afirmou que não há surto da doença no estado. Disse que esta possibilidade está descartada e que trata-se de uma irresponsabilidade “espalhar pânico sob a forma de fakenews”.

Não há, contudo, informação na imprensa maranhense sobre um eventual surto da doença – apesar de assustadores os números de casos identificados e mortes registradas em 2019 -, portanto, desqualificada a defesa do auxiliar de Flávio Dino.

Não há também fakenews sobre o tema.

Todas as informações levadas à mídia até o momento, estão sustentadas num documento oficial da SES [baixe aqui], que detalha todos os casos notificados, registrados e confirmados na Saúde do Maranhão.

O problema de Carlos Lula, do Governo do Estado e gestores da Saúde, foi o vazamento da informação que, pelo visto, tentava-se esconder da imprensa.

No documento, há sim um ALERTA para profissionais de Saúde e registro de 124 casos suspeitos notificados no estado, com 44 confirmações e 13 mortes.

Tentar esconder, diminuir, ou amenizar dados tão relevantes é que é irresponsável.

E irresponsabilidade não combina com gestão pública.

Nem rima com Saúde.

 

SES confirma 44 casos de Meningite e 13 mortes no Maranhão em 2019

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou, por meio de nota informativa [baixe aqui] 44 casos de Meningite no Maranhão em 2019. Na mesma nota, a SES emite um alerta a profissionais que atuam em áreas de muito contato com o público para medidas de prevenção e controle.

De acordo com a SES, ao todo foram notificados 124 casos suspeitos no estado. Destes, 44 já foram confirmados e 13 mortes registradas.

Somente em São Luís, como aponta o documento, foram confirmados 14 casos. Cinco pessoas morreram.

No início da semana um caso foi noticiado por uma escola situada na Região Metropolitana de São Luís. Foi somente depois disso que a SES divulgou o número total de registro em todo o estado.

O número elevado chama a atenção e requer alerta redobrado do sistema de saúde em todo o Maranhão.

Eduardo Braide alerta para a retirada de cobradores dos ônibus de SLZ

O deputado federal Eduardo Braide (PMN) se manifestou por meio de seu perfil, em rede social, sobre a retirada dos cobradores de ônibus do sistema de transporte público de São Luís.

A informação da retirada foi confirmada pelo Sindicato dos Rodoviários. O Consórcio Upaon-Açu, que atua na região da Cidade Operária, já teria começado a implantar a medida. De acordo com o sindicato, cerca de 20% da frota já circula sem cobradores.

“É preocupante retirar os cobradores dos ônibus. Além do desemprego, causa uma sobrecarga de trabalho aos motoristas, que agora vão ser responsáveis também por várias atividades. Isso sem falar nas viagens que irão demorar ainda mais. Perdem os trabalhadores. Perde a população. Espero que essa decisão seja revista”, afirmou, Braide.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) se esconde e não comenta o tema…

Base governista “blinda” Clayton Noleto e evita convocação na AL

A base governista na Assembleia Legislativa blindou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto (PCdoB) e impediu a aprovação de um requerimento de autoria de César Pires (PV) de convocação do gestor.

O objetivo de Pires com a convocação, era obter do próprio Noleto informações precisa sobre editais de licitação, ordens de serviços e todos os contratos firmados pela Sinfra para a realização de obras do ‘Programa Mais Asfalto’.

Na edição de hoje O Estado abordou a decisão do juiz Cléber de Andrade Pinto, da 16ª Vara Cível de Brasília, no Distrito Federal (DF), em que o magistrado abriu prazo regular de 20 dias, contados a partir da data de citação, para que a atual gestão do Governo do Estado apresente defesa em ação popular ingressada na Justiça pelo senador Roberto Rocha (PSDB), que aponta asfalto de má qualidade em obras realizadas no Maranhão e uso eleitoreiro do Programa Mais Asfalto no pleito de 2018.

Na decisão, o juiz também determinou à Sinfra o fornecimento da lista completa das “empresas contratadas para prestação de serviços no âmbito do Programa Mais Asfalto”.

Com o desgaste inevitável, a base governista manobrou e vetou o pedido de convocação.

Com isso, Clayton Noleto não precisa prestar qualquer tipo de esclarecimento ao Poder Legislativo.

Fácil, né…

Tadeu Palácio em defesa dos atos pró-Bolsonaro

O ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio [sem partido], saiu em defesa dos atos públicos realizados ontem, em todo o país, em apoio às medidas do governo Jair Bolsonaro (PSL).

A manifestação de Palácio ocorreu em seu perfil, em rede social. Para ele, os atos pró-Bolsonaro ocorrem como “reafirmação de propósito”.

“Um dia de reafirmação de propósito. O país insatisfeito, desejoso de mudanças, elegeu o presidente que se identificava com as transformações pretendidas”, declarou.

“Os brasileiros de verdade não permitirão que o antagonismo nos façam mudar de rumo. Queremos um Brasil justo, progressista, honesto e já estamos com o nosso presidente Bolsonaro, rumando nesta direção”, finalizou.

Tadeu é pré-candidato a prefeito da capital.

Com informações do blog de Gilberto Léda

Comissão de Segurança da Câmara vai ouvir delegados que denunciam espionagem no MA

A Comissão de Segurança da Câmara Federal vai ouvir os dois delegados de Polícia Civil do Maranhão, que acusam o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela (PCdoB) de espionagem contra desembargadores e autoridades no estado.

Os delegados são Tiago Bardal, ex-superintendente de Investigações Criminais no Maranhão e Ney Anderson Garspar.

A medida ocorre depois de o deputado federal Aluisio Mendes (Podemos) formulado pedido na comissão.

De acordo com os delegados, pelo menos quatro desembargadores do Tribunal de Justiça, seus familiares e assessores, além de políticos como o senador Roberto Rocha, teriam sido alvo de investigações clandestinas.

O presidente do TJ, desembargador José Joaquim Figueiredo determinou a abertura de investigação aos fatos. A comunicação do TJ divulgou nota oficial sobre o tema.

Jefferson Portela nega as acusações e afirma que irá acionar os delegados na Justiça. Ele diz que tanto Bardal quanto Ney Anderson serão responsabilizados criminalmente.

 

Novo pedido de impeachment e o desgaste de Edivaldo Júnior

Apesar de a base governista ter rejeitado um pedido de admissibilidade de processo de impeachment e conseguido blindar o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), um novo pedido, já protocolado na Casa tem incomodado o pedetista.

O requerimento foi protocolado no Legislativo pela advogada Daniele Letícia Ferreira e questiona contrato número 046/2012 assinado pelo Executivo e que tem validade de 20 anos, valor de quase R$ 3 bilhões junto a SLEA – São Luís Engenharia Ambiental S/A.

De acordo com a advogada, há uma série de irregularidades no contrato e que dão sustentação ao pedido de impeachment.

Na peça, Daniele Ferreira mostra que a empresa SLEA-SPE assinou o contrato de PPP, mesmo o certame tendo sido vencido pela Vital Engenharia. A empresa passou a ser uma subsidiária integral, dotada de personalidade jurídica distinta da matriz, responsável pela prestação do serviço, na sua integralidade.

“A SLEA assinou o contrato 046/2012, mesmo não tendo sido submetida aos requisitos exigidos na lei 8.666/93, firmou um contrato bilionário, sem motivação que justificasse a cessão de direitos e/ou subcontratação, assim sendo, não poderia o prefeito desta grande ilha adotar a inércia, deveria sim, ter denunciado o contrato aos órgãos competentes e suspendido o mesmo”, alegou.

Edivaldo, que ainda deve enfrentar outros pedidos de impeachment pelo mesmo motivo, tem se incomodado com o tema e agido junto à sua base no Legislativo para vetar os pedidos.

Ele também tem evitado contato com a imprensa para se posicionar sobre o caso.

É uma fuga constante ao confronto.

Andrea Murad oficializa filiação no PSDB

A ex-deputada estadual, Andrea Murad, aceitou o convite feito pelo presidente da Executiva Estadual do PSDB, senador Roberto Rocha, e filiou-se ao partido tucano nesta última sexta-feira, 17. Ela teve a ficha abonada pelo vice-presidente da legenda no estado, Clodomir Paz, na sede do PSDB, no Calhau.

O ex-secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, estava presente no ato de filiação. Na quinta, 16, ele deixou o Patriotas e também filiou-se ao PSDB.

Segundo o diretório estadual do partido, por todo o conjunto e histórico de vida pública, a ex-deputada Andrea Murad já foi indicada para compor o Secretariado do PSDB Mulher Nacional.

Concurso público é realizado com sucesso em Tuntum

O Instituto Machado de Assis realizou neste domingo dia 19/05/2019, a primeira etapa do concurso Público da Prefeitura Municipal de Tuntum – Ma. Fizeram as provas milhares de candidatos para os cargos de nível fundamental e médio. As provas foram realizadas em dois turnos.

O Instituto Machado de Assis montou uma equipe totalmente preparada, técnica. Em cada escola estava presentes advogados, psicólogos, assistentes sociais e profissionais da saúde para garantir suporte e maior comodidade aos candidatos.

Carteiras etiquetadas contendo todas as informações dos candidatos, detectores de metal; detectores para ponto eletrônico, saco para pertences, tudo para garantir a segurança ao Certame.

Maria Aparecida elogiou o nível das questões de prova e toda a organização do certame.

As provas para o nível Superior e professor serão realizadas no dia 26/05/19, estando disponível no site no dia 22/05 a relação definitiva dos candidatos inscritos com endereço e locais de aplicação de provas.

Do blog de Daniel Matos

Edvaldo tem o 4º maior salário de prefeito de capital do país

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) dispõe do 4º maior salário entre os prefeitos de capitais do país.

O levantamento foi feito pelo G1, portal de notícias, e divulgado hoje.

Com salário de R$ 25 mil, Edivaldo fica atrás apenas de Alexandre Kalil, de Belo Horizonte, com salário de R$ 31.061,47; Gean Loureiro, de Florianópolis, com salário de R$ 26.385,00 e Iris Rezende, de Goiânia, com salário de R$ 25.865,00.

O vencimento de Edivaldo Holanda Júnior é superior a prefeitos de capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, João Pessoa, Natal, Porto Alegre e Curitiba.

Está tudo bem…